Actor: EMPREITEIRA RIGIDEZ

Code: 
PR-FACOER
Workspaces: 

Relaciones de este actor

ID Actor 1 Actor 2 Tipo Evidencia
46754 EMPREITEIRA RIGIDEZ MENDES JUNIOR Economic - Simulating contracts with """399. Em 10/08/2011, foi celebrado entre a Mendes Júnior Trading Engenharia, representadas por Ângelo Alves Mendes e Rogério Cunha de Oliveira, e a Empreiteira Rigidez, representada por Waldomiro de Oliveira, contrato de prestação de serviços. O contrato, que não está assinado, previa pela Empreiteira Rigidez ""serviços técnicos especializados para elaboração da proposta e apoio a suprimentos do projeto da Petrobrás para construção de módulos"", tendo por contraprestação o valor de R$ 2.108.000,00. Rogério Cunha de Oliveira é apontado no corpo do contrato como a pessoa por ele responsável. Relativamente a este contrato foram identificados pagamentos por nota fiscal de R$ 2.108.000,00 e quatro depósitos em conta da Empreiteira Rigidez, nos valores de R$ 989.179,00, R$ 494.589,50, R$ 247.294,75 e R$ 247.294,75, nas datas de 25/05/2012, 25/06/2012, 16/07/2012 e 07/06/2013, respectivamente. A documentação relativa a esse contrato encontra­se no evento 1, out197 e out 198."" p.94-95"

Relaciones de este actor

ID Actor 1 Actor 2 Tipo Evidencia
57097 ALBERTO YOUSEFF EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Simulating contracts with QUE, questionado acerca de 7 quais empresas utilizava para emissão de notas, diz que utilizava as empresas de Waldomiro de Oliveira (MO CONSULTORIA, RCI e RIGIDEZ), empresas de LEONARDO MEIRELLES (não recordando o nome no momento) sendo que eventualmente a GFD emitiu notas também ficando o declarante, nesse caso, com a verba destinada a cobertura de custos de emissão de nota fiscal; QUE, as empresas MO CONSULTORIA, RCI e RIGIDEZ não possuíam funcionários ou qualquer estrutura operacional capaz de prestar qualquer serviço de assessoria, podendo afirmar com segurança que quaisquer contratos firmados pelas mesmas junto as empreiteiras eram fictícios e apenas manejados a fim de justificar a transferência de valores;
57094 WALDOMIRO DE OLIVEIRA EMPREITEIRA RIGIDEZ Logistic - Decision-making and leadership (de facto) of QUE, questionado acerca de 7 quais empresas utilizava para emissão de notas, diz que utilizava as empresas de Waldomiro de Oliveira (MO CONSULTORIA, RCI e RIGIDEZ), empresas de LEONARDO MEIRELLES (não recordando o nome no momento) sendo que eventualmente a GFD emitiu notas também ficando o declarante, nesse caso, com a verba destinada a cobertura de custos de emissão de nota fiscal; QUE, as empresas MO CONSULTORIA, RCI e RIGIDEZ não possuíam funcionários ou qualquer estrutura operacional capaz de prestar qualquer serviço de assessoria, podendo afirmar com segurança que quaisquer contratos firmados pelas mesmas junto as empreiteiras eram fictícios e apenas manejados a fim de justificar a transferência de valores;
47967 WALDOMIRO DE OLIVEIRA EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Money laundering through WALDOMIRO DE OLIVEIRA admitiu por ocasião de seu interrogatório na ação penal 5026212-82.2014.404.7000 (evento 1.167 – Anexo 164) que foi responsável pela "gestão" das empresas MO Consultoria, Empreiteira Rigidez e RCI Software, figurando formalmente no quadro societário da primeira e possuindo procuração com amplos poderes para gerir as duas últimas. Reconheceu, ainda, que cedeu tais empresas e suas respectivas contas bancárias para ALBERTO YOUSSEF, a fim de que ele as utilizasse para o recebimento e distribuição da vantagem indevida (propina) e do produto e proveito do crime (viabilizando, mediante criação de negócios simulados e uso de interpostas pessoas, a lavagem dos ativos). Além disso, WALDOMIRO reconheceu que, para dissimular a natureza dos valores recebidos, foram elaborados entre os depositantes e as referidas empresas contratos de prestação de serviços ideologicamente falsos, assim como emitidas notas fiscais "frias". http://d1ao0r2iuz522v.cloudfront.net/eee2a75c72302ec6f0e9c9de989cc6e2.pdf
47097 MEIRE BONFIM DA SILVA POZA EMPREITEIRA RIGIDEZ Logistic - Supporting fraudulent accounting "169. Meire Bonfim da Silva Poza era contadora, proprietária da empresa Arbor Contábil, e prestava serviços de contabilidade para Alberto Youssef, inclusive para as empresas dele, quer a GFD Investimentos, quer as empresas de fachada MO Consultoria, Empreiteira Rigidez e RCI Software. Ouvida em Juízo, como testemunha, confirmou que as empresas eram controladas por Alberto Youssef, que elas recebiam depósitos vultosos de empreiteiras e que os contratos e notas fiscais emitidas para justificar os pagamentos eram fraudulentos. Transcrevo trecho:"
46993 PROJETEC PROJETOS E TECNOLOGIA LTDA EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Money laundering through "transfer By Projetec Projetos e Tecnologia Ltda. R $ 774.225,14 Gross on 12/14/2011."
46992 PROJETEC PROJETOS E TECNOLOGIA LTDA EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Money laundering through "transfer By Projetec Projetos e Tecnologia Ltda. R$ 1,246,080.10 gross on 12/14/2011;"
46991 TIPUANA PARTICIPACOES EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Money laundering through "transfer By Tipuana Participações Ltda., R $ 1,272,008.30 Gross on 08/10/2011;" "transfer By Tipuana Participações Ltda., R $ 1,272,008.30 Gross on 08/10/2011;"
46990 PROJETEC PROJETOS E TECNOLOGIA LTDA EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Money laundering through "transfer By Projetec Projetos e Tecnologia Ltda. R$ 1,272,001.70 gross on 06/15/2011;"
46989 PPI PROJETO DE PLANTAS INDUSTRIAIS LTDA EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Money laundering through "transfer By Projetec Projetos e Tecnologia Ltda. R$ 1,000,416.00 gross as of 07/30/2010;"
46988 TIPUANA PARTICIPACOES EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Money laundering through "transfer By Tipuana Participações Ltda., R $ 500,000.00 Net as of 06/30/2010;"
46987 TIPUANA PARTICIPACOES EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Money laundering through "transfer By Tipuana Participações Ltda., R $ 1,000,479.00 Gross on 06/01/2010;"
46986 TIPUANA PARTICIPACOES EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Money laundering through "transfer By Tipuana Participações Ltda., R $ 1,000,388.00 Gross as of 04/29/2010;"
46985 TIPUANA PARTICIPACOES EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Money laundering through "transfer By Tipuana Participações Ltda., R $ 1,000,316.00 Gross as of 03/29/2010;"
46984 TIPUANA PARTICIPACOES EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Money laundering through "transfer By Tipuana Participações Ltda., R $ 1,000,216.00 Gross on 02/26/2010;"
46983 TIPUANA PARTICIPACOES EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Money laundering through "transfer By Tipuana Participações Ltda., R $ 1,000,120.00 Gross as of 12/30/2009; "
46982 TIPUANA PARTICIPACOES EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Money laundering through "transfer By Tipuana Participações Ltda., R $ 500,000.00 Net as of 12/18/2009; "
46981 PROJETEC PROJETOS E TECNOLOGIA LTDA EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Money laundering through "Transfer by Projetec Projetos e Tecnologia Ltda. R$ 1,101,450.00 gross on 10/29/2009;"
46980 SETEC TECNOLOGIA S/A EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Money laundering through Sept 4, October 12, contract between Setec Tecnologia and Empreiteira Rigidez, to "provide consulting and technical assistance in engineering in the petroleum and platform area", with a remuneration of R $ 9,200,000.00, dated 01 / 09/2009, and signed by Augusto Mendonça and Waldomiro de Oliveira, with additives on 05/05/2011 and 04/11/2011, in the amount of R $ 2,500,000.00 and R $ 2,100,000.00, respectively. For this contract, the following payments total R $ 13,673,033.76, with invoices issued against Setal Engenharia as "rendering of services" and accompanied by bank transfers in favor of Contractor Rigidez (event 4, Oct 9, Oct 10):
46919 SETEC TECNOLOGIA S/A EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Financial transactions to The values were then transferred to the front companies MO Consultoria, Contractor Rigidez and RCI Software, all controlled by Alberto Youssef. For the transfer, contracts were simulated between SETEC and the companies MO, RCI and Rigidez and issued fraudulent invoices that led to transfers between 03/26/2009 to 02/16/2012 of around R $ 20,673,653.76. The contracts and notes are listed in the table of fls. 125127 of the complaint. The cash was then directed to the Supply Directorate, specifically to Paulo Roberto Costa.
46770 SANKO SIDER E SANKO SERVICIOS EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Financial transactions to "Consórcio Nacional Camargo Correa e a Construções Camargo Correa S/A simularam contratos de prestação de serviços e incluíram preços superfaturados para fornecimento de mercadorias em contratos com as empresas Sanko Sider e Sanko Serviços, tendo realizado a elas pagamentos, entre 06/2009 a 12/2003, de cerca de R$ 194.081.716,00, com posterior redirecionamento, pelas empresas Sanko, de cerca de R$ 36.876.887,75, às contas controladas por Alberto Youssef, especificamente GFD Investimentos, MO Consultoria e Empreiteira Rigidez, utilizando, para tanto, contratos de prestação de serviços simulados. Waldomiro de Oliveira, controlador das empresas MO Consultoria e Empreiteira Rigidez, teria auxiliado Alberto Youssef na prática dos crimes. Pág. 5"
46752 WALDOMIRO DE OLIVEIRA EMPREITEIRA RIGIDEZ Logistic - Being the representative of """399. Em 10/08/2011, foi celebrado entre a Mendes Júnior Trading Engenharia, representadas por Ângelo Alves Mendes e Rogério Cunha de Oliveira, e a Empreiteira Rigidez, representada por Waldomiro de Oliveira, contrato de prestação de serviços. O contrato, que não está assinado, previa pela Empreiteira Rigidez ""serviços técnicos especializados para elaboração da proposta e apoio a suprimentos do projeto da Petrobrás para construção de módulos"", tendo por contraprestação o valor de R$ 2.108.000,00. Rogério Cunha de Oliveira é apontado no corpo do contrato como a pessoa por ele responsável. Relativamente a este contrato foram identificados pagamentos por nota fiscal de R$ 2.108.000,00 e quatro depósitos em conta da Empreiteira Rigidez, nos valores de R$ 989.179,00, R$ 494.589,50, R$ 247.294,75 e R$ 247.294,75, nas datas de 25/05/2012, 25/06/2012, 16/07/2012 e 07/06/2013, respectivamente. A documentação relativa a esse contrato encontra­se no evento 1, out197 e out 198."" p.94-95"
46675 ENGEVIX ENGENHARIA SA EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Money laundering through La empresa Engevix Engenharia S/A, individualmente o actuando en nombre del Consorcio, falsificó contratos de servicios con empresas controladas por Alberto Youssef,  GFD Investimentos, MO Consultoria e Empreiteira Rigidez y , pasando a él os recursos criminales  obtenidos  con los crímenes de fondo del cartel y el ajuste de licitación fraudulenta. Waldomiro de Oliveira, regulador de las empresas Empreiteira Rigidez  MO Consultoria, habría ayudado a Alberto Youssef en la comisión de los delitos. Los valores lavados eran posteriormente destinados a  Diretoria  de  Abastecimento, comandada por Paulo Roberto Costa,
46604 FERNANDO AUGUSTO STREMEL DE ANDRADE EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Money laundering through "466. Fernando Augusto Stremel Andrade, executivo da OAS, assinou, como visto no item 343, em 01/02/2011, na condição de representante da Construtora OAS, o contrato fraudulento com a Empreiteira Rigidez utilizado para repasse de propina e lavagem de dinheiro de R$ 1.864.048,71,00. A participação direta no ato fraudulento é prova suficiente de autoria deste crime de lavagem."
46594 COESO ENGENHARIA LTDA EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Simulating contracts with "Em 03/05/2010, foi celebrado entre a COESA, representada por pessoa não identificada, e a Empreiteira Rigidez, representada por Waldomiro de Oliveira, contrato de prestação de serviços. O contrato previa pela Empreiteira Rigidez a prestação de serviços de ""consultoria técnica para obras do setor civil"", tendo como contraprestação o pagamento de R$ 650.000,00. Relativamente a esse contrato foram identificados pagamentos, por notas fiscais, de R$ 390.000,00 e R$ 260.000,00, e por depósitos em conta da Empreiteira Rigidez, de R$ 366.015,00 e R$ 244.010,00 líquidos em 08/09/2010 e 20/09/2010. Os documentos estão no evento 21 do inquérito 504546386.2014.404.7000."
46586 OAS LTDA EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Simulating contracts with "Em 04/05/2009, foi celebrado entre a Construtora OAS, representada por executivo não identificado, e a Empreiteira Rigidez, representada por Waldomiro de Oliveira, contrato de prestação de serviços. O contrato previa pela Empreiteira Rigidez a prestação de serviços de ""consultoria técnica, visando à reelaboração de pleito, reestudos e adequação do cronograma master, para recompor financeiramente o contrato, a ser feita em nosso contrato, junto a TKCSA, Serviços"", tendo como contraprestação o pagamento de R$ 3.000.000,00. Relativamente a esse contrato foram identificados pagamentos, por nota fiscal, de R$ 1.836.941,52 e, por depósito pela Construtora OAS em conta da Empreiteira Rigidez, de R$ 1.632.122,54 líquidos, em 30/06/2010. Os documentos estão no evento 20 do inquérito 504498833.2014.404.7000."
46372 ARBOR CONSULTORIA AND ASSESSORIA CONTABIL EMPREITEIRA RIGIDEZ Logistic - Supporting fraudulent accounting Meire Bonfim da Silva Poza se escuchó como testigo en el proceso penal relacionados 502569917.2014.404.7000 y esta acción penal (eventos 772 y 915). Se ha dicho, en esencia, que, como propietario de la empresa de contabilidad Arbor de consultoría y asesoría de contabilidad, proporcionó servicios de contabilidad para el grupo criminal encabezada por Alberto Youssef. Alberto Youssef controlaría la distribución general de alimentos Inversiones y habría utilizado las empresas de Oliveira Waldomiro, incluyendo el MO Consulting, rigidez contratista y RCI Software para el fraude financiero.
46332 CONSORCIO NACIONAL CAMARGO CORREA ­-CNCC EMPREITEIRA RIGIDEZ Economic - Financial transactions to Las planillas mencionadas incluyen los costos de los pagos a GFD Inversiones y Empreiteira Rigidez, otras dos empresas controladas por Alberto Youssef.