Actor: RENATO DE SOUZA DUQUE

Code: 
PU-FOFEDERDSD
Workspaces: 

Relaciones de este actor

ID Actor 1 Actor 2 Tipo Evidencia
49287 RENATO DE SOUZA DUQUE PETROLEO BRASILEIRO SA -PETROBRAS Logistic - Serving as third party to Júlio Gerin de Almeida Camargo teria atuado como intermediador da proposta de propina, tendo Renato de Souza Duque exercido a sua influência para que a Apolo Tubulars fosse contratada pela Petrobrás. Já o grupo de José Dirceu de Oliveira e Silva recebeu parte da propina pela sustentação política concedida a Renato de Souza Duque. Pág 3
47169 RENATO DE SOUZA DUQUE MILZART OVERSEAS DOLDINGS INC Logistic - Decision-making and leadership (de facto) of The Odebrecht Group, for the payment of bribes, used, between 12/2006 and 06/2014, mainly to make deposits abroad. To that end, it used accounts from offshore companies, Smith & Nash Enginnering Company, Arcadex Corporation, Havinsur S / A, of which it is the final economic beneficiary, for the direct realization of deposits in offshore accounts controlled by Petrobrás, like Sagar Holdings and Quinus Service controlled by Paulo Roberto Costa, Milzart Overseas controlled by Renato Duque, and Pexo Corporation, controlled by Pedro Barusco.

Relaciones de este actor

ID Actor 1 Actor 2 Tipo Evidencia
57759 JOSE DIRCEU DE OLIVEIRA E SILVA RENATO DE SOUZA DUQUE Family - Being a family member of "Que na época em queo declarante·· era Diretor, o Diretor de SerViços era RENATO DUQUE; indicado com JOSÉ DIRCEU; Que RENATO DUQUE ou sua esposa eram parentes de JOSÉ DIRCEU;"
57537 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Bribe payment to "QUE em relação ao dinheiro entregue pelo declarante no Rio de Janeiro eram pagamentos devidos ao RENATO DUQUE e provavelmente a outros empregados da Diretoria de Serviços e Engenharia da PETROBRÁS, referentes a comissionamentos das obras realizadas pela CAMARGO CORREA e a MITSUE TOYO; QUE um desses executivos era PEDRO BARUSCO; QUE sabe que PEDRO BARUSCO auxiliava RENATO DUQUE no esquema criminoso de cartelização; QUE não se recorda de outros nomes; QUE a sistemática de pagamento de dinheiro nos escritórios de JULIO CAMARGO pelo declarante perdurou entre final de 2005 até 2012; QUE indagado sobre o motivo pelo qual JULIO CAMARGO não sacava diretamente os valores já disponíveis no Brasil das contas da TREVISO, AUGURI e PIEMONTE, afirma que o objetivo era ludibriar e despistar a eventual ação das autoridades públicas, ocultado a origem dos valores que posteriormente seriam usados para o pagamento de propinas e formação de caixa dois dos partidos políticos; QUE dos escritórios de JULIO CAMARGO, como já dito, os valores entregues em espécie pelo declarante acredita e tem convicção de que eram destinados ao Partido dos Trabalhadores e à Diretoria de Serviços da PETROBRÁS, na pessoa de RENATO DUQUE e outros gerentes da referida Diretoria; QUE o valor total operado por este modus operandi foi em torno de R$ 27 milhões de reais; QUE esse modus operandi foi desenvolvido do final do ano de 2005 até meados do ano de 2012; QUE o declarante cobrava pelo seu trabalho o valor de 3,5% sobre cada operação de dólar-cabo, sem prejuízo do recebimento dos 5% que decorriam do 1% pago ao Partido Progressista, referente aos contratos firmados com a PETROBRÁS;"
57535 ALBERTO YOUSEFF RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Bribe payment to "QUE em relação ao dinheiro entregue pelo declarante no Rio de Janeiro eram pagamentos devidos ao RENATO DUQUE e provavelmente a outros empregados da Diretoria de Serviços e Engenharia da PETROBRÁS, referentes a comissionamentos das obras realizadas pela CAMARGO CORREA e a MITSUE TOYO; QUE um desses executivos era PEDRO BARUSCO; QUE sabe que PEDRO BARUSCO auxiliava RENATO DUQUE no esquema criminoso de cartelização; QUE não se recorda de outros nomes; QUE a sistemática de pagamento de dinheiro nos escritórios de JULIO CAMARGO pelo declarante perdurou entre final de 2005 até 2012; QUE indagado sobre o motivo pelo qual JULIO CAMARGO não sacava diretamente os valores já disponíveis no Brasil das contas da TREVISO, AUGURI e PIEMONTE, afirma que o objetivo era ludibriar e despistar a eventual ação das autoridades públicas, ocultado a origem dos valores que posteriormente seriam usados para o pagamento de propinas e formação de caixa dois dos partidos políticos; QUE dos escritórios de JULIO CAMARGO, como já dito, os valores entregues em espécie pelo declarante acredita e tem convicção de que eram destinados ao Partido dos Trabalhadores e à Diretoria de Serviços da PETROBRÁS, na pessoa de RENATO DUQUE e outros gerentes da referida Diretoria; QUE o valor total operado por este modus operandi foi em torno de R$ 27 milhões de reais; QUE esse modus operandi foi desenvolvido do final do ano de 2005 até meados do ano de 2012; QUE o declarante cobrava pelo seu trabalho o valor de 3,5% sobre cada operação de dólar-cabo, sem prejuízo do recebimento dos 5% que decorriam do 1% pago ao Partido Progressista, referente aos contratos firmados com a PETROBRÁS;"
57043 JOAO VACCARI RENATO DE SOUZA DUQUE Logistic - Influence on "Perguntado se havia algum repasse prévio por parte das empresas, afirma que de regra não, mas soube de empresas em relação as quais teria sido exigido o pagamento de comissão já na emissão dos convites; QUE, assevera que isso não ocorria no âmbito da Diretoria de Abastecimento, mas na Diretoria de Serviços; QUE, segundo soube a relação de empresas a serem convidadas era definida pela Diretoria de Serviços, competindo a Diretoria de Abastecimento excluir e incluir algum licitante de maneira fundamentada e a fim de atender os interesses das empreiteiras e do partido; QUE JOAO VACARI, mesmo antes de assumir como tesoureiro do PT atuava perante a Diretoria de Servicos dando ordens ao diretor RENATO DUQUE, sendo que alguns pagamentos de comissoes devidas pelas empreiteiras, pelo que sabe, teriam sido feitos por meio de doações oficiais ao Partido dos Trabalhadores; QUE, acerca de quem exercia o papel desempenhado pelo declarante junto a Diretoria de Serviços, diz não saber; QUE, questionado como se dava a dinâmica do favorecimento no âmbito das comissões de licitação, afirma que, segundo soube, as empreiteiras não tinham conhecimento prévio do orçamento base da PETROBRAS, fazendo um escalonamento de preços entre si conforme 7 pactuação em relação a quem deveria ser o vencedor; QUE, segundo sabe, as empresas que não ganhariam a licitação sequer elaboravam o orçamento detalhado a fim de não ter custos inúteis; QUE, afirma que a margem aceitável de variação acerca do orçamento-base seria entre -15 e +20%, sendo que no caso de valores muito exorbitantes do orçamento ou fora da margem anteriormente referida as empresas eram chamadas para fazer um ajuste"
56990 PARTIDO DOS TRABALHADORES RENATO DE SOUZA DUQUE Logistic - Influence on "QUE, esclarece ainda que as Diretorias de Exploração e Produção (maior orçamento da PETROBRAS) e de Gas e Energia eram chefiadas por pessoas indicadas pelo PT, sendo que que todos os valores a título de sobrepreco eram destinadOS\ao Partido dos Trabalhadores, competindo a RENATO DUQUE, Diretor de Serviços, a alocação desse montante conforme as orientações e pedidos que receb se do referido partido"
50776 LUIZ INACIO LULA DA SILVA RENATO DE SOUZA DUQUE Political - Nominate for public office i) LULA atuou diretamente na nomeação e na manutenção de PAULO ROBERTO COSTA, RENATO DUQUE, NESTOR CERVERÓ, e JORGE ZELADA nas Diretorias de Abastecimento, Serviços e Internacional da Petrobras, com ciência acerca do uso dos cargos para a arrecadação, junto a empresários com contratos públicos, de propinas para distribuição a agentes e partidos políticos;
49285 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO RENATO DE SOUZA DUQUE Logistic - Delivering money to Júlio Gerin de Almeida Camargo teria atuado como intermediador da proposta de propina, tendo Renato de Souza Duque exercido a sua influência para que a Apolo Tubulars fosse contratada pela Petrobrás. Já o grupo de José Dirceu de Oliveira e Silva recebeu parte da propina pela sustentação política concedida a Renato de Souza Duque. Pág 3
49282 PAULO CESAR PEIXOTO RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Bribe payment to Segundo a denúncia, a empresa Apolo Tubulars, fornecedora de tubos para a Petrobrás, por decisão de seus dirigentes, os acusados Paulo Cesar Peixoto de Castro Palhares e Carlos Eduardo de Sá Baptista, teria pago, entre 2009 a 2012, vantagem indevida, propinas, de cerca de R$ 7.147.425,70 ao Diretor de Serviços e de Engenharia da Petrobrás, Renato de Souza Duque e ao grupo político que o sustentava, esse dirigido por José Dirceu de Oliveira e Silva. Pág. 3
47579 SETE BRASIL PARTICIPACOES S/A  RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Bribe payment to "A propina teria sido cobrada em 0,9% sobre o valor dos contratos e dividida 1/6 para o Diretor de Engenharia e Serviços da Petrobrás Renato de Souza Duque, 1/6 para os acusados Pedro José Barusco Filho, Eduardo Costa Vaz Musa e João Carlos de Medeiros Ferraz, estes agora como dirigentes da própria empresa Sete Brasil, e 2/3 para o Partido dos Trabalhadores, também com arrecadação por João Vaccari Neto. Parte dos valores destinados ao Partido dos Trabalhadores foi também direcionada em favor de Mônica Regina Cunha Moura e João Cerqueira de Santana Filho. Pág. 4"
47561 PARTIDO DOS TRABALHADORES RENATO DE SOUZA DUQUE Political - Providing political favors to outra metade seria destinada ao Partido dos Trabalhadores, responsável pela sustentação política de Renato de Souza Duque no cargo. O acusado João Vaccari Neto era o responsável pela arrecadação desses valores e destinou parte deles para pagamentos de serviços publicitários destinados ao Partido dos Trabalhadores e prestados pelos acusados Mônica Regina Cunha Moura e João Cerqueira de Santana Filho. Pág. 3
47559 ZWI SKORNICKI RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Bribe payment to Do montante de 1% de propina calculado sobre o valor dos contratos, metade foi destinada aos agentes da Petrobrás, notadamente ao Diretor de Engenharia e Serviços da Petrobrás, o Renato de Souza Duque, e ao gerente do Setor de Engenharia e Serviços da Petrobrás, o Pedro José Barusco Filho. Pág. 3
47394 FERNANDO ANTONIO GUIMARAES HOURNEAUX DE MOURA RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Bribe payment to "Ainda segundo a denúncia parte das propinas acertadas pela Engevix Engenharia com a Diretoria de Serviços e Engenharia da Petrobrás era destinada ao acusado José Dirceu de Oliveira e Silva e a Fernando Antônio Guimarães Hourneaux de Moura, por serem responsáveis pela indicação e manutenção de Renato de Souza Duque no referido posto. Pág. 6" 21.
47393 JOSE DIRCEU DE OLIVEIRA E SILVA RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Bribe payment to "Ainda segundo a denúncia parte das propinas acertadas pela Engevix Engenharia com a Diretoria de Serviços e Engenharia da Petrobrás era destinada ao acusado José Dirceu de Oliveira e Silva e a Fernando Antônio Guimarães Hourneaux de Moura, por serem responsáveis pela indicação e manutenção de Renato de Souza Duque no referido posto. Pág. 6" 21.
47347 BRASKEM RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Bribe payment to Odebrecht and Braskem, the company controlled by Odebecht, using offshore accounts, on behalf of offshores, effectively transferred, between 06/2007 and 08/2011, USD 14,386,890.04 plus 1,925,100 Swiss francs to Petrobrás agents, specifically to Paulo Roberto Costa, Renato de Souza Duque and Pedro José Barusco Filho.
47341 KLIENFELD SERVICES RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Financial transactions to Of Klienfed Services, a total of USD 909,322.70 transferred to Paulo Roberto Costa (Quinus Services), a total of USD 874,386.17 transferred to Pedro José Barusco Filho (Pexo Corporation) and a total of USD 834,463.00 transferred to Renato de Souza Duque (Milzart Overseas);
47340 CONSTRUCTORA INTERNATIONAL DEL SUR RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Financial transactions to Of Klienfed Services, a total of USD 909,322.70 transferred to Paulo Roberto Costa (Quinus Services), a total of USD 874,386.17 transferred to Pedro José Barusco Filho (Pexo Corporation) and a total of USD 834,463.00 transferred to Renato de Souza Duque (Milzart Overseas);
47337 HAVINSUR SA RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Financial transactions to from the Havinsur S / A account, a total of USD 565,000.00 transferred to Renato de Souza Duque (Milzart Overseas Holdings Inc.).
47336 ARCADEX CORPORATION RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Financial transactions to da conta Arcadex Corporation, total de USD 434.980,00 transferidos a Renato de Souza Duque (Milzart Overseas Holdings Inc.);
47160 CONSORCIO OCCH RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Bribe payment to In the Petrobras contract with the OCCH Consortium (Odebrecht, Camargo Correa and Hochtief do Brasil) for the construction of the Petrobrás headquarters building in Vitória, in the amount of 1% of the total value of the contract for directors of the Services and Engineering Department.
47155 CONSORCIO PIPE RACK RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Bribe payment to In the Petrobras contract with the Pipe Rack Consortium (Odebrecht, Utc Engeharia and Mendes Júnior) for the execution of the EPC of PIPE Rack in the Rio de Janeiro Petrochemical Complex COMPERJ, in the amount of 3% of the total contract value for Petrobras' Directorate of Supply and in the Services Directorate;
47149 CONSTRUTORA NORBERTO ODEBRECHT RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Bribe payment to In the contract of Petrobrás with the CONPAR Consortium (Odebrecht, UTC Engenharia and OAS) for the execution of ISBL works of the Gasoline Portfolio and UGHE HDT of the Presidente Getúlio Vargas REPAR Refinery Coke Portfolio, in the metropolitan region of Curitiba, in the amount of 3 % Of the total value of the contract for Petrobras' officers in the Supply Directorate and in the Services Directorate; 19 Therefore, only for the account on behalf of the offshore Arcadex Corporation, it is possible to conclude that Odebrecht paid USD 434,980.00 on 03/25/2010 to Renato de Souza Duque, while he held the position of Engineering and Services Director of Petrobrás.
46951 MARANELLE INVESTIMENTS INC RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Bribe payment to From the account Maranelle, Mario Goes made transfers in favor of Pedro Barusco and Renato Duque. Mario Goes would also have been in charge of mediating deliveries in kind.
46906 CONSORCIO INTERPAR RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Bribe payment to The contracting and execution of the service involved the offer of an undue advantage of 2% over the contract value and of the additives to Petrobras' Services and Engineering Directorate, specifically Renato Duque and Pedro Barusco, in the amount of R $ 56,437. 448.75. Also offered an undue advantage of 1% on the value of the contract and additives to the Supply Directorate, specifically to Paulo Roberto Costa, in the amount of R $ 28,218,774.37. The contract still suffered at least ten additives that imply price increase by R $ 569,166,904.05
46808 RICARDO RIBEIRO PESSOA RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Bribe payment to "Juiz Federal:O Paulo Roberto Costa recebia? Ricardo:Eu tinha informação que sim, embora nunca tenha dado pessoalmente a ele, mas participei de reuniões com ele e o deputado José Janene onde ele estava presente e onde eu estava sendo cobrado pelo Deputado. Juiz Federal:Na diretoria de serviços, o senhor Renato de Souza Duque recebia? Ricardo:Mandava que o Barusco me procurasse e o próprio Renato Duque me enviava para o senhor João Vaccari."
46801 CONSORCIO TUC RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Bribe payment to "Para o contrato em questão, foi aprovado pela Diretoria Executiva da Petrobrás, composta pelos, entre outros, Diretores Paulo Roberto Costa e Renato de Souza Duque, com base no referido Documento Interno do Sistema Petrobras DIP de n.º 000605/2011, a contratação direta, com dispensa de licitação, do Consórcio TUC. O documento foi assinado por Roberto Gonçalves, gerente executivo na Área de Engenharia e Serviços, que sucedeu Pedro José Barusco Filho no cargo."
46690 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Bribe payment to El Director de ingeniería, el Director de abastecimiento, y el director del área internacional, recibían sobornos hechos a través de las empresas off shore MO consultoría, GFD y Empreiteira Rigidez. El encargado de realizar varios de estos pagos a través de las empresas era Julio Gerin de Almeida Camargo. 
46512 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Bribe payment to "Júlio Gerin de Almeida Camargo que teria trabalhado como operador do pagamento de propinas em certas obras (""A regra do jogo era essa regra onde você tinha que pagar um por cento do valor do contrato"", ""um por cento pra área de engenharia e um por centro pra área de abastecimento"", e ""se isso não ocorresse o contrato não seria obtido"", evento 248).Receberiam propinas dirigentes da Diretoria de Abastecimento, da Diretoria de Engenharia ou Serviços e da Diretoria Internacional, especialmente Paulo Roberto Costa, Renato de Souza Duque e Nestor Cuñat Cerveró. Página 31"