Actor: DILMA ROUSSEFF

Code: 
PU-FOPROFBRDR
Workspaces: 

Relaciones de este actor

ID Actor 1 Actor 2 Tipo Evidencia
61563 DILMA ROUSSEFF NESTOR CUNAT CERVERO Political - Providing political favors to "Diferentemente do que afirmou DILMA ROUssEF em outras oportunidades, a indicacao de NESTOR CERVERO para a Diretoria Financeira da BR DlsTRIBUIDORA, contou efetivamente com a sua participacao. DELCIDIO DO AMARAL tem conhecimento desta ingerencia, tendo em vista que, no dia da aprovacao pela Conselho, estava na Bahia e recebeu Iiga~6es de DILMA. DELCIDIO estava na Bahia para participar de um casamento em salvador. Por tai razao, năo e correta a afirmacao que a Diretoria Financeira da BR DlsTRIBUIDORA tenha sido produto de entendimento exclusivo entre LULA e DUTRA. DILMA ROUssEF teve atuacăo decisiva, comprovada atraves das ligac6es mencionadas, quando da sua chegada ao Rio de Janeiro para a reuniăo do Conselho de Administracao da Petrobras. DILMA RDUssEF ligou para DELCIDIO perguntando se o NEsTOR jâ havia sido convidado para ocupar a Diretoria Financeira da BR Distribuidora. Depois, ligou novamente, confirmando a nomeacăo de NESTOR para o referido cargo, o que restou concretizado na segunda-feira, 03/03/2008 quando da posse do NESTOR na BR DISTRIBUIDORA e de JORGE ZELADA na ârea Internacional da Petrobras."
61552 DILMA ROUSSEFF Delcidio do Amaral Logistic - Influence on Na semana da defini~ao da nova estrategia,DELCIDIO DO AMARAL esteve com a Presidenta DILMA no Palacio da Alvorada, para uma conversa privada. DELCIDIO e a Presidenta DILMA conversaram enquanto caminhavam pelos jardins do Palacio da Alvorada e DILMA solicitou que DELCIDIO conversasse com o Desembargador MARCELO NAVARRO, a fim de que ele confirmasse o compromisso de soltura do MARCELO e de OTÂVIO. DELCIDIO DO AMARAL, como Lider do Governo, participou diretamente dessas tratativas.
61551 DILMA ROUSSEFF Ricardo Lewandowski Networking Nesta primeira investida do planalto, em tentar alterar os rumos da Opera~ao LavaJato, salta aos olhos pela ousadia, o encontro realizado em 07/07/2015 (18 dias apos a prisao de MARCELO ODEBRECHET e OTAVIO AZEVEDO) entre DILMA, JOSE EDUARDO e o Ministro Presidente do STF Ricardo Lewandowski, numa escala em Porto (Portugal) para supostamente falar sobre o reajuste das verbas do Poder Judiciario. A razao apontada pela presidencia e absolutamente injustificavel ate porque, a época, DELCIDIO DO AMARAL, como Líder do Governo, era quem conduzia as negocia~ies sobre o tema no Senado. A razao principal do encontro, em verdade, foi a mudan~a dos rumos da Opera~ao Lava-Jato. Contudo, a reuniao foi um fracasso, em fun~ao do posicionamento retilineo do ministro Lewandowski, ao afirmar que nao se envolveria.
61550 DILMA ROUSSEFF José Eduardo Cardozo Networking Nesta primeira investida do planalto, em tentar alterar os rumos da Opera~ao LavaJato, salta aos olhos pela ousadia, o encontro realizado em 07/07/2015 (18 dias apos a prisao de MARCELO ODEBRECHET e OTAVIO AZEVEDO) entre DILMA, JOSE EDUARDO e o Ministro Presidente do STF Ricardo Lewandowski, numa escala em Porto (Portugal) para supostamente falar sobre o reajuste das verbas do Poder Judiciario. A razao apontada pela presidencia e absolutamente injustificavel ate porque, a época, DELCIDIO DO AMARAL, como Líder do Governo, era quem conduzia as negocia~ies sobre o tema no Senado. A razao principal do encontro, em verdade, foi a mudan~a dos rumos da Opera~ao Lava-Jato. Contudo, a reuniao foi um fracasso, em fun~ao do posicionamento retilineo do ministro Lewandowski, ao afirmar que nao se envolveria.

Relaciones de este actor

ID Actor 1 Actor 2 Tipo Evidencia
57455 PAULO ROBERTO COSTA DILMA ROUSSEFF Political - Irregular donations (political campaign) to "QUE quanto a ANTONIO PALOCCI FILHO, o conheceu em 2004, quando o mesmo era membro do Conselho de Administração da Petrobrás e DILMA ROUSSEF era Presidente do referido conselho e Ministra das Minas e Energia; QUE esteve em várias reuniões com ANTONIO PALOCCI, pois este era membro do Conselho de Administração da PETROBRÁS e também Ministro da Fazenda; QUE no ano de 2010, acredita que quando ANTONIO PALOCCI já não ocupava nenhum cargo no Governo Federal, recebeu uma solicitação, por meio de ALBERTO YOUSSEF, para que fossem liberados R$ 2.000.000,00 (dois milhões de reais) do caixa do PP, para a campanha presidencial de DILMA ROUSSEF; QUE o declarante autorizou referida entrega, sendo que YOUSSEF operacionalizou o pagamento e confirmou ao declarante posteriormente; QUE YOUSSEF não esclareceu ao declarante se o pedido deste valor foi feito pessoalmente por PALOCCI oU se por meio de algum assessor deste, apenas mencionou que era um pedido vindo de ANTONIO PALOCCI"
55082 JOESLEY MENDONCA BATISTA DILMA ROUSSEFF Logistic - Had a business meeting with Em novembro de 2014, JB, depois de receber solicitações insistentes de 30 milhões para Fernando Pimentel, governador eleito de MG, veiculadas por Edinho Silva, e de receber de Guido Mantega a informação de que “isso é com ela”, solicitou audiência com Dilma, que o recebeu no Palacio do Planalto. JB relatou, então, que o governador eleito de MG, Fernando Pimentel, estava solicitando 30 milhões e esta solicitação o saldos das duas contas se esgotaria. Dilma confirmou a necessidade e pediu que JB procurasse Pimentel. http://jud-anexos.digesto.com.br/52619d47af6662e1cc5699929cc151c3.pdf
55071 JOESLEY MENDONCA BATISTA DILMA ROUSSEFF Economic - Financial transactions to JB depositou, a pedido de Guido Mantega, por conta desse negocio, credito de 30 milhões de dólares em nova conta no exterior. JB agora sabia que esse valor se destinava a Dilma. Os saldos das contas vinculadas a Lula e Dilma eram formados pelos ajustes sucessivos de propina do esquema BNDES e do esquema-gêmeo, que funcionava no âmbito dos fundos PETROS e FUNCEF e seu descrito em capitulo próprio. Esses saldos somavam, em 2014, cerca de 150 milhões de dólares. http://jud-anexos.digesto.com.br/52619d47af6662e1cc5699929cc151c3.pdf
55068 JOESLEY MENDONCA BATISTA DILMA ROUSSEFF Economic - Open and controlling offshore accounts on behalf of Em reunião com Guido Mantega ocorria no final de 2010, Guido pediu a JB que abrisse uma nova conta, que se destinaria a Dilma. http://jud-anexos.digesto.com.br/52619d47af6662e1cc5699929cc151c3.pdf