Relationship: Relationship

Evidence: 
Os pagamentos na gestão de André Puccinelli, operacionalizados por lvanildo da Cunha Miranda e André Luiz Cance, foram feitos nos seguintes moldes: 1) R$5.003.066,00 por meio de notas falsas de cabeças de gado emitidas por Ivanildo da Cunha Miranda; 2)R$9.500.143,00 por meio de notas falsas emitidas pela empresa Proteco Construções Ltda; 3)R$980.000,00 por meio de notas falsas emitidas contra a JBS pela empresa Grafica Jafar Ltda; 4)R$1.141.250,00 por meio de notas falsas emitidas contra a JBS pela empresa MB Produções Cinematográficas Ltda; 5)R$300.000,00 por meio de notas falsas emitidas contra a JBS pela empresa Barth Propaganda Ltda; R$2.834.705,43 por meio de notas falsas emitidas contra a JBS pela empresa IBOPE Inteligência Pesquisa e Consultoria Ltda; 6) R$168.109,00 por meio de notas falsas emitidas contra a JBS pelo Amapil Táxi Aéreo Ltda; 7)R$1.268.850,00 por meio de notas falsas emitidas contra a JBS pelo Instituto Icone de Ensino Jurídico Ltda; 8)R$22.212,50 por meio de notas falsas emitidas contra a JBS pela empresa ST Pesquisa de Mercado Ltda EPP; 9)R$2.957.084,95 por meio de notas falsas emitidas contra a JBS pela empresa Grafica e Editora Alvorada Ltda; 10) R$30.000.000,00 propinas em espécie; 11)R$60.000.000,00 por meio de notas ficais e dinheiro em espécie por meio de terceiros a terceiros indicados pelo Ivanildo da Cunha Miranda. http://jud-anexos.digesto.com.br/52619d47af6662e1cc5699929cc151c3.pdf
Workspace: 
Mex - JBS (G)
Resource Movement: