Actor: JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO

Actor Type: 
Code: 
BROPJGDAC
Workspaces: 
Gender: 

Relaciones de este actor

ID Actor 1 Actor 2 Tipo Evidencia
57559 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO FERNANDO SOARES AKA FERNANDO BAIANO Economic - Bribe payment to "QUE indagado acerca dos fatos referentes ao Anexo n. 13, NAVIOS E SAMSUNG, afirma que PAULO ROBERTO COSTA intermediou o aluguel de um navio plataforma junto a área internacional da PETROBRAS, em contrato que foi formalizado entre a SAMSUNG e a PETROBRÁS, também com a participação da MITSUE, cujo representante no Brasil era JULIO CAMARGO; QUE para viabilizar a assinatura do contrato com a SAMSUNG, foi demandado que JULIO CAMARGO repassasse para o PMDB percentual que o declarante não sabe precisar, mas que se destinava a pagamento de vantagem indevida a integrantes do partido PMDB, notadamente o deputado federal EDUARDO CUNHA, bem como em favor de PAULO ROBERTO COSTA, à época Diretor de Abastecimento da PETROBRÁS; QUE para gerar tal valor, JULIO CAMARGO, agindo como broker em tal operação, inclusive respaldado em contrato firmado entre ele e a SAMSUNG, passou a repassar valores a FERNANDO SOARES, conhecido por FERNANDO BAIANO; QUE JULIO CAMARGO, enquanto broker, recebia comissionamento da SAMSUNG, em percentual que o declarante desconhece, mas a partir do qual passou a fazer frente aos pagamentos destinados a FERNANDO BAIANO; QUE FERNANDO SOARES representava o deputado EDUARDO CUNHA, do PMDB; QUE afirma que FERNANDO SOARES "representava" o PMDB no âmbito da PETROBRÁS, isto é, era o operador do PMDB tal qual o declarante era o operador do PP;"
57558 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO SAMSUNG HEAVY INDUSTRIES CO Logistic - Serving as intermediary of "QUE indagado acerca dos fatos referentes ao Anexo n. 13, NAVIOS E SAMSUNG, afirma que PAULO ROBERTO COSTA intermediou o aluguel de um navio plataforma junto a área internacional da PETROBRAS, em contrato que foi formalizado entre a SAMSUNG e a PETROBRÁS, também com a participação da MITSUE, cujo representante no Brasil era JULIO CAMARGO; QUE para viabilizar a assinatura do contrato com a SAMSUNG, foi demandado que JULIO CAMARGO repassasse para o PMDB percentual que o declarante não sabe precisar, mas que se destinava a pagamento de vantagem indevida a integrantes do partido PMDB, notadamente o deputado federal EDUARDO CUNHA, bem como em favor de PAULO ROBERTO COSTA, à época Diretor de Abastecimento da PETROBRÁS; QUE para gerar tal valor, JULIO CAMARGO, agindo como broker em tal operação, inclusive respaldado em contrato firmado entre ele e a SAMSUNG, passou a repassar valores a FERNANDO SOARES, conhecido por FERNANDO BAIANO; QUE JULIO CAMARGO, enquanto broker, recebia comissionamento da SAMSUNG, em percentual que o declarante desconhece, mas a partir do qual passou a fazer frente aos pagamentos destinados a FERNANDO BAIANO; QUE FERNANDO SOARES representava o deputado EDUARDO CUNHA, do PMDB; QUE afirma que FERNANDO SOARES "representava" o PMDB no âmbito da PETROBRÁS, isto é, era o operador do PMDB tal qual o declarante era o operador do PP;"
57556 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to "QUE indagado acerca dos fatos referentes ao Anexo n. 13, NAVIOS E SAMSUNG, afirma que PAULO ROBERTO COSTA intermediou o aluguel de um navio plataforma junto a área internacional da PETROBRAS, em contrato que foi formalizado entre a SAMSUNG e a PETROBRÁS, também com a participação da MITSUE, cujo representante no Brasil era JULIO CAMARGO; QUE para viabilizar a assinatura do contrato com a SAMSUNG, foi demandado que JULIO CAMARGO repassasse para o PMDB percentual que o declarante não sabe precisar, mas que se destinava a pagamento de vantagem indevida a integrantes do partido PMDB, notadamente o deputado federal EDUARDO CUNHA, bem como em favor de PAULO ROBERTO COSTA, à época Diretor de Abastecimento da PETROBRÁS; QUE para gerar tal valor, JULIO CAMARGO, agindo como broker em tal operação, inclusive respaldado em contrato firmado entre ele e a SAMSUNG, passou a repassar valores a FERNANDO SOARES, conhecido por FERNANDO BAIANO; QUE JULIO CAMARGO, enquanto broker, recebia comissionamento da SAMSUNG, em percentual que o declarante desconhece, mas a partir do qual passou a fazer frente aos pagamentos destinados a FERNANDO BAIANO; QUE FERNANDO SOARES representava o deputado EDUARDO CUNHA, do PMDB; QUE afirma que FERNANDO SOARES "representava" o PMDB no âmbito da PETROBRÁS, isto é, era o operador do PMDB tal qual o declarante era o operador do PP;"
57554 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO PARTIDO DEL MOVIMIENTO DEMOCRATICO BRASILENO Economic - Bribe payment to "QUE indagado acerca dos fatos referentes ao Anexo n. 13, NAVIOS E SAMSUNG, afirma que PAULO ROBERTO COSTA intermediou o aluguel de um navio plataforma junto a área internacional da PETROBRAS, em contrato que foi formalizado entre a SAMSUNG e a PETROBRÁS, também com a participação da MITSUE, cujo representante no Brasil era JULIO CAMARGO; QUE para viabilizar a assinatura do contrato com a SAMSUNG, foi demandado que JULIO CAMARGO repassasse para o PMDB percentual que o declarante não sabe precisar, mas que se destinava a pagamento de vantagem indevida a integrantes do partido PMDB, notadamente o deputado federal EDUARDO CUNHA, bem como em favor de PAULO ROBERTO COSTA, à época Diretor de Abastecimento da PETROBRÁS; QUE para gerar tal valor, JULIO CAMARGO, agindo como broker em tal operação, inclusive respaldado em contrato firmado entre ele e a SAMSUNG, passou a repassar valores a FERNANDO SOARES, conhecido por FERNANDO BAIANO; QUE JULIO CAMARGO, enquanto broker, recebia comissionamento da SAMSUNG, em percentual que o declarante desconhece, mas a partir do qual passou a fazer frente aos pagamentos destinados a FERNANDO BAIANO; QUE FERNANDO SOARES representava o deputado EDUARDO CUNHA, do PMDB; QUE afirma que FERNANDO SOARES "representava" o PMDB no âmbito da PETROBRÁS, isto é, era o operador do PMDB tal qual o declarante era o operador do PP;"
57553 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO EDUARDO COSENTINO CUNHA Economic - Bribe payment to "QUE indagado acerca dos fatos referentes ao Anexo n. 13, NAVIOS E SAMSUNG, afirma que PAULO ROBERTO COSTA intermediou o aluguel de um navio plataforma junto a área internacional da PETROBRAS, em contrato que foi formalizado entre a SAMSUNG e a PETROBRÁS, também com a participação da MITSUE, cujo representante no Brasil era JULIO CAMARGO; QUE para viabilizar a assinatura do contrato com a SAMSUNG, foi demandado que JULIO CAMARGO repassasse para o PMDB percentual que o declarante não sabe precisar, mas que se destinava a pagamento de vantagem indevida a integrantes do partido PMDB, notadamente o deputado federal EDUARDO CUNHA, bem como em favor de PAULO ROBERTO COSTA, à época Diretor de Abastecimento da PETROBRÁS; QUE para gerar tal valor, JULIO CAMARGO, agindo como broker em tal operação, inclusive respaldado em contrato firmado entre ele e a SAMSUNG, passou a repassar valores a FERNANDO SOARES, conhecido por FERNANDO BAIANO; QUE JULIO CAMARGO, enquanto broker, recebia comissionamento da SAMSUNG, em percentual que o declarante desconhece, mas a partir do qual passou a fazer frente aos pagamentos destinados a FERNANDO BAIANO; QUE FERNANDO SOARES representava o deputado EDUARDO CUNHA, do PMDB; QUE afirma que FERNANDO SOARES "representava" o PMDB no âmbito da PETROBRÁS, isto é, era o operador do PMDB tal qual o declarante era o operador do PP;"
57548 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO JOSE DIRCEU DE OLIVEIRA E SILVA Networking "QUE no tocante ao Anexo 11, acredita que JOSÉ DIRCEU tenha uma relação "muito boa" com JUliO CAMARGO, pois aquele utilizava a aeronave CITATION EXCEL de propriedade deste;"
57538 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO PEDRO BARUSCO  Economic - Bribe payment to "QUE em relação ao dinheiro entregue pelo declarante no Rio de Janeiro eram pagamentos devidos ao RENATO DUQUE e provavelmente a outros empregados da Diretoria de Serviços e Engenharia da PETROBRÁS, referentes a comissionamentos das obras realizadas pela CAMARGO CORREA e a MITSUE TOYO; QUE um desses executivos era PEDRO BARUSCO; QUE sabe que PEDRO BARUSCO auxiliava RENATO DUQUE no esquema criminoso de cartelização; QUE não se recorda de outros nomes; QUE a sistemática de pagamento de dinheiro nos escritórios de JULIO CAMARGO pelo declarante perdurou entre final de 2005 até 2012; QUE indagado sobre o motivo pelo qual JULIO CAMARGO não sacava diretamente os valores já disponíveis no Brasil das contas da TREVISO, AUGURI e PIEMONTE, afirma que o objetivo era ludibriar e despistar a eventual ação das autoridades públicas, ocultado a origem dos valores que posteriormente seriam usados para o pagamento de propinas e formação de caixa dois dos partidos políticos; QUE dos escritórios de JULIO CAMARGO, como já dito, os valores entregues em espécie pelo declarante acredita e tem convicção de que eram destinados ao Partido dos Trabalhadores e à Diretoria de Serviços da PETROBRÁS, na pessoa de RENATO DUQUE e outros gerentes da referida Diretoria; QUE o valor total operado por este modus operandi foi em torno de R$ 27 milhões de reais; QUE esse modus operandi foi desenvolvido do final do ano de 2005 até meados do ano de 2012; QUE o declarante cobrava pelo seu trabalho o valor de 3,5% sobre cada operação de dólar-cabo, sem prejuízo do recebimento dos 5% que decorriam do 1% pago ao Partido Progressista, referente aos contratos firmados com a PETROBRÁS;"
57537 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Bribe payment to "QUE em relação ao dinheiro entregue pelo declarante no Rio de Janeiro eram pagamentos devidos ao RENATO DUQUE e provavelmente a outros empregados da Diretoria de Serviços e Engenharia da PETROBRÁS, referentes a comissionamentos das obras realizadas pela CAMARGO CORREA e a MITSUE TOYO; QUE um desses executivos era PEDRO BARUSCO; QUE sabe que PEDRO BARUSCO auxiliava RENATO DUQUE no esquema criminoso de cartelização; QUE não se recorda de outros nomes; QUE a sistemática de pagamento de dinheiro nos escritórios de JULIO CAMARGO pelo declarante perdurou entre final de 2005 até 2012; QUE indagado sobre o motivo pelo qual JULIO CAMARGO não sacava diretamente os valores já disponíveis no Brasil das contas da TREVISO, AUGURI e PIEMONTE, afirma que o objetivo era ludibriar e despistar a eventual ação das autoridades públicas, ocultado a origem dos valores que posteriormente seriam usados para o pagamento de propinas e formação de caixa dois dos partidos políticos; QUE dos escritórios de JULIO CAMARGO, como já dito, os valores entregues em espécie pelo declarante acredita e tem convicção de que eram destinados ao Partido dos Trabalhadores e à Diretoria de Serviços da PETROBRÁS, na pessoa de RENATO DUQUE e outros gerentes da referida Diretoria; QUE o valor total operado por este modus operandi foi em torno de R$ 27 milhões de reais; QUE esse modus operandi foi desenvolvido do final do ano de 2005 até meados do ano de 2012; QUE o declarante cobrava pelo seu trabalho o valor de 3,5% sobre cada operação de dólar-cabo, sem prejuízo do recebimento dos 5% que decorriam do 1% pago ao Partido Progressista, referente aos contratos firmados com a PETROBRÁS;"
57534 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO ALBERTO YOUSEFF Logistic - Serving as third party to "QUE o modus operandi consistia na formalização de contratos fraudados de prestação de serviços de gerenciamento, consultoria e intermediação entre as empresas MITSUI TOYO, CAMARGO CORREA e PIRELLI com as empresas de JULIO CAMARGO, TREVISO, AUGURI e PIEMONTE; QUE por tais contratos simulados de prestação de serviços, cujo percentual nao sabe informar, JULIO CAMARGO gerava excedentes que ficavam à sua disposição nos caixas das empresas TREVISO, AUGURI e PIEMONTE; QUE esses valores eram remetidos por JULIO CAMARGO, por intermédio da Corretora AGORA, sediada em sao Paulo/SP, a uma holding no exterior operada por JULIO CAMARGO, mediante conhecimento do Banco Central do Brasil, por meio de contratos de câmbio; QUE essa saída de recursos ao exterior se dava como distribuição de lucros das empresas TREVISO, AUGURI e PIEMONTE, isenta de impostos, e tinha como objetivo viabilizar o dinheiro lá fora; QUE após o dinheiro estar disponível no exterior, em contas na Suíça, Montevidéu, Estados Unidos e Itália, que nao sabe especificar neste momento, mas que podem ser identificadas por meio do acesso aos contratos de câmbio formalizados via Corretora AGORA, JULIO CAMARGO investia os valores em ações, formando uma carteira de investimento em ações; QUE na sequência, JULIO CAMARGO realizava junto a Bancos estrangeiros operações de empréstimo bancário garantidos pela carteira de ações, sendo que o dinheiro obtido com tais empréstimos era destinado a diversas contas indicadas pelo declarante;"
57532 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO AUGURI EMPREENDIMENTOS LTDA Logistic - Decision-making and leadership (de facto) of "QUE o modus operandi consistia na formalização de contratos fraudados de prestação de serviços de gerenciamento, consultoria e intermediação entre as empresas MITSUI TOYO, CAMARGO CORREA e PIRELLI com as empresas de JULIO CAMARGO, TREVISO, AUGURI e PIEMONTE; QUE por tais contratos simulados de prestação de serviços, cujo percentual nao sabe informar, JULIO CAMARGO gerava excedentes que ficavam à sua disposição nos caixas das empresas TREVISO, AUGURI e PIEMONTE; QUE esses valores eram remetidos por JULIO CAMARGO, por intermédio da Corretora AGORA, sediada em sao Paulo/SP, a uma holding no exterior operada por JULIO CAMARGO, mediante conhecimento do Banco Central do Brasil, por meio de contratos de câmbio; QUE essa saída de recursos ao exterior se dava como distribuição de lucros das empresas TREVISO, AUGURI e PIEMONTE, isenta de impostos, e tinha como objetivo viabilizar o dinheiro lá fora; QUE após o dinheiro estar disponível no exterior, em contas na Suíça, Montevidéu, Estados Unidos e Itália, que nao sabe especificar neste momento, mas que podem ser identificadas por meio do acesso aos contratos de câmbio formalizados via Corretora AGORA, JULIO CAMARGO investia os valores em ações, formando uma carteira de investimento em ações; QUE na sequência, JULIO CAMARGO realizava junto a Bancos estrangeiros operações de empréstimo bancário garantidos pela carteira de ações, sendo que o dinheiro obtido com tais empréstimos era destinado a diversas contas indicadas pelo declarante;"
57531 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO PIEMONTE EMPREENDIMENTOS LTDA Logistic - Decision-making and leadership (de facto) of "QUE o modus operandi consistia na formalização de contratos fraudados de prestação de serviços de gerenciamento, consultoria e intermediação entre as empresas MITSUI TOYO, CAMARGO CORREA e PIRELLI com as empresas de JULIO CAMARGO, TREVISO, AUGURI e PIEMONTE; QUE por tais contratos simulados de prestação de serviços, cujo percentual nao sabe informar, JULIO CAMARGO gerava excedentes que ficavam à sua disposição nos caixas das empresas TREVISO, AUGURI e PIEMONTE; QUE esses valores eram remetidos por JULIO CAMARGO, por intermédio da Corretora AGORA, sediada em sao Paulo/SP, a uma holding no exterior operada por JULIO CAMARGO, mediante conhecimento do Banco Central do Brasil, por meio de contratos de câmbio; QUE essa saída de recursos ao exterior se dava como distribuição de lucros das empresas TREVISO, AUGURI e PIEMONTE, isenta de impostos, e tinha como objetivo viabilizar o dinheiro lá fora; QUE após o dinheiro estar disponível no exterior, em contas na Suíça, Montevidéu, Estados Unidos e Itália, que nao sabe especificar neste momento, mas que podem ser identificadas por meio do acesso aos contratos de câmbio formalizados via Corretora AGORA, JULIO CAMARGO investia os valores em ações, formando uma carteira de investimento em ações; QUE na sequência, JULIO CAMARGO realizava junto a Bancos estrangeiros operações de empréstimo bancário garantidos pela carteira de ações, sendo que o dinheiro obtido com tais empréstimos era destinado a diversas contas indicadas pelo declarante;"
57509 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO ALBERTO YOUSEFF Economic - Financial transactions to "QUE por volta de 2005/2006, em determinada oportunidade o declarante foi até o escritório de JULIO CAMARGO em SAO PAULOISP, por ordem de JOSE JANENE, para que recebesse valores referentes a comissões de afretamento de navios; QUE recebeu aproximadamente setenta a oitenta mil dólares; QUE os pagamentos perduraram por aproximadamente sete a oito meses, sempre com os mesmos valores;"
57508 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO PARTIDO DOS TRABALHADORES Networking "QUE destaca ainda que JULIO CAMARGO possuía ligações com o PARTIDO DOS TRABALHORES, notadamente com JOSE DIRCEU e ANTONIO PALOCCI; QUE tem conhecimento de que JULIO CAMARGO era proprietário do avião CITATION EXCEL, que foi utilizado em diversas oportunidades por JOSE DIRCEU"
57507 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO ANTONIO PALOCCI FILHO Networking "QUE destaca ainda que JULIO CAMARGO possuía ligações com o PARTIDO DOS TRABALHORES, notadamente com JOSE DIRCEU e ANTONIO PALOCCI; QUE tem conhecimento de que JULIO CAMARGO era proprietário do avião CITATION EXCEL, que foi utilizado em diversas oportunidades por JOSE DIRCEU"
57506 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO JOSE DIRCEU DE OLIVEIRA E SILVA Networking "QUE destaca ainda que JULIO CAMARGO possuía ligações com o PARTIDO DOS TRABALHORES, notadamente com JOSE DIRCEU e ANTONIO PALOCCI; QUE tem conhecimento de que JULIO CAMARGO era proprietário do avião CITATION EXCEL, que foi utilizado em diversas oportunidades por JOSE DIRCEU"
57505 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO PARTIDO PROGRESSISTA BRASILEIRO (PPB) Economic - Financial transactions to "QUE afirma com absoluta certeza que JULIO efetuou pagamentos para o PARTIDO PROGRESSISTA, que eram intermediados pelo declarante; QUE acredita que os valores entregues em moeda corrente nos escritórios de JULIO CAMARGO também fossem destinados a pagamento de agentes políticos"
57504 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO DEVONSHIRE GLOBAL FUND Economic - Financial transactions to QUE se recorda de ter recebido pagamentos de JULIO nas contas da DEVONSHIRE GLOBAL FOUND.
57500 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO PIRELLI Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of "QUE JULIO CAMARGO era representante da MITSUE TOYO e da PIRELLI; QUE a MITSUE TOYO atuava em algumas obras de engenharia; QUE a PIRELLI era fornecedora de equipamentos para a PETROBRÁS; QUE JULIO CAMARGO também era relacionado à CAMARGO CORREIA; QUE ao que sabe ele era amigo de JOAO HEULER; QUE JULIO CAMARGO, ao que sabe, também prestava alguns serviços de consultoria e gerenciamento em obras da CAMARGO CORREIA, como por exemplo o Gasoduto Brasil Bolívia ou ainda em obras realizadas em parceria entre a CAMARGO CORREIA e a MITSUE TOYO"
57498 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO MITSUI TOYO Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of "QUE JULIO CAMARGO era representante da MITSUE TOYO e da PIRELLI; QUE a MITSUE TOYO atuava em algumas obras de engenharia; QUE a PIRELLI era fornecedora de equipamentos para a PETROBRÁS; QUE JULIO CAMARGO também era relacionado à CAMARGO CORREIA; QUE ao que sabe ele era amigo de JOAO HEULER; QUE JULIO CAMARGO, ao que sabe, também prestava alguns serviços de consultoria e gerenciamento em obras da CAMARGO CORREIA, como por exemplo o Gasoduto Brasil Bolívia ou ainda em obras realizadas em parceria entre a CAMARGO CORREIA e a MITSUE TOYO"
57496 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO JOSE JANENE Networking "QUE, em continuação às declarações prestadas, o presente tenno tratará do Fato 04 previsto nos anexos, sobre a pessoa de JULIO CAMARGO; QUE o declarante foi apresentado a JULIO CARMARGO por intermédio de JOSE JANENE, por volta do ano de 2003, para que pudesse fazer alguns recebimentos relacionados à Diretoria de Abastecimento da PETROBRAS"
57483 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO ALBERTO YOUSEFF Economic - Financial transactions to "QUE, posteriormente a GFD passou a realizar investimentos sob a forma de aquisição de empresas com dificuldades financeiras, sua recuperação e posterior venda; QUE, acerca da criação da empresa GFD INVESTIMENTOS afirma que em meados de 2008 ou 2009 contratou a pessoa de CARLOS PEREIRA COSTA o qual, pelo que sabe, anteriormente prestava servicos as pessoas de CLAUDIO MENTE e RUBENS ANDRADE para constituir tal empresa; QUE, a GFD INVESTIMENTOS, inicialmente denominada DGF foi capitalizada a partir de aportes da empresa DEVONSHIRE GLOBAL FOUND sediada no exterior, não sabendo exatamente onde, no valor aproximado de oito milhoes (não sabendo se reais ou dólares); QUE, a DEVONSHIRE também foi criada a mando do declarante e tinha como procurador CARLOS PEREIRA DA COSTA; QUE, o valor do aporte feito pela DEVONSHIRE proveio de contas administradas por JULIO CAMARGO (titular das empresas PIEMONTE, TREVISO e AUGURI), mediante uma operação de cabo entre o declarante e JULIO CAMARGO; QUE, afirma que a contrapartida do cabo no Brasil foi feita mediante entrega de dinheiro em espécie pelo declarante a pessoa de JULIO CAMARGO; Os recursos da DEVONSHIRE ingressaram regularmente no Brasil por meio de contratos de cambio de investimento;"
49303 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO CREDENCIAL CONSTRUTORA EMPREENDIMENTOS E REPRESENTACOES LTDA Economic - Financial transactions to Parte dos valores, R$ 699.119,87, foi repassado, a pedido do irmão de José Dirceu, Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, por Júlio Gerin de Almeida Camargo, entre 02/03/2012 a 23/07/2012, para a empresa Credencial Construtora Empreendimentos e Representações Ltda. ­ EPP, de propriedade de Eduardo Aparecido de Meira e Flávio Henrique de Oliveira Macedo. Pág. 4
49295 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO JOSE DIRCEU DE OLIVEIRA E SILVA Economic - Bribe payment to Desses valores, segundo a denúncia, cerca de R$ 1.445.107,86 teriam sido repassados por Júlio Gerin de Almeida Camargo a José Dirceu de Oliveira e Silva "mediante o custeio dissimulado de despesas decorrentes da utilização por José Dirceu de aeronaves pertencentes a Júlio Camargo". Em outras palavras, José Dirceu de Oliveira e Silva utilizava os aviões de prefixo PT­XIB e PP­EVG de Júlio Camargo, arcando esse com os custos. Isso teria ocorrido cento e treze vezes entre 08/11/2010 a 03/07/2011. Pág. 4
49291 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO PARTIDO DOS TRABALHADORES Logistic - Delivering money to úlio Gerin de Almeida Camargo teria atuado como intermediador da proposta de propina, tendo Renato de Souza Duque exercido a sua influência para que a Apolo Tubulars fosse contratada pela Petrobrás. Já o grupo de José Dirceu de Oliveira e Silva recebeu parte da propina pela sustentação política concedida a Renato de Souza Duque. Pág 3
49289 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO PIEMONTE EMPREENDIMENTOS LTDA Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of Para ocultar e dissimular o repasse de propinas, foi celebrado, em 01/02/2010, contrato de prestação de serviço entre a Apolo Tubulars e a Piemonte Empreendimentos Ltda, empresa de Júlio Gerin de Almeida Camargo. Nos preços do contrato foram embutidos os custos dos repasses da propina aos agentes da Petrobrás e políticos. Em decorrência do contrato, a Piemonte emitiu quarenta notas fiscais entre 11/05/2010 a 04/07/2013 contra a Apolo Tubulars no valor bruto de R$ 7.147.425,78 Pág. 4
49285 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO RENATO DE SOUZA DUQUE Logistic - Delivering money to Júlio Gerin de Almeida Camargo teria atuado como intermediador da proposta de propina, tendo Renato de Souza Duque exercido a sua influência para que a Apolo Tubulars fosse contratada pela Petrobrás. Já o grupo de José Dirceu de Oliveira e Silva recebeu parte da propina pela sustentação política concedida a Renato de Souza Duque. Pág 3
47634 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO JORGE AFONSO ARGELLO Economic - Bribe payment to Jorge Afonso Argello would have asked Augusto Ribeiro de Mendonça Neto, head of the company Toyo Setal, and Julio Gerin de AlmeidaCamargo, intermediary of the payment of kickbacks by the company, five million reais not to be called to testify. R $ 2,000,000.00 were paid in registered electoral donations to parties indicated by Jorge Afonso Argello, plus R $ 200,000.00 and 200,000.00 euros in kind, to the auxiliaries of the then Senator.
47408 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO JOSE DIRCEU DE OLIVEIRA E SILVA Economic - Money laundering through "Com valores decorrentes do esquema criminoso da Petrobtrás, José Dirceu teria destinado cerca de R$ 1.071.193,00 para aquisição de 1/3 da aeronave Cessna Aircraft, modelo 560XL, número de série 5605043, matrícula PTXIB. A aeronave foi adquirida, em 07/07/2011, por Milton Pascowitch e José Adolfo Pascowitch de Julio Camargo, tendo sido ocultado que José Dirceu tinha parte da aeronave, bem como a natureza dos recursos empregados. Pág 7"
47407 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO MILTON PASCOWITCH Economic - Money laundering through "Com valores decorrentes do esquema criminoso da Petrobtrás, José Dirceu teria destinado cerca de R$ 1.071.193,00 para aquisição de 1/3 da aeronave Cessna Aircraft, modelo 560XL, número de série 5605043, matrícula PTXIB. A aeronave foi adquirida, em 07/07/2011, por Milton Pascowitch e José Adolfo Pascowitch de Julio Camargo, tendo sido ocultado que José Dirceu tinha parte da aeronave, bem como a natureza dos recursos empregados. Pág 7"
46996 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO TREVISO DE BRASIL EMPREENDIMENTOS LTDA Logistic - Decision-making and leadership (de facto) of There are credits from companies owned by Júlio Camargo, such as Treviso Empreendimentos (ie: USD 999,980.00 as of January 30, 2009, USD 999,955.00 as of 03/17/2009 and USD 999,980.00 as of March 27, 2009). In addition to the statement by Júlio Camargo that he is the owner of Treviso, it is noted that several contracts of this company signed with other contractors are recorded in the records, Treviso being represented by Júlio Camargos
46995 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO PIEMONT INVESTMENT CORP Economic - Financial transactions to As of the transfers, Júlio Camargo stated that he made international transfers through foreign exchange contracts registered in his own name and other companies he owned for accounts abroad on his control, especially the Piemonte Investment Corporation account at Credit Suisse in Zurich , in Switzerland.
46925 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO JOAO VACCARI Economic - Bribe payment to Part of the bribes to the Services Directorate was paid in kind. Part of the fees for the Services Directorate was paid in foreign deposits. Part of the bribe of the Services Directorate was directed to João Vaccari Neto, treasurer of the Workers' Party, which was done in the form of donations registered before the Electoral Court. Adir Assad, Mario Frederico Goes and Julio Gerin Camargo would have acted as intermediaries.
46862 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO NESTOR CUNAT CERVERO Economic - Bribe payment to "Según los informes de la denuncia, Nestor Cerveró, Director internacional de la condición de Petróleo Brasileiro S / A Petrobras, puesto que ocupó del 20/03/2003 al 07/03/2008, que habría recibido una ventaja indebida de millones de dólares para promover la contratación de 14/06/2006 y 09/02/2007, por dicha empresa estatal Samsung Heavy Industries Co buques de suministro para plataformas de perforación en aguas profundas."
46842 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO AUGURI EMPREENDIMENTOS LTDA Logistic - Legal Ownership of Company "Julio Camargo teria então promovido, com recursos próprios, a transferência de R$ 11.730.918,57 das empresas Auguri Empreendimentos Ltda., Treviso Empreendimentos Ltda. e Piemonte Emprendimentos Ltda. para conta da empresa GFD Investimentos, controlada por Alberto Youssef, entre 25/03/2010 a 20/09/2011, acobertando as transferências com contratos de mútuos simulados. Os valores foram então repassados por Alberto Youssef a Fernando Soares. http://lavajato.mpf.mp.br/atuacao-na-1a-instancia/denuncias-do-mpf/documentos/sentenca-5083838-59-2014-404.7000 Pág. 4"
46832 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO PIEMONT INVESTMENT CORP Logistic - Legal Ownership of Company Parte do pagamento da propina foi realizado por transferências diretas entre as empresas de Júlio Camargo, Piemonte Empreendimentos Ltda. e Treviso Empreendimentos Ltda. http://lavajato.mpf.mp.br/atuacao-na-1a-instancia/denuncias-do-mpf/documentos/sentenca-5083838-59-2014-404.7000 Pág. 4
46829 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO NESTOR CUNAT CERVERO Economic - Bribe payment to Em maio de 2007, Julio Camargo, agindo como representante do estaleiro Samsung Heavy Industries Co, da Coreia, logrou conseguir junto à Petrobrás que a empresa em questão fosse contratada para o fornecimento de um segundo navio sonda para perfuração de águas profundas (Navio­sonda Vitoria 1000). O contrato teria sido obtido mediante o oferecimento de vantagem indevida de USD 25.000.000,00 à Diretoria da Área Internacional da Petrobrás, ocupada por Nestor Cerveró, com a intermediação de Fernando Soares. http://lavajato.mpf.mp.br/atuacao-na-1a-instancia/denuncias-do-mpf/documentos/sentenca-5083838-59-2014-404.7000 Pág. 4
46828 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO FERNANDO SOARES AKA FERNANDO BAIANO Economic - Bribe payment to Após o recebimento dos valores, Julio Camargo promoveu o pagamento da propina a Fernando Soares através de trinta e quatro transações, tendo por beneficiárias contas indicadas por Fernando Soares. http://lavajato.mpf.mp.br/atuacao-na-1a-instancia/denuncias-do-mpf/documentos/sentenca-5083838-59-2014-404.7000 Pág. 3
46822 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO SAMSUNG HEAVY INDUSTRIES CO Logistic - Being the representative of " Narra a denúncia, em síntese, que, em julho de 2006, Julio Camargo, agindo como representante do estaleiro Samsung Heavy Industries Co, da Coreia, logrou conseguir junto à Petróleo Brasileiro S/A ­ Petróleo Brasileiro S/A ­ Petrobras ­ Petrobrás que a empresa em questão fosse contratada para o fornecimento de um navio sonda para perfuração de águas profundas. http://lavajato.mpf.mp.br/atuacao-na-1a-instancia/denuncias-do-mpf/documentos/sentenca-5083838-59-2014-404.7000 Pág. 3"
46693 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO PEDRO BARUSCO  Economic - Bribe payment to El Director de ingeniería, el Director de abastecimiento, y el director del área internacional, recibían sobornos hechos a través de las empresas off shore MO consultoría, GFD y Empreiteira Rigidez. El encargado de realizar varios de estos pagos a través de las empresas era Julio Gerin de Almeida Camargo. 
46691 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to El Director de ingeniería, el Director de abastecimiento, y el director del área internacional, recibían sobornos hechos a través de las empresas off shore MO consultoría, GFD y Empreiteira Rigidez. El encargado de realizar varios de estos pagos a través de las empresas era Julio Gerin de Almeida Camargo. 
46690 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Bribe payment to El Director de ingeniería, el Director de abastecimiento, y el director del área internacional, recibían sobornos hechos a través de las empresas off shore MO consultoría, GFD y Empreiteira Rigidez. El encargado de realizar varios de estos pagos a través de las empresas era Julio Gerin de Almeida Camargo. 
46644 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO PETROLEO BRASILEIRO SA -PETROBRAS Economic - Paying an undue comission to stablish contract with "A prática do pagamento de propina, de tão comum e sistematizada, foi descrita por alguns dos envolvidos como constituindo a ""regra do jogo"", como, por exemplo, pelo acusado colaborador Júlio Gerin de Almeida Camargo que teria trabalhado como operador do pagamento de propinas em certas obras. http://lavajato.mpf.mp.br/atuacao-na-1a-instancia/denuncias-do-mpf/documentos/Sentena508336051.2014.404.7000.pdf   Pág. 24"
46516 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO NESTOR CUNAT CERVERO Economic - Bribe payment to "Júlio Gerin de Almeida Camargo que teria trabalhado como operador do pagamento de propinas em certas obras (""A regra do jogo era essa regra onde você tinha que pagar um por cento do valor do contrato"", ""um por cento pra área de engenharia e um por centro pra área de abastecimento"", e ""se isso não ocorresse o contrato não seria obtido"", evento 248).Receberiam propinas dirigentes da Diretoria de Abastecimento, da Diretoria de Engenharia ou Serviços e da Diretoria Internacional, especialmente Paulo Roberto Costa, Renato de Souza Duque e Nestor Cuñat Cerveró. Página 31"
46512 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO RENATO DE SOUZA DUQUE Economic - Bribe payment to "Júlio Gerin de Almeida Camargo que teria trabalhado como operador do pagamento de propinas em certas obras (""A regra do jogo era essa regra onde você tinha que pagar um por cento do valor do contrato"", ""um por cento pra área de engenharia e um por centro pra área de abastecimento"", e ""se isso não ocorresse o contrato não seria obtido"", evento 248).Receberiam propinas dirigentes da Diretoria de Abastecimento, da Diretoria de Engenharia ou Serviços e da Diretoria Internacional, especialmente Paulo Roberto Costa, Renato de Souza Duque e Nestor Cuñat Cerveró. Página 31"
46510 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to Júlio Gerin de Almeida Camargo que teria trabalhado como operador do pagamento de propinas em certas obras ("A regra do jogo era essa regra onde você tinha que pagar um por cento do valor do contrato", "um por cento pra área de engenharia e um por centro pra área de abastecimento", e "se isso não ocorresse o contrato não seria obtido", evento 248).Receberiam propinas dirigentes da Diretoria de Abastecimento, da Diretoria de Engenharia ou Serviços e da Diretoria Internacional, especialmente Paulo Roberto Costa, Renato de Souza Duque e Nestor Cuñat Cerveró. Página 31

Relaciones de este actor

ID Actor 1 Actor 2 Tipo Evidencia
57833 MITSUI TOYO JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO Economic - Bribe payment to "QUE, em continuação às declarações prestadas, o presente termo tratará dos fatos mencionados no Anexo n. 06 sobre a atuação de JULIO CAMARGO relacionada às obras da MITSUE TOYO em Cabiúnas, São Jose dos Campos e Araucária; QUE com referência a MITSUE TOYO, a pessoa de JULIO CAMARGO era representante da mesma; QUE o declarante recebeu a incumbência apenas de realizar os recebimentos de repasses dessas obras realizadas pela MITSUE TOYO para a PETROBRÁS; QUE ao que sabe as obras eram localizadas em CABIÚNAS, SÃO JOSÉ DOS CAMPOS e ARAUCÁRIA; QUE parte dos valores foi recebida em efetivo no escritório de JULIO CAMARGO em SÃO PAULO; QUE outra parte dos valores foi recebida no exterior, utilizando-se de contas fornecidas por NELMA PENASSO, LEONARDO MEIRELLES;"
57550 FRANCO CLEMENTE PINTO JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO Logistic - Supporting fraudulent accounting "QUE em relação a FRANCO, afirma que o mesmo é homem de confiança de JUliO CAMARGO e o responsável pela contabilidade de pagamentos illcitos a título de propina e caixa dois; QUE afirma que FRANCO utilizava um pen drive para armazenar todas as movimentações financeiras de JUliO CAMARGO; QUE eram utilizadas siglas em tal contabilidade ilícita, sendo que a do declarante era "PRIMO" e a de JOSÉ DIRCEU era "BOB"; QUE o declarante viu várias vezes o arquivo do pen drive, que era acessado por senha; QUE o endereço utilizado por FRANCO era situado na rua Joaquim Floriano e agora passou a ser no Ed. Comercial ao lado do Shopping Cidade Jardim, no sexto andar; QUE apresentado ao declarante as fotografias de JUliO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO e FRANCO CLEMENTE PINTO, extraidas do sistema de passaportes SINPA2, da PF, reconhece a fotografia de cima como sendo da pessoa a que se refere como sendo FRANCO e a fotografia de baixo como s_eodo JUliO CAMARGO"
57547 EDUARDO HERMELINO LEITE JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO Networking "QUE além desse modus operandi, houve ainda uma segunda sistemática criminosa utilizada pelo declarante e JULIO CAMARGO, praticada em ãmbito interno exclusivamente, a fim de disponibilizar valores devidos pela CAMARGO CORREA a título de propina e caixa dois aos partidos políticos, decorrentes de contratos firmados com a PETROBRÁS no interesse da Refinaria Abreu e Lima, o que ocorreu da seguinte forma: QUE a CAMARGO CORREA, no interesse da execução de contratos firmados com a PETROBRÁS no âmbito da Refinaria Abreu e Lima, firmou contratos sobrevalorados de prestação de serviços com as empresas TREVISO, F'IEMONTE e AUGURI, todas de JULIO CAMARGO, sendo que o sobrevalor foi repassado pelas três empresas em favor da GFD INVESTIMENTOS, supostamente a título de investimentos; QUE o representante da CAMARGO CORREA em tais contratos era EDUARDO LEITE, conhecido por "LEITOSO";"
57224 ALBERTO YOUSEFF JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO Economic - Being business partners with "Que com a CAMARGO CORREIA tinha contato com EDUARDO LEITE e DAL TON; QUE sabe que ALBERTO YOUSSEF tinha uma relação bastante forte com EDUARDO LEITE; Que com a OAS tinha contato com LEO PINHEIRO e AGENOR FRANKLlN MAGALHÃES MEDEIROS; Que com a UTC tinha contato apenas com RICARDO PESSOA; QUE sabe que ALBERTO YOUSSEF tinha uma relação bastante forte com RICARDO PESSOA, inclusive tendo sociedade em alguns empreendimentos; Que com a ODEBRECHT tinha contato com MARCIO FARIA e ROGERIO ARAUJO; Que com a QUEIROZ GALVÃO tinha contato com IDELFONSO COLARES; Que coma TOYO SETAL, tinha contato com JULIO CAMARGO"
46831 ALBERTO YOUSEFF JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO Logistic - Supporting fraudulent accounting "Diante da falta de pagamento de parte da comissão a Júlio Camargo, este, para honrar a entrega da propina, teria recorrido a Alberto Youssef, com quem obteve auxílio.http://lavajato.mpf.mp.br/atuacao-na-1a-instancia/denuncias-do-mpf/documentos/sentenca-5083838-59-2014-404.7000 Pág. 4 "
46826 PIEMONT INVESTMENT CORP JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO Logistic - Serving as third party to "Relativamente a este contrato, foram pagas apenas três parcelas de USD 10.230.000,00, USD 12.375.000,00 e USD 4.000.000,00, em 20/04/2007, 02/07/2007 e 28/09/2007, respectivamente, isso mediante depósitos em conta da offshore Piemont Investment Corp no Banco Winterbothan, no Uruguai. A quarta parcela não foi paga. http://lavajato.mpf.mp.br/atuacao-na-1a-instancia/denuncias-do-mpf/documentos/sentenca-5083838-59-2014-404.7000 Pág. 4"
46824 SAMSUNG HEAVY INDUSTRIES CO JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO Economic - Financial transactions to "Julio Camargo firmou contrato para recebimento de USD 20.000.000,00 da Samsung Heavy Industries Ltd. a título de comissão pelo negócio, recebendo, porém, apenas duas parcelas de USD 6.250.000,00 e USD 7.500.000,00, nas datas de 08/09/2006 e 31/03/2007. http://lavajato.mpf.mp.br/atuacao-na-1a-instancia/denuncias-do-mpf/documentos/sentenca-5083838-59-2014-404.7000 Pág. 3"
46823 SAMSUNG HEAVY INDUSTRIES CO JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO Economic - Financial transactions to "Julio Camargo firmou contrato para recebimento de USD 20.000.000,00 da Samsung Heavy Industries Ltd. a título de comissão pelo negócio, recebendo, porém, apenas duas parcelas de USD 6.250.000,00 e USD 7.500.000,00, nas datas de 08/09/2006 e 31/03/2007. http://lavajato.mpf.mp.br/atuacao-na-1a-instancia/denuncias-do-mpf/documentos/sentenca-5083838-59-2014-404.7000 Pág. 3"