Actor: PAULO ROBERTO COSTA

Code: 
PU-PEFUPRC1
Workspaces: 

Relaciones de este actor

ID Actor 1 Actor 2 Tipo Evidencia
57834 PAULO ROBERTO COSTA PETROLEO BRASILEIRO SA -PETROBRAS Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of "QUE se recorda de uma situação em que havia uma determinada situação em que houve determinado processo relacionado à contratação de serviços de marketing para a Petrobras e que teria sido interrompido em razão de irregularidades; QUE numa dessas "atas paralelas" o declarante recebeu a incumbência de pagar essas despesas das participantes em razão de determinação direta de SERGIO GABRIELI, então presidente, que teria repassado a determinação ****ao então Diretor PAULO ROBERTO COSTA (Diretor PETROBRAS)****; QUE como o contrato foi interrompido, o declarante pagou o restante dos valores devidos, se recordando do pagamento ter sido feito a partir de algumas TED a partir da conta da empresa MO CONSULTORIA E LAUDOS ESTATlsTICOS;"
57819 PAULO ROBERTO COSTA GLACIER FINANCE LTDA. Logistic - Decision-making and leadership (de facto) of Control directo e indirecto de cuentas a nombre de empresas offshore
57817 PAULO ROBERTO COSTA ELBA SERVICES Logistic - Decision-making and leadership (de facto) of Control directo e indirecto de cuentas a nombre de empresas offshore
57812 PAULO ROBERTO COSTA LINDBERG FARIAS Political - Irregular donations (political campaign) to Fue a Petrobras a solicitar 2.000.000 para financiar su campaña política. Costa asegura que valores fueron pagados. Página 2 Colaboración 12.
57789 PAULO ROBERTO COSTA CLAUDIO LIMA Logistic - Had a business meeting with QUE a única vez que tratou do pagamento de vantagem indevida por parte dessa empresa foi numa reunião realizada em quarto do hotel CAESAR PARK no bairro de LEBLON ou IPANEMA, cujos detalhes constam no termo de declaração nO 4; QUE o contato regular dessa empresa era a pessoa de CLAUDIO LIMA; QUE estavam presentes nesta reunião do hotel os representantes da SKANSKA, CLAUDIO LIMA, da ALUSA, CESAR LUIZ DE GODOY PEREIRA, da TECHINT, RICARDO OURIQUE, podendo ter participado desta reunião outras empresas que não se recorda os nomes; QUE quem marcou a reunião foi o secretário REGIS FISHNER para solicitação de "ajuda" para o caixa da campanha de reeleição do governador SERGIO CABRAL; QUE cada empresa deu a sua "ajuda", sendo pago no total R$ 30 milhões de "ajuda"; QUE o CONSÓRCIO CONPAR deu R$ 15 milhões, sendo que o restante foi divido entre as outras empresas, estando entra estas a SKANKA, ALUSA e UTC, além de outras empresas que o declarante não lembra o nome; QUE CLAUDIO LIMA era muito próximo também de VALDEMAR DA COSTA NETO do PR, ex-deputado federal condenado no mensalão;
57788 PAULO ROBERTO COSTA RICARDO OURIQUES MARQUES Logistic - Had a business meeting with QUE a única vez que tratou do pagamento de vantagem indevida por parte dessa empresa foi numa reunião realizada em quarto do hotel CAESAR PARK no bairro de LEBLON ou IPANEMA, cujos detalhes constam no termo de declaração nO 4; QUE o contato regular dessa empresa era a pessoa de CLAUDIO LIMA; QUE estavam presentes nesta reunião do hotel os representantes da SKANSKA, CLAUDIO LIMA, da ALUSA, CESAR LUIZ DE GODOY PEREIRA, da TECHINT, RICARDO OURIQUE, podendo ter participado desta reunião outras empresas que não se recorda os nomes; QUE quem marcou a reunião foi o secretário REGIS FISHNER para solicitação de "ajuda" para o caixa da campanha de reeleição do governador SERGIO CABRAL; QUE cada empresa deu a sua "ajuda", sendo pago no total R$ 30 milhões de "ajuda"; QUE o CONSÓRCIO CONPAR deu R$ 15 milhões, sendo que o restante foi divido entre as outras empresas, estando entra estas a SKANKA, ALUSA e UTC, além de outras empresas que o declarante não lembra o nome; QUE CLAUDIO LIMA era muito próximo também de VALDEMAR DA COSTA NETO do PR, ex-deputado federal condenado no mensalão;
57720 PAULO ROBERTO COSTA ABREU E LIMA CNCC- CAMARGO CORREA Political - Benefit particular interest of "ABREU e LIMA CNCC- CAMARGO CORREA; QUE, o consorcio em questão era formado pelas empresas CAMARGO CORREIA e CNEC e teria sido contemplada com uma obra junto a refinaria Abreu e Lima em que pese a pressão para que isso não ocorresse por conta da Operação Castelo de Areia; QUE, houve um intenso "trabalho" para que esse resultado fosse obtido, por parte de JOSE JANENE e pelo declarante sendo que PAULO ROBERTO COSTA acabou assumindo a responsabilidade da outorga desse contrato ao consorcio CNCC; QUE, o contrato era em tomo de três bilhões de reais, sendo a comissão acertada de um por cento desse valor a ser pago de forma parcelada; QUE, recorda-se de que na época a conta contábil de débitos da CAMARGO CORREA estava em tomo de setenta Ou oitenta milhões de reais relativos a outras obras da empresa; QUE, assevera que os acionistas majoritários da CAMARGO CORREA, CARLOS PIRES e LUIS NASCIMENTO teriam concordado com essa comissão. QUE, a comissão em questão foi paga de maneiras diversas; QUE, o valor de cerca de seis milhões de reais foi pago em três parcelas por um fornecedor do consorcio com sede na cidade do Recife, tendo o declarante comparecido nessa cidade onde encontrou com o mesmo em um hotel na praia de Boa Viagem; QUE, nos lembra do nome do empresário ou da empresa em questão ou das datas em que esteve na referida cidade para buscar valores, sendo a ultima no final do ano passado; QUE, lembra ainda que na agenda do seu telefone blackberry que utilizava para falar com PAULO ROBERTO consta o nome desse empresário do Recife, cujo nome agora lembra ser OSVALDO, salvo engano; QUE, cerca de seis milhões de reais foi efetuada por meio de notas emitidas pelas empresas MO CONSULTORIA, RIGIDEZ ou RCI para uma empresa com sede no Rio Grande do Sul e que fornecia estruturas metálicas ao consorcio CNCC"
57689 PAULO ROBERTO COSTA QUATTOR Political - Benefit particular interest of "QUE, a respeito do que consta do Anexo 30, intitulado PAGAMENTO DE CESTAS QUATIOR; QUE, afirma que havia um acordo para a aquisição de matéria prima da PETROBRAS pela QUATIOR, os quais seriam essenciais para o desenvolvimento da ultima, sendo alguns deles de difícil localização no mercado; QUE, o valor desses produtos era ajustado perante a diretoria ocupada por PAULO ROBERTO COSTA que levava ao colegiado da PETROBRAS uma proposta que atendesse aos interesses da QUATIOR; QUE, em contrapartida a esse favorecimento, a QUA TIOR desembolsava uma comissão estabelecida sobre o valor das transações, sob a forma de percentual sobre a cesta de produtos o qual esclarece que era variavel; QUE, as comissões variavam entre um a cinco milhões, pelo que recorda, sendo alguns desses valores pagos de forma parcelada; QUE, era o declarante quem promovia o recebimento dessas comissoes, sendo que parte era paga em espécie, inclusive no exterior junto a contas de NELMA e CARLOS ALBERTO ROCHA, e parte mediante a emissão de notas fiscais pelas empresas de WALDOMIRO DE OLIVEIRA."
57593 PAULO ROBERTO COSTA ARTHUR DE LIRA Economic - Bribe payment to "QUE isso decorreu do fato de que após o falecimento de JOSE JANENE, as pessoas de NELSON MEUER, JOAO PIZZOLATI, MARIO NEGROMONTE e PEDRO CORREA passaram a se autofavorecer mediante a apropriação em seu próprio favor, a maior, dos valores recebidos do declarante, advindos da PETROBRAS, em detrimento de repasses aos demais membros da bancada do PP; QUE em face disso o grupo interno do PP formado por CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, BENEDITO DE LIRA, DUDU DA FONTE e AGNALDO RIBEIRO rebelou-se e assumiu a liderança do Partido Progressista; QUE neste momento ocorreu inclusive a troca da cadeira do Ministério das Cidades, saindo o Deputado MARIO NEGROMONTE e assumindo AGNALDO RIBEIRO; QUE nesta época foi solicitada por CIRO NOGUEIRA, que passou a liderar de fato (informalmente) o PP, uma reunião com PAULO ROBERTO COSTA, da qual participaram CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, DUDU DA. FONTE, AGNALDO RIBEIRO e PAULO ROBERTO COSTA; QUE soube desta reunião por intermédio de PAULO ROBERTO COSTA, a qual, segundo este, foi realizada no Rio de Janeiro/RJ, mas não sabe onde; QUE nesta reunião, a nova liderança informou a PAULO ROBERTO COSTA que os repasses da PETROBRAS deveriam a partir de então ser feitos diretamente á ARTHUR DE LIRA, líder formal do PP; QUE nessa oportunidade também foi solicitado a retirada do declarante da posição de operador do PP nos contratos da PETROBRAS; QUE tal pedido se deu em virtude da ligação muito grande que o declarante possuía com JANENE e com o grupo anterior; QUE PAULO ROBERTO COSTA solicitou à nova liderança do PP que ele próprio indicasse o novo operador; QUE então PAULO ROBERTO COSTA indicou HENRY HOYER DE CARVALHO;"
57455 PAULO ROBERTO COSTA DILMA ROUSSEFF Political - Irregular donations (political campaign) to "QUE quanto a ANTONIO PALOCCI FILHO, o conheceu em 2004, quando o mesmo era membro do Conselho de Administração da Petrobrás e DILMA ROUSSEF era Presidente do referido conselho e Ministra das Minas e Energia; QUE esteve em várias reuniões com ANTONIO PALOCCI, pois este era membro do Conselho de Administração da PETROBRÁS e também Ministro da Fazenda; QUE no ano de 2010, acredita que quando ANTONIO PALOCCI já não ocupava nenhum cargo no Governo Federal, recebeu uma solicitação, por meio de ALBERTO YOUSSEF, para que fossem liberados R$ 2.000.000,00 (dois milhões de reais) do caixa do PP, para a campanha presidencial de DILMA ROUSSEF; QUE o declarante autorizou referida entrega, sendo que YOUSSEF operacionalizou o pagamento e confirmou ao declarante posteriormente; QUE YOUSSEF não esclareceu ao declarante se o pedido deste valor foi feito pessoalmente por PALOCCI oU se por meio de algum assessor deste, apenas mencionou que era um pedido vindo de ANTONIO PALOCCI"
57453 PAULO ROBERTO COSTA IDELFONSO COLARES Logistic- Planning financial distribution with "QUE, após essa reunião odeclaranteprocurou ILDEFONSo COLARES FILHO,'presidente da QUEIROZ GALVAO, empresa consorciada com a lESA em uma das obras de Abreu e Lima e após explicar-lhe a situação o mesmo concordou que a CPI seriaum.mau negócio e concordou em pagar o valor solicitado por · SERGIO GUERRA; QUE, houve uma terceira reunião com SERGIO GUERRA e EDUARDO .. FONTE, onde comunicou a eles que o assunto seria resolvido e que a empresa QUEIROZ . GALVAOliberaria o. recurso postulado; QUE,posteriormente conversou com IDELFONSO · COLARES e o mesmo disse ter feito o repasse no valor de dez milhões de reais em favor de .'. SERGIO GUERRA,sem declinar como isso foifeitoe quemteria recebido o valor;"
57439 PAULO ROBERTO COSTA TIAO VIANA Economic - Bribe payment to "QUE, em relação a pessoa do · parlamentar TIAO VIANA, afirma ter sido feitO um repasse em favor do mesmo no valor de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais) no .ano de 2010 como auxilio para a campanha de TIAO .. VIANA aO Senado Federal; QUE, essa operação corista da sua agenda de capa preta; ···apree.ndidCi na sua residênCia;' reconhecehdoo declarante a inscrição ""0,3 TVian"" como .sendo relativa ao dinheiro repassado ao parlamentar; QUE, a solicitação foi feita a ALBERTO · YOUSSEF, não recordando se diretamerite ou por intermédio de .algum assessor, sendo que YOUSSEF por sua. vez lhe repassou o pedido; QUE, o pedido foi autorizado pelo declarante, de modo que ALBERTO YOUSSEF pôde operacionalizar esse repasse; QUE, . dizpoder garantir que o deposito foi feito poisfoiexpressamente confirmadopbr YOUSSEF;"
57428 PAULO ROBERTO COSTA LINDBERG FARIAS Economic - Bribe payment to "QUE, no ano de 2010 recebeu a vísíta de LlNDBERG FARIAS, excprefeito de Novalguaçu/RJ o qual disse que estaria · concorrendo ao . Senádo Federal e precisaria de recursos para a sua campanha; QUE, · .' LlNDBERG esteve em seu escritório na sede daPETROBRAS outras vezes, sendo que · nessa oportunidade ele estava acompanhado de um assessor de apelido ""TOTÓ"", não recordando o declarante o nome dómesrno; QUE, a vista da imagem de JOSE ANTONIO · SILVA PARENTE, vulgo ""TOTO PARENTE""reconhece como sendo o assessora quem se referiu; QUE, o pedido foi na ordem de dois milhões .de reais sendo autorizado pelo declarante; que contatou ALBERTO YOUSSEF para operacionalizar esse repasse; QUE, não sabe se existe alguma anotação dessa operação em seus registros pessoaiS; 'QUE"" diz poder garantir que o deposito foi feito, pois caSo contrário haveria · reclamação, como de fato ocorria;"
57421 PAULO ROBERTO COSTA HUMBERTO COSTA Political - Irregular donations (political campaign) to "QUE, conheceu o senador HUMBERTO COSTA quando o mesmo era Ministro da Saúde do Governo Lula, quando este levouao Estado de Pernambuco uma fábrica petroquímica (pet), sendo que era de interesse da Petrobras essesegmemto; QUE, nainauguraçãoda fábrica ocorrida no ano de,2008 onde estava presente o Presidente Lula acabou conhecendo HUMBERTO COSTA; QUE, algum , tempo depois foi procurado pelo empresário MARIO BEL TRAO, atuante no ramo de guindastes e manutenção e conhecido d longa data do declarante, sendo também amigo do então Ministro HUMBEFUO COSTA;"" QUE; rio ano de 2010 MARIO BEL TRAO solicitou a quantia de R$ 1.000.000,00 (hum milhão de reais) para auxiliar na campanha d' HUMBERTO COSTA para O senado, sendo então o pedido repassado a ALBERTO~--' YOUSSEF para que fizesse a entrega, como ,de praxe; QUE, posteriormente MARIO BEL TRAOlhe confirmou que os recursos foram recebidos"
57410 PAULO ROBERTO COSTA ANIBAL FERREIRA GOMES Economic - Bribe payment to "QUE, presume que além do percentual de três por cento para destinação política, que seria de praxe, provavelmente a SERVENGE incluiu mais algum sobrepreço para o pagamento dos valores devidos a ANIBAl GOMES por conta de sua participação nessa negociação; QUE, conforme mencionado anteriormente, competia ao declarante fazer o controle dos valores a serem repassados aos políticos, dentro do montante de 1% (um por cento) do valor dos contratos firmados pela PETROBRAS, os quais seriam destinados a partidos políticos"
57409 PAULO ROBERTO COSTA PAULO TWIASCHOR Logistic- Planning financial distribution with "QUE, esteve tratando consigo como representante da SERVENG o senhor PAULO TWIASCHOR; : QUE, acredita que a SERVENG tenha feito o ajuste com as demais empreiteiras para vencer os certames."
57358 PAULO ROBERTO COSTA RICARDO OURIQUES MARQUES Logistic- Planning financial distribution with "QUE a reserva no quarto de hotel foi feita por REGIS; QUE o declarante fez contatos com algumas empresas que atuavam na obra da COMPERJ para participar desta reunião, sendo que nesta oportunidade foi explicado para as empresas que elas deveriam ""ajudar"" a campanha do governador, fazendo pagamentos para o caixa ""2""; QUE estavam presentes nesta reunião os representantes da SKANSKA, CLAUDIO LIMA, da ALUSA, CESAR LUIZ DE GODOY PEREIRA, da TECHINT, RICARDO OURIQUE, podendo ter participado desta reunião outras empresas que não se recorda os nomes"
57351 PAULO ROBERTO COSTA CLAUDIO LIMA Logistic- Planning financial distribution with "QUE a reserva no quarto de hotel foi feita por REGIS; QUE o declarante fez contatos com algumas empresas que atuavam na obra da COMPERJ para participar desta reunião, sendo que nesta oportunidade foi explicado para as empresas que elas deveriam ""ajudar"" a campanha do governador, fazendo pagamentos para o caixa ""2""; QUE estavam presentes nesta reunião os representantes da SKANSKA, CLAUDIO LIMA, da ALUSA, CESAR LUIZ DE GODOY PEREIRA, da TECHINT, RICARDO OURIQUE, podendo ter participado desta reunião outras empresas que não se recorda os nomes"
57342 PAULO ROBERTO COSTA ROSEANE SARNEY Economic - Bribe payment to "QUE dentre os políticos agraciados com pagamento de propina da PETROBRAS se lembra do caso da governadora do MARANHÃO, ROSEANE SARNEY; QUE conheceu ROSEANE SARNEY em razão da obra de refinaria PREMIUM 1 que estava sendo construída em BACABEIRA, 60km de São Luis do Maranhão; QUE quem solicitou o pagamento de propina para a governadora ROSEANE SARNEY foi o ministro de Minas e Energia Edison Lobão; QUE o pagamento foi encaminhado via ALBERTO YOUSSEF; QUE não sabe dizer se ALBERTO YOUSSEF entregou pessoalmente a propina ou se mandou algum emissor levar; QUE o valor foi de R$ 2 milhões e se referia à campanha para o Governo do Maranhão em 2010;"
57339 PAULO ROBERTO COSTA JOSE JANENE Political - Benefit particular interest of "A renuncia inclui, desde logo, os aproximadamente USD 23.000.000,00 (vinte e três milhões de dólares) mantidos na Suíça, no nome de empresas offshores e familiares, incluindo os valores mantidos por meio das offshores AQUILA HOLDING LTD, ELBA SERVICES LTD, GLACIER FINANCE INC, INTERNATIONAL TEAM ENTERPRISE LTD, LAROSE HOLDINGS SA, OMEGA PARTNERS SA, QUINUS SERVICES SA, ROCK CANYON INVEST SA, SAGAR HOLDING SA, SANTA CLARA PRIVATE EQUITY. SANTA TEREZA SERVICES LTD, SYGNUS ASSETS SA, as quais tiveram ativos bloqueados na Suíça."
57333 PAULO ROBERTO COSTA AQUILA HOLDING LTD Logistic - Decision-making and leadership (de facto) of "A renuncia inclui, desde logo, os aproximadamente USD 23.000.000,00 (vinte e três milhões de dólares) mantidos na Suíça, no nome de empresas offshores e familiares, incluindo os valores mantidos por meio das offshores AQUILA HOLDING LTD, ELBA SERVICES LTD, GLACIER FINANCE INC, INTERNATIONAL TEAM ENTERPRISE LTD, LAROSE HOLDINGS SA, OMEGA PARTNERS SA, QUINUS SERVICES SA, ROCK CANYON INVEST SA, SAGAR HOLDING SA, SANTA CLARA PRIVATE EQUITY. SANTA TEREZA SERVICES LTD, SYGNUS ASSETS SA, as quais tiveram ativos bloqueados na Suíça."
57188 PAULO ROBERTO COSTA PARTIDO PROGRESSISTA BRASILEIRO (PPB) Political - Providing political favors to "QUE, quando ingressou na PEIROBRAS em maio de2004 por indicação do Partido Progressista foi. avisado de .que deveria ""zelar pelos interesses do· partido"" enquantodiretor da PETROBRAS"
57090 PAULO ROBERTO COSTA PARTIDO DOS TRABALHADORES Political - Irregular donations (political campaign) to "QUE, diz que PAULO ROBERTO em determinada oportunidade também disse para o declarante "arrumar" dinheiro para a campanha de VALDIR RAUPP, tendo o declarante procurado a empresa QUEIROZ GALVAO, a qual fez uma doação oficial para a campanha do citado parlamentar, tendo descontado esse valor do que era devido ao PP; QUE, acerca desse esquema de financiamento político a partir de comissões sobre contratos da PETROBRAS, consigna espontaneamente que o governo federal (PT) tinha certamente conhecimento desse esquema;"
57089 PAULO ROBERTO COSTA VALDIR RAUPP Political - Irregular donations (political campaign) to "QUE, diz que PAULO ROBERTO em determinada oportunidade também disse para o declarante "arrumar" dinheiro para a campanha de VALDIR RAUPP, tendo o declarante procurado a empresa QUEIROZ GALVAO, a qual fez uma doação oficial para a campanha do citado parlamentar, tendo descontado esse valor do que era devido ao PP; QUE, acerca desse esquema de financiamento político a partir de comissões sobre contratos da PETROBRAS, consigna espontaneamente que o governo federal (PT) tinha certamente conhecimento desse esquema;"
57084 PAULO ROBERTO COSTA GLEISI HOFFMAN Political - Irregular donations (political campaign) to "QUE, a divisão dos valores entre os membros do Partido Progressista (dentro da margem de 60%) era definida por JANENE, sendo que após a morte deste o próprio declarante se encarregou dessa divisão; QUE, em determinada oportunidade PAULO ROERTO determinou a entrega de valores, recordandose no caso da campanha para o Senado de GLEISI HOFFMAN no ano de 2010, quando o declarante pessoalmente entregou a quantia de R$ 1000.000,00 (um milhão de reais) para um senhor em um shopping de Curitiba."
57080 PAULO ROBERTO COSTA PARTIDO PROGRESSISTA BRASILEIRO (PPB) Logistic- Planning financial distribution with QUE, questionado acerca da distribuição dos valores pagos pelas empreiteiras, ou seja de 1 % sobre os contratos, afirma que inicialmente eram deduzidos os custos de emissão de nota fiscal e transporte (fretamento de aviões ou voos comerciais), em tomo de 25%; QUE" após a dedução dos custos, a comissão era rateada da seguinte forma: 30% para PAULO ROBERTO COSTA, 5% para o declarante, 5% para JOAO CLAUDIO GENU e 60% para JOSE JANENE; QUE, o declarante informa que era responsável pelo controle de caixa dos valores, sendo que nos casos de recebimento de parcelas de contratos o declarante retinha os valores em espécie ou os recursos eram buscados junto as empreiteiras conforme a necessidade; QUE, a divisão dos valores entre os membros do Partido Progressista (dentro da margem de 60%) era definida por JANENE, sendo que após a morte deste o próprio declarante se encarregou dessa divisão; QUE, em determinada oportunidade PAULO ROERTO determinou a entrega de valores.
56999 PAULO ROBERTO COSTA SIMAO SESSIM Political - Irregular donations (political campaign) to "QUE se recorda que no ano de 2010 SIMÃO SESSIM procurou o declarante diretamente na Sede da PETROBRAS (Av. Chile, 65, Rio de Janeiro/RJ); QUE o declarante o atendeu em uma das salas de reunião, quando então SIMÃO lhe pediu um repasse extraordinário de R$ 200 mil reais. não se recordando se SIMÃO mencionou que seria para sua campanha a deputado ou para a campanha de seu filho, que concorreria à Prefeitura de alguma cidade da baixada fluminense"
56975 PAULO ROBERTO COSTA BENEDITO LIRA Economic - Financial transactions to QUE quanto a BENEDITO LIRA, o mesmo foi candidato a senador em 2010, por Alagoas e pelo Partido Progressista; QU E o declarante não conhecia BENEDITO LIRA, tendo-o conhecido apenas após 2010, quando já havia sido eleito senador; QUE BENEDITO LIRA não frequentava o círculo de MARIO NEGROMONTE e JOSÉ JANENE, nunca o tendo visto em reuniões das quais participou com estes dois últimos e demais integrantes do PP mais próximos a estes; QUE esclarece que consta na agenda do declarante apreendida na Operação Lava jato a anotação de um pagamento de R$ 1,0 milhão (um milhão de reais) destinados a BENEDITO LIRA;
47334 PAULO ROBERTO COSTA SYGNUS ASSETS S/A Logistic - Decision-making and leadership (de facto) of It is timely to identify the controlling beneficiary of Sygnus Assets S / A. As is shown in the bank documents for event 3, annex195, Sygnus Assets S / A is an offshore company incorporated in Panama. He opened the account at PKB PrivatBank in Lugano / Switzerland, and has as owner beneficiary the accused Paulo Roberto Costa. The account entries are signed by him, inclusively, and there are copies of personal documents next to the register.
47167 PAULO ROBERTO COSTA SAGAR HOLDINGS Logistic - Decision-making and leadership (de facto) of The Odebrecht Group, for the payment of bribes, used, between 12/2006 and 06/2014, mainly to make deposits abroad. To that end, it used accounts from offshore companies, Smith & Nash Enginnering Company, Arcadex Corporation, Havinsur S / A, of which it is the final economic beneficiary, for the direct realization of deposits in offshore accounts controlled by Petrobrás, like Sagar Holdings and Quinus Service controlled by Paulo Roberto Costa, Milzart Overseas controlled by Renato Duque, and Pexo Corporation, controlled by Pedro Barusco.
47165 PAULO ROBERTO COSTA QUINUS SERVICE S/A Logistic - Decision-making and leadership (de facto) of The Odebrecht Group, for the payment of bribes, used, between 12/2006 and 06/2014, mainly to make deposits abroad. To that end, it used accounts from offshore companies, Smith & Nash Enginnering Company, Arcadex Corporation, Havinsur S / A, of which it is the final economic beneficiary, for the direct realization of deposits in offshore accounts controlled by Petrobrás, like Sagar Holdings and Quinus Service controlled by Paulo Roberto Costa, Milzart Overseas controlled by Renato Duque, and Pexo Corporation, controlled by Pedro Barusco. Quinus Service S / A, as shown in the bank documents, is an offshore incorporated in Panama. The account was opened at HSBC Private Bank in Geneva / Switzerland, and is the beneficiary of the accused Paulo Roberto Costa, then Director of the Petrobras Supply Area. The account entries are signed by prosecutors, but there are several documents identifying as beneficial owner.
46764 PAULO ROBERTO COSTA COSTA GLOBAL Logistic - Decision-making and leadership (de facto) of Parte dos valores foi paga a Paulo Roberto Costa, enquanto este ainda era Diretor de Abastecimento, e outro montante, mesmo após a saída dele, inclusive pela Camargo Correa, com a simulação de contrato de consultoria com a empresa Costa Global, controlada por Paulo Roberto Costa. Pág. 4
46573 PAULO ROBERTO COSTA PEDRO DA SILVA CORREA Political - Providing political advice to "Paulo:O que eles me colocaram, inicialmente, é que eu deveria ajudar o partido. Isso foi colocado na primeira reunião, “ó, vamos indicálo, mas, obviamente que o senhor vai ter que ajudar o partido em algumas coisas”. Eu falei “tá bom”, mas eu não tinha esse percentual, não tinha noção detalhada do que seria essa ajuda, mas me foi dito na primeira reunião que eu teria que ajudálos."
46571 PAULO ROBERTO COSTA JOSE JANENE Political - Providing political favors to "Paulo:O que eles me colocaram, inicialmente, é que eu deveria ajudar o partido. Isso foi colocado na primeira reunião, “ó, vamos indicálo, mas, obviamente que o senhor vai ter que ajudar o partido em algumas coisas”. Eu falei “tá bom”, mas eu não tinha esse percentual, não tinha noção detalhada do que seria essa ajuda, mas me foi dito na primeira reunião que eu teria que ajudálos."
46569 PAULO ROBERTO COSTA PARTIDO PROGRESSISTA BRASILEIRO (PPB) Political - Providing political favors to "Paulo:O que eles me colocaram, inicialmente, é que eu deveria ajudar o partido. Isso foi colocado na primeira reunião, “ó, vamos indicálo, mas, obviamente que o senhor vai ter que ajudar o partido em algumas coisas”. Eu falei “tá bom”, mas eu não tinha esse percentual, não tinha noção detalhada do que seria essa ajuda, mas me foi dito na primeira reunião que eu teria que ajudálos."
46307 PAULO ROBERTO COSTA PIROQUIMICA COMERCIAL LTDA Logistic - using companies to commit fraud Estas operaciones de lavado de dinero tendrían como objetivo ocultar el dinero del grupo criminal liderado por Alberto Youssef y Paulo Roberto Acosta salido de la malversación de fondos en la construcción de la Refinería Abreu e Lima.
46305 PAULO ROBERTO COSTA LABOGEN QUIMICA Logistic - using companies to commit fraud Estas operaciones de lavado de dinero tendrían como objetivo ocultar el dinero del grupo criminal liderado por Alberto Youssef y Paulo Roberto Acosta salido de la malversación de fondos en la construcción de la Refinería Abreu e Lima.
46304 PAULO ROBERTO COSTA INDUSTRIA LABOGEN Logistic - using companies to commit fraud Estas operaciones de lavado de dinero tendrían como objetivo ocultar el dinero del grupo criminal liderado por Alberto Youssef y Paulo Roberto Acosta salido de la malversación de fondos en la construcción de la Refinería Abreu e Lima.

Relaciones de este actor

ID Actor 1 Actor 2 Tipo Evidencia
57828 AGNALDO RIBEIRO PAULO ROBERTO COSTA Logistic- Planning financial distribution with "QUE isso decorreu do fato de que após o falecimento de JOSE JANENE, as pessoas de NELSON MEUER, JOAO PIZZOLATI, MARIO NEGROMONTE e PEDRO CORREA passaram a se autofavorecer mediante a apropriação em seu próprio favor, a maior, dos valores recebidos do declarante, advindos da PETROBRAS, em detrimento de repasses aos demais membros da bancada do PP; QUE em face disso o grupo interno do PP formado por CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, BENEDITO DE LIRA, DUDU DA FONTE e AGNALDO RIBEIRO rebelou-se e assumiu a liderança do Partido Progressista; QUE neste momento ocorreu inclusive a troca da cadeira do Ministério das Cidades, saindo o Deputado MARIO NEGROMONTE e assumindo AGNALDO RIBEIRO; ****QUE nesta época foi solicitada por CIRO NOGUEIRA, que passou a liderar de fato (informalmente) o PP, uma reunião com PAULO ROBERTO COSTA, da qual participaram CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, DUDU DA. FONTE, AGNALDO RIBEIRO e PAULO ROBERTO COSTA; QUE soube desta reunião por intermédio de PAULO ROBERTO COSTA, a qual, segundo este, foi realizada no Rio de Janeiro/RJ, mas não sabe onde; QUE nesta reunião, a nova liderança informou a PAULO ROBERTO COSTA que os repasses da PETROBRAS deveriam a partir de então ser feitos diretamente á ARTHUR DE LIRA, líder formal do PP; QUE nessa oportunidade também foi solicitado a retirada do declarante da posição de operador do PP nos contratos da PETROBRAS; QUE tal pedido se deu em virtude da ligação muito grande que o declarante possuía com JANENE e com o grupo anterior; QUE PAULO ROBERTO COSTA solicitou à nova liderança do PP que ele próprio indicasse o novo operador; QUE então PAULO ROBERTO COSTA indicou HENRY HOYER DE CARVALHO;"****
57826 DUDU DA FONTE PAULO ROBERTO COSTA Logistic- Planning financial distribution with "QUE isso decorreu do fato de que após o falecimento de JOSE JANENE, as pessoas de NELSON MEUER, JOAO PIZZOLATI, MARIO NEGROMONTE e PEDRO CORREA passaram a se autofavorecer mediante a apropriação em seu próprio favor, a maior, dos valores recebidos do declarante, advindos da PETROBRAS, em detrimento de repasses aos demais membros da bancada do PP; QUE em face disso o grupo interno do PP formado por CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, BENEDITO DE LIRA, DUDU DA FONTE e AGNALDO RIBEIRO rebelou-se e assumiu a liderança do Partido Progressista; QUE neste momento ocorreu inclusive a troca da cadeira do Ministério das Cidades, saindo o Deputado MARIO NEGROMONTE e assumindo AGNALDO RIBEIRO; ****QUE nesta época foi solicitada por CIRO NOGUEIRA, que passou a liderar de fato (informalmente) o PP, uma reunião com PAULO ROBERTO COSTA, da qual participaram CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, DUDU DA. FONTE, AGNALDO RIBEIRO e PAULO ROBERTO COSTA; QUE soube desta reunião por intermédio de PAULO ROBERTO COSTA, a qual, segundo este, foi realizada no Rio de Janeiro/RJ, mas não sabe onde; QUE nesta reunião, a nova liderança informou a PAULO ROBERTO COSTA que os repasses da PETROBRAS deveriam a partir de então ser feitos diretamente á ARTHUR DE LIRA, líder formal do PP; QUE nessa oportunidade também foi solicitado a retirada do declarante da posição de operador do PP nos contratos da PETROBRAS; QUE tal pedido se deu em virtude da ligação muito grande que o declarante possuía com JANENE e com o grupo anterior; QUE PAULO ROBERTO COSTA solicitou à nova liderança do PP que ele próprio indicasse o novo operador; QUE então PAULO ROBERTO COSTA indicou HENRY HOYER DE CARVALHO;"****
57824 ARTHUR DE LIRA PAULO ROBERTO COSTA Logistic- Planning financial distribution with "QUE isso decorreu do fato de que após o falecimento de JOSE JANENE, as pessoas de NELSON MEUER, JOAO PIZZOLATI, MARIO NEGROMONTE e PEDRO CORREA passaram a se autofavorecer mediante a apropriação em seu próprio favor, a maior, dos valores recebidos do declarante, advindos da PETROBRAS, em detrimento de repasses aos demais membros da bancada do PP; QUE em face disso o grupo interno do PP formado por CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, BENEDITO DE LIRA, DUDU DA FONTE e AGNALDO RIBEIRO rebelou-se e assumiu a liderança do Partido Progressista; QUE neste momento ocorreu inclusive a troca da cadeira do Ministério das Cidades, saindo o Deputado MARIO NEGROMONTE e assumindo AGNALDO RIBEIRO; ****QUE nesta época foi solicitada por CIRO NOGUEIRA, que passou a liderar de fato (informalmente) o PP, uma reunião com PAULO ROBERTO COSTA, da qual participaram CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, DUDU DA. FONTE, AGNALDO RIBEIRO e PAULO ROBERTO COSTA; QUE soube desta reunião por intermédio de PAULO ROBERTO COSTA, a qual, segundo este, foi realizada no Rio de Janeiro/RJ, mas não sabe onde; QUE nesta reunião, a nova liderança informou a PAULO ROBERTO COSTA que os repasses da PETROBRAS deveriam a partir de então ser feitos diretamente á ARTHUR DE LIRA, líder formal do PP; QUE nessa oportunidade também foi solicitado a retirada do declarante da posição de operador do PP nos contratos da PETROBRAS; QUE tal pedido se deu em virtude da ligação muito grande que o declarante possuía com JANENE e com o grupo anterior; QUE PAULO ROBERTO COSTA solicitou à nova liderança do PP que ele próprio indicasse o novo operador; QUE então PAULO ROBERTO COSTA indicou HENRY HOYER DE CARVALHO;"****
57823 CIRO NOGUEIRA PAULO ROBERTO COSTA Logistic- Planning financial distribution with "QUE isso decorreu do fato de que após o falecimento de JOSE JANENE, as pessoas de NELSON MEUER, JOAO PIZZOLATI, MARIO NEGROMONTE e PEDRO CORREA passaram a se autofavorecer mediante a apropriação em seu próprio favor, a maior, dos valores recebidos do declarante, advindos da PETROBRAS, em detrimento de repasses aos demais membros da bancada do PP; QUE em face disso o grupo interno do PP formado por CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, BENEDITO DE LIRA, DUDU DA FONTE e AGNALDO RIBEIRO rebelou-se e assumiu a liderança do Partido Progressista; QUE neste momento ocorreu inclusive a troca da cadeira do Ministério das Cidades, saindo o Deputado MARIO NEGROMONTE e assumindo AGNALDO RIBEIRO; ****QUE nesta época foi solicitada por CIRO NOGUEIRA, que passou a liderar de fato (informalmente) o PP, uma reunião com PAULO ROBERTO COSTA, da qual participaram CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, DUDU DA. FONTE, AGNALDO RIBEIRO e PAULO ROBERTO COSTA; QUE soube desta reunião por intermédio de PAULO ROBERTO COSTA, a qual, segundo este, foi realizada no Rio de Janeiro/RJ, mas não sabe onde; QUE nesta reunião, a nova liderança informou a PAULO ROBERTO COSTA que os repasses da PETROBRAS deveriam a partir de então ser feitos diretamente á ARTHUR DE LIRA, líder formal do PP; QUE nessa oportunidade também foi solicitado a retirada do declarante da posição de operador do PP nos contratos da PETROBRAS; QUE tal pedido se deu em virtude da ligação muito grande que o declarante possuía com JANENE e com o grupo anterior; QUE PAULO ROBERTO COSTA solicitou à nova liderança do PP que ele próprio indicasse o novo operador; QUE então PAULO ROBERTO COSTA indicou HENRY HOYER DE CARVALHO;"****
57811 LINDBERG FARIAS PAULO ROBERTO COSTA Logistic - Had a business meeting with Fue a Petrobras a solicitar 2.000.000 para financiar su campaña política.
57809 SERGIO MACHADO PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to "Sérgio Machado foi, colocado na P~u:obras por ~ ;. Renan Calheiros; QUE sabe que percentual dos contratos da Transpetro era repassado ao Senador Renan Calheiro's; QUE por essa razão Renan manteve Sérgio Machado na Transpetro durante tanto tempo; QUE o depoente recebeu de Sérgio Machado o valor R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais)"
57805 GEORGIQS KONTRONAKIS PAULO ROBERTO COSTA Networking HENRY HOYER DE CARV,i},LHOsabe ser um empresário do RJ que possui ume empresa · de telemarketing (não recordando O nome no momento), e o conheceu no ano de 2008, salvo ·.engilnoemumeventoonde estava presente ocõnsul da Grecia, KONSTANTINOS · KOTRONAKIS; QUE., acha possível que esse encontro tenha ocorrido naGrecia;QUE, com· · o tempo acabou desenvolvendo um vinculo. de amizade com HENRY, tendo o mesmo frequentado a sua reSidência e vice versa, o mesmo se aplicando a KONSTANTINOS KOTRONAKIS;QUE, KONSTANTINOS comentou acerca da necessidade de aumentar a participação de armadores gregos no processo de contratação de navios pela PETROBRAS; · QUE, o declarante· possuía. em face a sua· posição de Diretor·. de Aba.stecimento conhecimento prévio .acerca da quantidade de navios a serem contratados e periodicidade .. da contratação; QUE, ficou acertado que a comissão de brokeragem na ordem de 3% sobre o valor da contratação seria dividida da seguinte fprma: 40% para odeclarante, 20% para .. custos de emissão denota fiscal; 20% paraHENRYe20% para ocõnsul KONSTANTII'JOS
57803 KONSTANTINOS KONTRONAKISK PAULO ROBERTO COSTA Logistic- Planning financial distribution with HENRY HOYER DE CARV,i},LHOsabe ser um empresário do RJ que possui ume empresa · de telemarketing (não recordando O nome no momento), e o conheceu no ano de 2008, salvo ·.engilnoemumeventoonde estava presente ocõnsul da Grecia, KONSTANTINOS · KOTRONAKIS; QUE., acha possível que esse encontro tenha ocorrido naGrecia;QUE, com· · o tempo acabou desenvolvendo um vinculo. de amizade com HENRY, tendo o mesmo frequentado a sua reSidência e vice versa, o mesmo se aplicando a KONSTANTINOS KOTRONAKIS;QUE, KONSTANTINOS comentou acerca da necessidade de aumentar a participação de armadores gregos no processo de contratação de navios pela PETROBRAS; · QUE, o declarante· possuía. em face a sua· posição de Diretor·. de Aba.stecimento conhecimento prévio .acerca da quantidade de navios a serem contratados e periodicidade .. da contratação; QUE, ficou acertado que a comissão de brokeragem na ordem de 3% sobre o valor da contratação seria dividida da seguinte fprma: 40% para odeclarante, 20% para .. custos de emissão denota fiscal; 20% paraHENRYe20% para ocõnsul KONSTANTII'JOS
57802 HENRY HOYER DE CARVALHO PAULO ROBERTO COSTA Logistic- Planning financial distribution with HENRY HOYER DE CARV,i},LHOsabe ser um empresário do RJ que possui ume empresa · de telemarketing (não recordando O nome no momento), e o conheceu no ano de 2008, salvo ·.engilnoemumeventoonde estava presente ocõnsul da Grecia, KONSTANTINOS · KOTRONAKIS; QUE., acha possível que esse encontro tenha ocorrido naGrecia;QUE, com· · o tempo acabou desenvolvendo um vinculo. de amizade com HENRY, tendo o mesmo frequentado a sua reSidência e vice versa, o mesmo se aplicando a KONSTANTINOS KOTRONAKIS;QUE, KONSTANTINOS comentou acerca da necessidade de aumentar a participação de armadores gregos no processo de contratação de navios pela PETROBRAS; · QUE, o declarante· possuía. em face a sua· posição de Diretor·. de Aba.stecimento conhecimento prévio .acerca da quantidade de navios a serem contratados e periodicidade .. da contratação; QUE, ficou acertado que a comissão de brokeragem na ordem de 3% sobre o valor da contratação seria dividida da seguinte fprma: 40% para odeclarante, 20% para .. custos de emissão denota fiscal; 20% paraHENRYe20% para ocõnsul KONSTANTII'JOS
57801 KONSTANTINOS KONTRONAKISK PAULO ROBERTO COSTA Networking HENRY HOYER DE CARV,i},LHOsabe ser um empresário do RJ que possui ume empresa · de telemarketing (não recordando O nome no momento), e o conheceu no ano de 2008, salvo ·.engilnoemumeventoonde estava presente ocõnsul da Grecia, KONSTANTINOS · KOTRONAKIS; QUE., acha possível que esse encontro tenha ocorrido naGrecia;QUE, com· · o tempo acabou desenvolvendo um vinculo. de amizade com HENRY, tendo o mesmo frequentado a sua reSidência e vice versa, o mesmo se aplicando a KONSTANTINOS KOTRONAKIS;QUE, KONSTANTINOS comentou acerca da necessidade de aumentar a participação de armadores gregos no processo de contratação de navios pela PETROBRAS; · QUE, o declarante· possuía. em face a sua· posição de Diretor·. de Aba.stecimento conhecimento prévio .acerca da quantidade de navios a serem contratados e periodicidade .. da contratação; QUE, ficou acertado que a comissão de brokeragem na ordem de 3% sobre o valor da contratação seria dividida da seguinte fprma: 40% para odeclarante, 20% para .. custos de emissão denota fiscal; 20% paraHENRYe20% para ocõnsul KONSTANTII'JOS
57799 HENRY HOYER DE CARVALHO PAULO ROBERTO COSTA Networking HENRY HOYER DE CARV,i},LHOsabe ser um empresário do RJ que possui ume empresa · de telemarketing (não recordando O nome no momento), e o conheceu no ano de 2008, salvo ·.engilnoemumeventoonde estava presente ocõnsul da Grecia, KONSTANTINOS · KOTRONAKIS; QUE., acha possível que esse encontro tenha ocorrido naGrecia;QUE, com· · o tempo acabou desenvolvendo um vinculo. de amizade com HENRY, tendo o mesmo frequentado a sua reSidência e vice versa, o mesmo se aplicando a KONSTANTINOS KOTRONAKIS;QUE, KONSTANTINOS comentou acerca da necessidade de aumentar a participação de armadores gregos no processo de contratação de navios pela PETROBRAS; · QUE, o declarante· possuía. em face a sua· posição de Diretor·. de Aba.stecimento conhecimento prévio .acerca da quantidade de navios a serem contratados e periodicidade .. da contratação; QUE, ficou acertado que a comissão de brokeragem na ordem de 3% sobre o valor da contratação seria dividida da seguinte fprma: 40% para odeclarante, 20% para .. custos de emissão denota fiscal; 20% paraHENRYe20% para ocõnsul KONSTANTII'JOS
57785 REGIS FISCHNER PAULO ROBERTO COSTA Logistic - Had a business meeting with QUE a única vez que tratou do pagamento de vantagem indevida por parte dessa empresa foi numa reunião realizada em quarto do hotel CAESAR PARK no bairro de LEBLON ou IPANEMA, cujos detalhes constam no termo de declaração nO 4; QUE o contato regular dessa empresa era a pessoa de CLAUDIO LIMA; QUE estavam presentes nesta reunião do hotel os representantes da SKANSKA, CLAUDIO LIMA, da ALUSA, CESAR LUIZ DE GODOY PEREIRA, da TECHINT, RICARDO OURIQUE, podendo ter participado desta reunião outras empresas que não se recorda os nomes; QUE quem marcou a reunião foi o secretário REGIS FISHNER para solicitação de "ajuda" para o caixa da campanha de reeleição do governador SERGIO CABRAL; QUE cada empresa deu a sua "ajuda", sendo pago no total R$ 30 milhões de "ajuda"; QUE o CONSÓRCIO CONPAR deu R$ 15 milhões, sendo que o restante foi divido entre as outras empresas, estando entra estas a SKANKA, ALUSA e UTC, além de outras empresas que o declarante não lembra o nome; QUE CLAUDIO LIMA era muito próximo também de VALDEMAR DA COSTA NETO do PR, ex-deputado federal condenado no mensalão;
57779 CESAR LUIZ DE GODOY PEREIRA PAULO ROBERTO COSTA Logistic - Had a business meeting with QUE a única vez que tratou do pagamento de vantagem indevida por parte dessa empresa foi numa reunião realizada em quarto do hotel CAESAR PARK no bairro de LEBLON ou IPANEMA, cujos detalhes constam no termo de declaração nO 4; QUE o contato regular dessa empresa era a pessoa de CLAUDIO LIMA; QUE estavam presentes nesta reunião do hotel os representantes da SKANSKA, CLAUDIO LIMA, da ALUSA, CESAR LUIZ DE GODOY PEREIRA, da TECHINT, RICARDO OURIQUE, podendo ter participado desta reunião outras empresas que não se recorda os nomes; QUE quem marcou a reunião foi o secretário REGIS FISHNER para solicitação de "ajuda" para o caixa da campanha de reeleição do governador SERGIO CABRAL; QUE cada empresa deu a sua "ajuda", sendo pago no total R$ 30 milhões de "ajuda"; QUE o CONSÓRCIO CONPAR deu R$ 15 milhões, sendo que o restante foi divido entre as outras empresas, estando entra estas a SKANKA, ALUSA e UTC, além de outras empresas que o declarante não lembra o nome; QUE CLAUDIO LIMA era muito próximo também de VALDEMAR DA COSTA NETO do PR, ex-deputado federal condenado no mensalão;
57777 FIDENS PAULO ROBERTO COSTA Economic - Financial transactions to empresas menores para participarem dos certames, dentre elas SANTA BARBARA, MUL TITEC, FIDENS, TENASSE, ALUSA, EIT, JARAGUA, no sentido de quebrar um pouco o monop61iodas empreiteiras maiores, acrescentando que a participação de cada. uma se deu em segmentos em que elas de fato teriam capacidade de atuar; QUE,essasua iniciativa em desrespeito as regras do cartelocasionou uma reação das grandes empreiteiras, te.ndo sido procurado por alguns diretores e representantes que lhe disseram qúeiria"quebrariaa cara", .sendo que em alguns casos isso efetivamente ocorreu; pois essas empresas menores não conseguiram executar os contratos e acabaram falindo;; QUE, perguntado se essa iniciativa teria por objetivo aumentar as suas comissões, . afirma que não,na realidade estava um pouco cansado desse esquema e a única maneira de aCélbarcom:ele seria enfraquecendo o cartel ou saindo da diretoria; QUE, não obstante, acabou recebendo. comissões espontãneas por parte da ALUSA (dois milhões) e da FIDENS (200 mil reais); QUE, no caso da MPE, ao contrário das empresas anteriormentecitadas, tratava-se de um empreendimento de médio porte; sendo portanto esperado que ela . contribuísse c()m a verba destinada a fins políticos ao Partido Progressista
57776 ALUSA PAULO ROBERTO COSTA Economic - Financial transactions to empresas menores para participarem dos certames, dentre elas SANTA BARBARA, MUL TITEC, FIDENS, TENASSE, ALUSA, EIT, JARAGUA, no sentido de quebrar um pouco o monop61iodas empreiteiras maiores, acrescentando que a participação de cada. uma se deu em segmentos em que elas de fato teriam capacidade de atuar; QUE,essasua iniciativa em desrespeito as regras do cartelocasionou uma reação das grandes empreiteiras, te.ndo sido procurado por alguns diretores e representantes que lhe disseram qúeiria"quebrariaa cara", .sendo que em alguns casos isso efetivamente ocorreu; pois essas empresas menores não conseguiram executar os contratos e acabaram falindo;; QUE, perguntado se essa iniciativa teria por objetivo aumentar as suas comissões, . afirma que não,na realidade estava um pouco cansado desse esquema e a única maneira de aCélbarcom:ele seria enfraquecendo o cartel ou saindo da diretoria; QUE, não obstante, acabou recebendo. comissões espontãneas por parte da ALUSA (dois milhões) e da FIDENS (200 mil reais); QUE, no caso da MPE, ao contrário das empresas anteriormentecitadas, tratava-se de um empreendimento de médio porte; sendo portanto esperado que ela . contribuísse c()m a verba destinada a fins políticos ao Partido Progressista
57762 RENATOO ABREU PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to com relação a empresa MPE ENGENHARIAMONTAGENSE PROJETOS ESPECIAIS S/A diz ter sido procurado por volta doano de 2011 pelo presidente desta empresa denome RENATO ABREU, o qual pretendia participar de outrasobras ligadas aoCOMPERJ, sendo que essas tratativaS foram realizadas .junto aoescrit6riodo declarante na PETROBRAS; QUE, a MPE já estava cadastrada como apta 'á firmar contratos com a PETROBRAS, .sendo que o declarante apenas solicitou a comissão delicitaçãoque a incluísse. no rol de empresas convidada
57749 ANIBAL FERREIRA GOMES PAULO ROBERTO COSTA Logistic - Influence on "QUE, o Deputado Federal pelo Ceara ANIBAL GOMES lhe procurou por Volta doana.de 2009/2010 para tratar de um assunto relaeionadoa enipresa SERVENG CIVILSAN SA a qual pretendia participar de licitaçÕes da PETROBRAS, sendo o nome da mesma incluído. no rol de empresas habilitadas participar dos certames (convidada), tendo ela se sagrado vencedora em algumas licitaçÕes"
57710 MARCIO FARIA PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to "QUE, acerca do consorcio CONEST tem conhecimento de que era formado pelas empresas OAS e ODEBRECHT e que o mesmo foi contemplado com duas obras junto a refinaria de ABREU E LIMA (hidro tratamento de diesel e nafta e a unidade de destilação atmosférica), sendo os contratos no valor aproximado de 4,5 bilhões de reais; QUE, o valor inicial da comissão era de 45 milhões de reais todavia acabou sendo reduzido para 20 milhões de reais; QUE, essa redução foi comunicada em uma reunião onde estavam presentes PAULO ROBERTO COSTA, MARCIO FARIA, Presidente da ODEBRECHT OLEO E GAS, JOSE JANENE e JOAO GENU; QUE, a mencionada comissão fazia parte do repasse político ao PP acerca de todos os contratos da Diretoria de PAULO ROBERTO COSTA na PETROBRAS; QUE, na mencionada reunião, MARCIO FARIA explicou que a comissão fora reduzida mediante um acerto entre ele e PAULO ROBERTO COSTA, sendo que parte dos recursos anteriormente combinados teriam sido encaminhados ao Estado de Pemambuco a fim de que fossem resolvidos alguns problemas que poderiam prejudicar a obra e os repasses ao consorcio CONEST"
57707 MARCIO FARIA PAULO ROBERTO COSTA Logistic- Planning financial distribution with "QUE, acerca do consorcio CONEST tem conhecimento de que era formado pelas empresas OAS e ODEBRECHT e que o mesmo foi contemplado com duas obras junto a refinaria de ABREU E LIMA (hidro tratamento de diesel e nafta e a unidade de destilação atmosférica), sendo os contratos no valor aproximado de 4,5 bilhões de reais; QUE, o valor inicial da comissão era de 45 milhões de reais todavia acabou sendo reduzido para 20 milhões de reais; QUE, essa redução foi comunicada em uma reunião onde estavam presentes PAULO ROBERTO COSTA, MARCIO FARIA, Presidente da ODEBRECHT OLEO E GAS, JOSE JANENE e JOAO GENU; QUE, a mencionada comissão fazia parte do repasse político ao PP acerca de todos os contratos da Diretoria de PAULO ROBERTO COSTA na PETROBRAS; QUE, na mencionada reunião, MARCIO FARIA explicou que a comissão fora reduzida mediante um acerto entre ele e PAULO ROBERTO COSTA, sendo que parte dos recursos anteriormente combinados teriam sido encaminhados ao Estado de Pemambuco a fim de que fossem resolvidos alguns problemas que poderiam prejudicar a obra e os repasses ao consorcio CONEST"
57695 QUATTOR PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to "QUE, com relação a divisão dessa comissão, trinta por cento ficavam com PAULO ROBERTO COSTA e os setenta por cento restantes eram r. e dos da seguinte forma: cinco por cento para o declarante, cinco por cento para JOA GENU e sessenta por cento para JOSE JANENE"
57623 JOSE CARLOS COSTA MARQUES BUMLAI PAULO ROBERTO COSTA Logistic- Planning financial distribution with "QUE indagado acerca dos fatos mencionados no Anexo n. 16, afirma que a BRASKEM comprava e ainda compra diversos produtos da PETROBRÁS; QUE os produtos objetos de compra eram nafta, propeno, dentre outros; QUE para a cesta de produtos que a BRASKEM comprava há muito tempo, a PETROBRÁS praticava preços diferentes para o mercado interno e o internacional; QUE o preço da cesta no mercado internacional era bastante inferior ao praticado no mercado interno; QUE nesse sentido, com o intuito de se favorecer na aquisição de produtos da PETROBRÁS com preço inferior ao praticado no mercado interno, a BRASKEM, inicialmente por intermédio de ALEXANDRINO, funcionário do alto escalão de empresa, procurou JOSE JANENE, e este, por sua vez, juntamente com PAULO ROBERTO COSTA, negociaram que o valor da cesta fosse similar ao praticado no mercado internacional, em contrapartida ao pagamento de vantagem indevida pela BRASKEM anualmente, em média US$ 5 milhões de dólares, dos quais 30% eram destinados a PAULO ROBERTO COSTA e o restante ao PARTIDO PROGRESSISTA; QUE o presidente da BRASKEN, JOSÉ CARLOS, era quem posteriormente, ratificava os termos do acordo ilícito, batendo o martelo; QUE anualmente, o declarante se reunia com ALEXANDRINO, acompanhado também de JOSÉ JANENE enquanto este era vivo, PAULO ROBERTO COSTA e JOÃO GENU, ás vezes no Hotel HAYT ou TIVOL!, em São Paulo/SP; QUE nestas reuniões eram fixados os termos do acordo, estipulando-se quanto seria pago de vantagem indevida naquele. QUE posteriormente havia uma segunda reunião entre PAULO ROBERTO COSTA e o presidente da BRASKEM, JOSÉ CARLOS, para confirmar os termos do acordo ilícito; QUE essas reuniões iniciaram-se no ano de 2006 até o ano em que PAULO ROBERTO COSTA deixou a Diretoria de Abastecimento, em 2012."
57619 ALEXANDRINO DE SALLES RAMOS DE ALENCAR PAULO ROBERTO COSTA Logistic- Planning financial distribution with "QUE indagado acerca dos fatos mencionados no Anexo n. 16, afirma que a BRASKEM comprava e ainda compra diversos produtos da PETROBRÁS; QUE os produtos objetos de compra eram nafta, propeno, dentre outros; QUE para a cesta de produtos que a BRASKEM comprava há muito tempo, a PETROBRÁS praticava preços diferentes para o mercado interno e o internacional; QUE o preço da cesta no mercado internacional era bastante inferior ao praticado no mercado interno; QUE nesse sentido, com o intuito de se favorecer na aquisição de produtos da PETROBRÁS com preço inferior ao praticado no mercado interno, a BRASKEM, inicialmente por intermédio de ALEXANDRINO, funcionário do alto escalão de empresa, procurou JOSE JANENE, e este, por sua vez, juntamente com PAULO ROBERTO COSTA, negociaram que o valor da cesta fosse similar ao praticado no mercado internacional, em contrapartida ao pagamento de vantagem indevida pela BRASKEM anualmente, em média US$ 5 milhões de dólares, dos quais 30% eram destinados a PAULO ROBERTO COSTA e o restante ao PARTIDO PROGRESSISTA; QUE o presidente da BRASKEN, JOSÉ CARLOS, era quem posteriormente, ratificava os termos do acordo ilícito, batendo o martelo; QUE anualmente, o declarante se reunia com ALEXANDRINO, acompanhado também de JOSÉ JANENE enquanto este era vivo, PAULO ROBERTO COSTA e JOÃO GENU, ás vezes no Hotel HAYT ou TIVOL!, em São Paulo/SP; QUE nestas reuniões eram fixados os termos do acordo, estipulando-se quanto seria pago de vantagem indevida naquele"
57613 ALEXANDRINO DE SALLES RAMOS DE ALENCAR PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to "QUE indagado acerca dos fatos mencionados no Anexo n. 16, afirma que a BRASKEM comprava e ainda compra diversos produtos da PETROBRÁS; QUE os produtos objetos de compra eram nafta, propeno, dentre outros; QUE para a cesta de produtos que a BRASKEM comprava há muito tempo, a PETROBRÁS praticava preços diferentes para o mercado interno e o internacional; QUE o preço da cesta no mercado internacional era bastante inferior ao praticado no mercado interno; QUE nesse sentido, com o intuito de se favorecer na aquisição de produtos da PETROBRÁS com preço inferior ao praticado no mercado interno, a BRASKEM, inicialmente por intermédio de ALEXANDRINO, funcionário do alto escalão de empresa, procurou JOSE JANENE, e este, por sua vez, juntamente com PAULO ROBERTO COSTA, negociaram que o valor da cesta fosse similar ao praticado no mercado internacional, em contrapartida ao pagamento de vantagem indevida pela BRASKEM anualmente, em média US$ 5 milhões de dólares, dos quais 30% eram destinados a PAULO ROBERTO COSTA e o restante ao PARTIDO PROGRESSISTA; QUE o presidente da BRASKEN, JOSÉ CARLOS, era quem posteriormente, ratificava os termos do acordo ilícito, batendo o martelo; QUE anualmente, o declarante se reunia com ALEXANDRINO, acompanhado também de JOSÉ JANENE enquanto este era vivo, PAULO ROBERTO COSTA e JOÃO GENU, ás vezes no Hotel HAYT ou TIVOL!, em São Paulo/SP; QUE nestas reuniões eram fixados os termos do acordo, estipulando-se quanto seria pago de vantagem indevida naquele"
57595 HENRY HOYER DE CARVALHO PAULO ROBERTO COSTA Networking "QUE isso decorreu do fato de que após o falecimento de JOSE JANENE, as pessoas de NELSON MEUER, JOAO PIZZOLATI, MARIO NEGROMONTE e PEDRO CORREA passaram a se autofavorecer mediante a apropriação em seu próprio favor, a maior, dos valores recebidos do declarante, advindos da PETROBRAS, em detrimento de repasses aos demais membros da bancada do PP; QUE em face disso o grupo interno do PP formado por CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, BENEDITO DE LIRA, DUDU DA FONTE e AGNALDO RIBEIRO rebelou-se e assumiu a liderança do Partido Progressista; QUE neste momento ocorreu inclusive a troca da cadeira do Ministério das Cidades, saindo o Deputado MARIO NEGROMONTE e assumindo AGNALDO RIBEIRO; QUE nesta época foi solicitada por CIRO NOGUEIRA, que passou a liderar de fato (informalmente) o PP, uma reunião com PAULO ROBERTO COSTA, da qual participaram CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, DUDU DA. FONTE, AGNALDO RIBEIRO e PAULO ROBERTO COSTA; QUE soube desta reunião por intermédio de PAULO ROBERTO COSTA, a qual, segundo este, foi realizada no Rio de Janeiro/RJ, mas não sabe onde; QUE nesta reunião, a nova liderança informou a PAULO ROBERTO COSTA que os repasses da PETROBRAS deveriam a partir de então ser feitos diretamente á ARTHUR DE LIRA, líder formal do PP; QUE nessa oportunidade também foi solicitado a retirada do declarante da posição de operador do PP nos contratos da PETROBRAS; QUE tal pedido se deu em virtude da ligação muito grande que o declarante possuía com JANENE e com o grupo anterior; QUE PAULO ROBERTO COSTA solicitou à nova liderança do PP que ele próprio indicasse o novo operador; QUE então PAULO ROBERTO COSTA indicou HENRY HOYER DE CARVALHO;"
57587 CIRO NOGUEIRA PAULO ROBERTO COSTA Political - Benefit particular interest of "QUE isso decorreu do fato de que após o falecimento de JOSE JANENE, as pessoas de NELSON MEUER, JOAO PIZZOLATI, MARIO NEGROMONTE e PEDRO CORREA passaram a se autofavorecer mediante a apropriação em seu próprio favor, a maior, dos valores recebidos do declarante, advindos da PETROBRAS, em detrimento de repasses aos demais membros da bancada do PP; QUE em face disso o grupo interno do PP formado por CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, BENEDITO DE LIRA, DUDU DA FONTE e AGNALDO RIBEIRO rebelou-se e assumiu a liderança do Partido Progressista; QUE neste momento ocorreu inclusive a troca da cadeira do Ministério das Cidades, saindo o Deputado MARIO NEGROMONTE e assumindo AGNALDO RIBEIRO; QUE nesta época foi solicitada por CIRO NOGUEIRA, que passou a liderar de fato (informalmente) o PP, uma reunião com PAULO ROBERTO COSTA, da qual participaram CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, DUDU DA. FONTE, AGNALDO RIBEIRO e PAULO ROBERTO COSTA; QUE soube desta reunião por intermédio de PAULO ROBERTO COSTA, a qual, segundo este, foi realizada no Rio de Janeiro/RJ, mas não sabe onde; QUE nesta reunião, a nova liderança informou a PAULO ROBERTO COSTA que os repasses da PETROBRAS deveriam a partir de então ser feitos diretamente á ARTHUR DE LIRA, líder formal do PP; QUE nessa oportunidade também foi solicitado a retirada do declarante da posição de operador do PP nos contratos da PETROBRAS; QUE tal pedido se deu em virtude da ligação muito grande que o declarante possuía com JANENE e com o grupo anterior; QUE PAULO ROBERTO COSTA solicitou à nova liderança do PP que ele próprio indicasse o novo operador; QUE então PAULO ROBERTO COSTA indicou HENRY HOYER DE CARVALHO;"
57586 CIRO NOGUEIRA PAULO ROBERTO COSTA Political - Benefit particular interest of "QUE isso decorreu do fato de que após o falecimento de JOSE JANENE, as pessoas de NELSON MEUER, JOAO PIZZOLATI, MARIO NEGROMONTE e PEDRO CORREA passaram a se autofavorecer mediante a apropriação em seu próprio favor, a maior, dos valores recebidos do declarante, advindos da PETROBRAS, em detrimento de repasses aos demais membros da bancada do PP; QUE em face disso o grupo interno do PP formado por CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, BENEDITO DE LIRA, DUDU DA FONTE e AGNALDO RIBEIRO rebelou-se e assumiu a liderança do Partido Progressista; QUE neste momento ocorreu inclusive a troca da cadeira do Ministério das Cidades, saindo o Deputado MARIO NEGROMONTE e assumindo AGNALDO RIBEIRO; QUE nesta época foi solicitada por CIRO NOGUEIRA, que passou a liderar de fato (informalmente) o PP, uma reunião com PAULO ROBERTO COSTA, da qual participaram CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, DUDU DA. FONTE, AGNALDO RIBEIRO e PAULO ROBERTO COSTA; QUE soube desta reunião por intermédio de PAULO ROBERTO COSTA, a qual, segundo este, foi realizada no Rio de Janeiro/RJ, mas não sabe onde; QUE nesta reunião, a nova liderança informou a PAULO ROBERTO COSTA que os repasses da PETROBRAS deveriam a partir de então ser feitos diretamente á ARTHUR DE LIRA, líder formal do PP; QUE nessa oportunidade também foi solicitado a retirada do declarante da posição de operador do PP nos contratos da PETROBRAS; QUE tal pedido se deu em virtude da ligação muito grande que o declarante possuía com JANENE e com o grupo anterior; QUE PAULO ROBERTO COSTA solicitou à nova liderança do PP que ele próprio indicasse o novo operador; QUE então PAULO ROBERTO COSTA indicou HENRY HOYER DE CARVALHO;"
57585 CIRO NOGUEIRA PAULO ROBERTO COSTA Political - Benefit particular interest of "QUE isso decorreu do fato de que após o falecimento de JOSE JANENE, as pessoas de NELSON MEUER, JOAO PIZZOLATI, MARIO NEGROMONTE e PEDRO CORREA passaram a se autofavorecer mediante a apropriação em seu próprio favor, a maior, dos valores recebidos do declarante, advindos da PETROBRAS, em detrimento de repasses aos demais membros da bancada do PP; QUE em face disso o grupo interno do PP formado por CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, BENEDITO DE LIRA, DUDU DA FONTE e AGNALDO RIBEIRO rebelou-se e assumiu a liderança do Partido Progressista; QUE neste momento ocorreu inclusive a troca da cadeira do Ministério das Cidades, saindo o Deputado MARIO NEGROMONTE e assumindo AGNALDO RIBEIRO; QUE nesta época foi solicitada por CIRO NOGUEIRA, que passou a liderar de fato (informalmente) o PP, uma reunião com PAULO ROBERTO COSTA, da qual participaram CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, DUDU DA. FONTE, AGNALDO RIBEIRO e PAULO ROBERTO COSTA; QUE soube desta reunião por intermédio de PAULO ROBERTO COSTA, a qual, segundo este, foi realizada no Rio de Janeiro/RJ, mas não sabe onde; QUE nesta reunião, a nova liderança informou a PAULO ROBERTO COSTA que os repasses da PETROBRAS deveriam a partir de então ser feitos diretamente á ARTHUR DE LIRA, líder formal do PP; QUE nessa oportunidade também foi solicitado a retirada do declarante da posição de operador do PP nos contratos da PETROBRAS; QUE tal pedido se deu em virtude da ligação muito grande que o declarante possuía com JANENE e com o grupo anterior; QUE PAULO ROBERTO COSTA solicitou à nova liderança do PP que ele próprio indicasse o novo operador; QUE então PAULO ROBERTO COSTA indicou HENRY HOYER DE CARVALHO;"
57584 BENEDITO LIRA PAULO ROBERTO COSTA Political - Benefit particular interest of "QUE isso decorreu do fato de que após o falecimento de JOSE JANENE, as pessoas de NELSON MEUER, JOAO PIZZOLATI, MARIO NEGROMONTE e PEDRO CORREA passaram a se autofavorecer mediante a apropriação em seu próprio favor, a maior, dos valores recebidos do declarante, advindos da PETROBRAS, em detrimento de repasses aos demais membros da bancada do PP; QUE em face disso o grupo interno do PP formado por CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, BENEDITO DE LIRA, DUDU DA FONTE e AGNALDO RIBEIRO rebelou-se e assumiu a liderança do Partido Progressista; QUE neste momento ocorreu inclusive a troca da cadeira do Ministério das Cidades, saindo o Deputado MARIO NEGROMONTE e assumindo AGNALDO RIBEIRO; QUE nesta época foi solicitada por CIRO NOGUEIRA, que passou a liderar de fato (informalmente) o PP, uma reunião com PAULO ROBERTO COSTA, da qual participaram CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, DUDU DA. FONTE, AGNALDO RIBEIRO e PAULO ROBERTO COSTA; QUE soube desta reunião por intermédio de PAULO ROBERTO COSTA, a qual, segundo este, foi realizada no Rio de Janeiro/RJ, mas não sabe onde; QUE nesta reunião, a nova liderança informou a PAULO ROBERTO COSTA que os repasses da PETROBRAS deveriam a partir de então ser feitos diretamente á ARTHUR DE LIRA, líder formal do PP; QUE nessa oportunidade também foi solicitado a retirada do declarante da posição de operador do PP nos contratos da PETROBRAS; QUE tal pedido se deu em virtude da ligação muito grande que o declarante possuía com JANENE e com o grupo anterior; QUE PAULO ROBERTO COSTA solicitou à nova liderança do PP que ele próprio indicasse o novo operador; QUE então PAULO ROBERTO COSTA indicou HENRY HOYER DE CARVALHO;"
57583 CIRO NOGUEIRA PAULO ROBERTO COSTA Political - Benefit particular interest of "QUE isso decorreu do fato de que após o falecimento de JOSE JANENE, as pessoas de NELSON MEUER, JOAO PIZZOLATI, MARIO NEGROMONTE e PEDRO CORREA passaram a se autofavorecer mediante a apropriação em seu próprio favor, a maior, dos valores recebidos do declarante, advindos da PETROBRAS, em detrimento de repasses aos demais membros da bancada do PP; QUE em face disso o grupo interno do PP formado por CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, BENEDITO DE LIRA, DUDU DA FONTE e AGNALDO RIBEIRO rebelou-se e assumiu a liderança do Partido Progressista; QUE neste momento ocorreu inclusive a troca da cadeira do Ministério das Cidades, saindo o Deputado MARIO NEGROMONTE e assumindo AGNALDO RIBEIRO; QUE nesta época foi solicitada por CIRO NOGUEIRA, que passou a liderar de fato (informalmente) o PP, uma reunião com PAULO ROBERTO COSTA, da qual participaram CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, DUDU DA. FONTE, AGNALDO RIBEIRO e PAULO ROBERTO COSTA; QUE soube desta reunião por intermédio de PAULO ROBERTO COSTA, a qual, segundo este, foi realizada no Rio de Janeiro/RJ, mas não sabe onde; QUE nesta reunião, a nova liderança informou a PAULO ROBERTO COSTA que os repasses da PETROBRAS deveriam a partir de então ser feitos diretamente á ARTHUR DE LIRA, líder formal do PP; QUE nessa oportunidade também foi solicitado a retirada do declarante da posição de operador do PP nos contratos da PETROBRAS; QUE tal pedido se deu em virtude da ligação muito grande que o declarante possuía com JANENE e com o grupo anterior; QUE PAULO ROBERTO COSTA solicitou à nova liderança do PP que ele próprio indicasse o novo operador; QUE então PAULO ROBERTO COSTA indicou HENRY HOYER DE CARVALHO;"
57557 SAMSUNG HEAVY INDUSTRIES CO PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to "QUE indagado acerca dos fatos referentes ao Anexo n. 13, NAVIOS E SAMSUNG, afirma que PAULO ROBERTO COSTA intermediou o aluguel de um navio plataforma junto a área internacional da PETROBRAS, em contrato que foi formalizado entre a SAMSUNG e a PETROBRÁS, também com a participação da MITSUE, cujo representante no Brasil era JULIO CAMARGO; QUE para viabilizar a assinatura do contrato com a SAMSUNG, foi demandado que JULIO CAMARGO repassasse para o PMDB percentual que o declarante não sabe precisar, mas que se destinava a pagamento de vantagem indevida a integrantes do partido PMDB, notadamente o deputado federal EDUARDO CUNHA, bem como em favor de PAULO ROBERTO COSTA, à época Diretor de Abastecimento da PETROBRÁS; QUE para gerar tal valor, JULIO CAMARGO, agindo como broker em tal operação, inclusive respaldado em contrato firmado entre ele e a SAMSUNG, passou a repassar valores a FERNANDO SOARES, conhecido por FERNANDO BAIANO; QUE JULIO CAMARGO, enquanto broker, recebia comissionamento da SAMSUNG, em percentual que o declarante desconhece, mas a partir do qual passou a fazer frente aos pagamentos destinados a FERNANDO BAIANO; QUE FERNANDO SOARES representava o deputado EDUARDO CUNHA, do PMDB; QUE afirma que FERNANDO SOARES "representava" o PMDB no âmbito da PETROBRÁS, isto é, era o operador do PMDB tal qual o declarante era o operador do PP;"
57556 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to "QUE indagado acerca dos fatos referentes ao Anexo n. 13, NAVIOS E SAMSUNG, afirma que PAULO ROBERTO COSTA intermediou o aluguel de um navio plataforma junto a área internacional da PETROBRAS, em contrato que foi formalizado entre a SAMSUNG e a PETROBRÁS, também com a participação da MITSUE, cujo representante no Brasil era JULIO CAMARGO; QUE para viabilizar a assinatura do contrato com a SAMSUNG, foi demandado que JULIO CAMARGO repassasse para o PMDB percentual que o declarante não sabe precisar, mas que se destinava a pagamento de vantagem indevida a integrantes do partido PMDB, notadamente o deputado federal EDUARDO CUNHA, bem como em favor de PAULO ROBERTO COSTA, à época Diretor de Abastecimento da PETROBRÁS; QUE para gerar tal valor, JULIO CAMARGO, agindo como broker em tal operação, inclusive respaldado em contrato firmado entre ele e a SAMSUNG, passou a repassar valores a FERNANDO SOARES, conhecido por FERNANDO BAIANO; QUE JULIO CAMARGO, enquanto broker, recebia comissionamento da SAMSUNG, em percentual que o declarante desconhece, mas a partir do qual passou a fazer frente aos pagamentos destinados a FERNANDO BAIANO; QUE FERNANDO SOARES representava o deputado EDUARDO CUNHA, do PMDB; QUE afirma que FERNANDO SOARES "representava" o PMDB no âmbito da PETROBRÁS, isto é, era o operador do PMDB tal qual o declarante era o operador do PP;"
57521 ALBERTO YOUSEFF PAULO ROBERTO COSTA Logistic - being a subsidiary company of "QUE, em continuação às declarações prestadas, o presente termo tratará dos fatos mencionados no Anexo n. 07 sobre a atuação de JULIO CAMARGO para viabilizar o repasse de propinas por construtoras contratadas pela PETROBRAS; QUE afirma que junto à Diretoria de Serviços e Engenharia da PETROBRAS, JULIO CAMARGO desempenhava papel semelhante ao do declarante, isto é, JULIO CAMARGO era o operador do esquema criminoso perante aquela Diretoria, coordenada por RENATO DUQUE, sendo que o declarante era o operador do esquema criminoso perante a Diretoria de Abastecimento, coordenada por PAULO ROBERTO COSTA"
57461 LUIS FERNANDO RAMOS FARIA PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to V"QUE após isso a empresa de fato veio a ganhar uma licitação para a construção dos prédios administrativos do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro - COMPERJ; QUE certo tempo depois, após a assinatura do contrato, o declarante foi convidado pelo deputado LUIS FERNANDO para comparecer em seu apartamento no Hotel Fasano no Rio de Janeiro, acredita que ao final de 2010 ou início de 2011 , quando o deputado lhe entregou em espécie a quantia de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais); QUE o deputado LUIS FERNANDO informou ao declarante que referido valor era um agradecimento enviado pela empresa FIDENS pela sua contratação junto à Petrobrás; QUE não houve nenhuma facilidade oferecida à FIDENS para viabilizar sua contratação; QUE o único lobby exercido pelos deputados mencionados foi para que a mesma participasse dos convites feitos pela Petrobrás;"
57418 MARIO BELTRAO PAULO ROBERTO COSTA Networking "QUE, conheceu o senador HUMBERTO COSTA quando o mesmo era Ministro da Saúde do Governo Lula, quando este levouao Estado de Pernambuco uma fábrica petroquímica (pet), sendo que era de interesse da Petrobras essesegmemto; QUE, nainauguraçãoda fábrica ocorrida no ano de,2008 onde estava presente o Presidente Lula acabou conhecendo HUMBERTO COSTA; QUE, algum , tempo depois foi procurado pelo empresário MARIO BEL TRAO, atuante no ramo de guindastes e manutenção e conhecido d longa data do declarante, sendo também amigo do então Ministro HUMBEFUO COSTA;"" QUE; rio ano de 2010 MARIO BEL TRAO solicitou a quantia de H$ 1.000.000,00 (hum milhão de reais) para auxiliar na campanha d' HUMBERTO COSTA para O senado, sendo então o pedido repassado a ALBERTO~--' YOUSSEF para que fizesse a entrega, como ,de praxe; QUE, posteriormente MARIO BEL TRAOlhe confirmou que os recursos foram recebidos"
57395 ANIBAL FERREIRA GOMES PAULO ROBERTO COSTA Logistic- Planning financial distribution with "QUE, foi dito por ANIBAL que em sendo exitosa a negociação, ou seja, atendido o pleito dos práticos seria feito um pagamento pelo Escritório FERRA0 em favor dele, ANIBAL, sendo parte dos recursos destinados ao Senador RENAN e um valor na ordem de oitocentos mil reais para o declarante; QUE, acredita que todo esse processo em relação a reivindicação dos práticos não tenha tido qualquer ingerência politica, tendo o declarante apenas encaminhado a analise a área técnica, que concluiu pelo reajuste da tabela de praticagem; QUE, afirma nunca ter recebido nenhum valor quanto a esse tema, conforme prometido por ANIBAL GOMES, sendo as tratativas apenas verbais, não recordando o declarante se consignou alguma anotação em sua agenda"
57310 BERNARDO FREIBURGHAUS PAULO ROBERTO COSTA Economic - Open and controlling offshore accounts on behalf of "QUE a off-shore SYGNUS ASSETS S.A. foi aberta por BERNARDO e acredita que a mesma estava em nome do declarante, não sabendo especificar em qual país a mesma foi criada"
57249 FRANCISCO MATHEUS PAULO ROBERTO COSTA Economic - Open and controlling offshore accounts on behalf of "QUE não sabe qual o meio MATHEUS utilizou para constituir ou adquirir as offshore;"
57179 HUMBERTO PAULO ROBERTO COSTA Logistic - Serving as third party to Serving as third party Public - Petrobras functionary Paulo Roberto Costa "QUE o declarante também recebeu uma comissão da empresa SARGENT MARINE, que a mesma depositou no exterior, mas não se recorda nem o valor e nem em qual banco no exterior, visto que se tratam de fatos ocorridos por volta de 2008; QUE, disponibilizado ao declarante o documento apreendido em sua residência denominado ""Beto- Relatório Mensal"" - item 1 do auto de apreensão (Bidone 2), verifica que a comissão foi de U$ 800.000,00 (oitocentos mil dólares), recebida no banco suíço LOMBARD ODIER, e acrescenta que teria recebido este valor em conta em nome de seu genro HUMBERTO; QUE quanto à referência a BRUNO LUZ no mesmo documento, esclarece que se trata do filho de JORGE LUZ e que o auxilia em seus negócios."
57178 HUMBERTO PAULO ROBERTO COSTA Family - Being a family member of "QUE o declarante também recebeu uma comissão da empresa SARGENT MARINE, que a mesma depositou no exterior, mas não se recorda nem o valor e nem em qual banco no exterior, visto que se tratam de fatos ocorridos por volta de 2008; QUE, disponibilizado ao declarante o documento apreendido em sua residência denominado ""Beto- Relatório Mensal"" - item 1 do auto de apreensão (Bidone 2), verifica que a comissão foi de U$ 800.000,00 (oitocentos mil dólares), recebida no banco suíço LOMBARD ODIER, e acrescenta que teria recebido este valor em conta em nome de seu genro HUMBERTO; QUE quanto à referência a BRUNO LUZ no mesmo documento, esclarece que se trata do filho de JORGE LUZ e que o auxilia em seus negócios."
57176 SARGENT MARINE PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to "QUE o declarante também recebeu uma comissão da empresa SARGENT MARINE, que a mesma depositou no exterior, mas não se recorda nem o valor e nem em qual banco no exterior, visto que se tratam de fatos ocorridos por volta de 2008; QUE, disponibilizado ao declarante o documento apreendido em sua residência denominado ""Beto- Relatório Mensal"" - item 1 do auto de apreensão (Bidone 2), verifica que a comissão foi de U$ 800.000,00 (oitocentos mil dólares), recebida no banco suíço LOMBARD ODIER, e acrescenta que teria recebido este valor em conta em nome de seu genro HUMBERTO; QUE quanto à referência a BRUNO LUZ no mesmo documento, esclarece que se trata do filho de JORGE LUZ e que o auxilia em seus negócios."
57119 THE CLUBE PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to "em relação ao sistema de cartelização e comissionamento envolvendo a PETROBRAS (ANEXO 02) afirma que tal esquema iniciou-se com a pessoa de JOSE JANENE, ficando a cargo do declarante inicialmente realizar o recebimento junto aos empreiteiros; QUE, esta dínâmica teria iniciado ainda quanto o declarante estava preso, a partir da assunção de PAULO ROBERTO COSTA como Diretor de Abastecimento, quando ficou acertado que as empreiteiras que fossem contratadas pela PETROBRAS iriam pagar uma percentagem de 0,5 a 1,0% sobre o valor do contrato o qual seria destinado ao PP; QUE o repasse era via de regra no valor de 1,0% e apenas excepcionalmente menos do que isso; QUE, esse valor servia para pagar custos e impostos relacionados a emissão de notas sendo o restante direcionado ao declarante, a PAULO ROBERTO COSTA e ao Partido Progressista - PP, por intermédio do líder desta bancada, conforme determinação de JOSE JANENE; QUE na época o líder do PP eram os deputados PIZZOLATI ou MARIO NEGROMONTE; QUE, a regra era de que o dinheiro do PP seria entregue pelo próprio declarante ou por seus mandatários na residência de JANENE."
57112 ENGEVIX ENGENHARIA SA PAULO ROBERTO COSTA Economic - Simulating contracts with "QUE os pagamentos por meio de consultoria diretamente a PAULO ROBERTO COSTA , com intermediação do declarante, foram formalizados com as empreiteiras CAMARGO CORREIA e ENGEVIX; QUE as outras empreiteiras repassavam os valores para o declarante, que se responsabilizava pela distribuição dos valores. QUE indagado acerca dos valores dos contratos de consultoria intermediados pelO declarante com a CAMARGO CORREIA e ENGEVIX, sabe que o contrato com a CAMARGO CORREIA era de três milhões pagos em parcelas mensais de cem mil reais; QUE o contrato com a ENGEVIX alcançava o valor aproximadamente de R$ 730.000,00, pagos em parcelas mensais de R$ 30.000,00;"
57108 CONSORCIO NACIONAL CAMARGO CORREA ­-CNCC PAULO ROBERTO COSTA Economic - Simulating contracts with "QUE os pagamentos por meio de consultoria diretamente a PAULO ROBERTO COSTA , com intermediação do declarante, foram formalizados com as empreiteiras CAMARGO CORREIA e ENGEVIX; QUE as outras empreiteiras repassavam os valores para o declarante, que se responsabilizava pela distribuição dos valores. QUE indagado acerca dos valores dos contratos de consultoria intermediados pelO declarante com a CAMARGO CORREIA e ENGEVIX, sabe que o contrato com a CAMARGO CORREIA era de três milhões pagos em parcelas mensais de cem mil reais; QUE o contrato com a ENGEVIX alcançava o valor aproximadamente de R$ 730.000,00, pagos em parcelas mensais de R$ 30.000,00;"
57107 ALBERTO YOUSEFF PAULO ROBERTO COSTA Economic - Simulating contracts with "QUE com o saída de PAULO ROBERTO COSTA, o declarante afirma que algumas pagamentos continuaram de "obrigações" assumidas naquela época; QUE vários pagamentos continuaram a ser realizados com a sarda de PAULO ROBERTO COSTA; QUE os pagamentos posteriores foram divididos na proporção de 70% para PAULO ROBERTO COSTA, 15% para o declarante e 15 % para JOAO CLAUDIO GENU; QUE com a saída de PAULO ROBERTO fizeram um "acerto" das despesas ainda pendentes em relação a contratos da época em que o mesmo ocupava a diretoria de abastecimento; QUE os pagamentos via de regra eram feitos por meio de TED e o declarante repassava os valores por meio de entrega física de numerário para o PAULO ROBERTO COSTA e JOAO CLAUDIO GENU; QUE os pagamentos geralmente eram embasados em serviços que não eram prestados ou alguma fraude na medição de serviços. QUE esclarece que alguns pagamentos realizados para PAULO ROBERTO COSTA foram formalizados como contratos de consultoria firmados diretamente com o mesmo."
57105 PARTIDO PROGRESSISTA BRASILEIRO (PPB) PAULO ROBERTO COSTA Logistic - Influence on "QUE com relação ao processo que levou à destituição de PAULO ROBERTO COSTA da Diretoria de Abastecimento da PETROBRAS, o declarante acredita que tenha se dado em razão de disputas de poder dentro do próprio Partido Progressista, bem como também disputas políticas com outros partidos;"
57101 SERGIO GABRIELLI PAULO ROBERTO COSTA Logistic - Modification of an stablished contract with "QUE se recorda de uma situação em que havia uma determinada situação em que houve determinado processo relacionado à contratação de serviços de marketing para a Petrobras e que teria sido interrompido em razão de irregularidades; QUE numa dessas "atas paralelas" o declarante recebeu a incumbência de pagar essas despesas das participantes em razão de determinação direta de SERGIO GABRIELI, então presidente, que teria repassado a determinação ao então Diretor PAULO ROBERTO COSTA; QUE como o contrato foi interrompido, o declarante pagou o restante dos valores devidos, se recordando do pagamento ter sido feito a partir de algumas TED a partir da conta da empresa MO CONSULTORIA E LAUDOS ESTATlsTICOS;"
57086 ALBERTO YOUSEFF PAULO ROBERTO COSTA Logistic - Serving as intermediary of "QUE, diz que PAULO ROBERTO em determinada oportunidade também disse para o declarante "arrumar" dinheiro para a campanha de VALDIR RAUPP, tendo o declarante procurado a empresa QUEIROZ GALVAO, a qual fez uma doação oficial para a campanha do citado parlamentar, tendo descontado esse valor do que era devido ao PP; QUE, acerca desse esquema de financiamento político a partir de comissões sobre contratos da PETROBRAS, consigna espontaneamente que o governo federal (PT) tinha certamente conhecimento desse esquema;"
57063 JOAO CLAUDIO GENU PAULO ROBERTO COSTA Logistic - Serving as intermediary of QUE, acerca da distribuição dos valores a serem recebidos pelos partidos, afirma que de regra era de 1% sobre o valor dos contratos, sendo que em algumas hipóteses as empreiteiras buscavam negociar esse percentual de acordo com a margem de lucro ou o valor do contrato; QUE" as empreiteiras negociavam essa redução de valores junto a JANENE e o próprio declarante, sendo que a palavra final era dada por PAULO ROBERTO COSTA; QUE, o mesmo se aplicava no caso dos aditivos todavia, via de regra a comissão dos aditivos era maior do que 1%, podendo chegar ate 5%, sendo tais percentuais negociados nas reuniões anteriormente mencionadas das quais o declarante participava, juntamente com JANENE e PAULO ROBERTO COSTA; QUE, tais valores eram pagos pelas próprias empreiteiras sendo que inicialmente JANENE indicava ao declarante quem o mesmo deveria procurar junto as empresas; QUE, esclarece que eventualmente o valor da comissão sofria uma dedução de impostos, todavia a regra era de que o comissionamento fosse feito com base no valor bruto; QUE, esses valores eram pagos tanto em espécie como por meio de emissão de notas com base em contratos fictícios de prestação de serviços, existindo empresas que preferiam realizar os depósitos no exterior, como no caso da ODEBRECHT, por exemplo; QUE, acerca dos controles desses pagamentos, afirma que era feito inicialmente por JANENE ate o ano de 2010, sendo que dali por diante isso passou a ser feito pelo declarante, por JOAO CLAUDIO GENU e PAULO ROBERTO;
57062 CONSTRUTORA NORBERTO ODEBRECHT PAULO ROBERTO COSTA Economic - Simulating contracts with QUE, acerca da distribuição dos valores a serem recebidos pelos partidos, afirma que de regra era de 1% sobre o valor dos contratos, sendo que em algumas hipóteses as empreiteiras buscavam negociar esse percentual de acordo com a margem de lucro ou o valor do contrato; QUE" as empreiteiras negociavam essa redução de valores junto a JANENE e o próprio declarante, sendo que a palavra final era dada por PAULO ROBERTO COSTA; QUE, o mesmo se aplicava no caso dos aditivos todavia, via de regra a comissão dos aditivos era maior do que 1%, podendo chegar ate 5%, sendo tais percentuais negociados nas reuniões anteriormente mencionadas das quais o declarante participava, juntamente com JANENE e PAULO ROBERTO COSTA; QUE, tais valores eram pagos pelas próprias empreiteiras sendo que inicialmente JANENE indicava ao declarante quem o mesmo deveria procurar junto as empresas; QUE, esclarece que eventualmente o valor da comissão sofria uma dedução de impostos, todavia a regra era de que o comissionamento fosse feito com base no valor bruto; QUE, esses valores eram pagos tanto em espécie como por meio de emissão de notas com base em contratos fictícios de prestação de serviços, existindo empresas que preferiam realizar os depósitos no exterior, como no caso da ODEBRECHT, por exemplo; QUE, acerca dos controles desses pagamentos, afirma que era feito inicialmente por JANENE ate o ano de 2010, sendo que dali por diante isso passou a ser feito pelo declarante, por JOAO CLAUDIO GENU e PAULO ROBERTO;
57058 X PAULO ROBERTO COSTA Logistic- Planning financial distribution with QUE, acerca da distribuição dos valores a serem recebidos pelos partidos, afirma que de regra era de 1% sobre o valor dos contratos, sendo que em algumas hipóteses as empreiteiras buscavam negociar esse percentual de acordo com a margem de lucro ou o valor do contrato; QUE" as empreiteiras negociavam essa redução de valores junto a JANENE e o próprio declarante, sendo que a palavra final era dada por PAULO ROBERTO COSTA; QUE, o mesmo se aplicava no caso dos aditivos todavia, via de regra a comissão dos aditivos era maior do que 1%, podendo chegar ate 5%, sendo tais percentuais negociados nas reuniões anteriormente mencionadas das quais o declarante participava, juntamente com JANENE e PAULO ROBERTO COSTA; QUE, tais valores eram pagos pelas próprias empreiteiras sendo que inicialmente JANENE indicava ao declarante quem o mesmo deveria procurar junto as empresas; QUE, esclarece que eventualmente o valor da comissão sofria uma dedução de impostos, todavia a regra era de que o comissionamento fosse feito com base no valor bruto; QUE, esses valores eram pagos tanto em espécie como por meio de emissão de notas com base em contratos fictícios de prestação de serviços, existindo empresas que preferiam realizar os depósitos no exterior, como no caso da ODEBRECHT, por exemplo; QUE, acerca dos controles desses pagamentos, afirma que era feito inicialmente por JANENE ate o ano de 2010, sendo que dali por diante isso passou a ser feito pelo declarante, por JOAO CLAUDIO GENU e PAULO ROBERTO;
57054 EDSON LOBAO PAULO ROBERTO COSTA Political - Providing political favors to "QUE, com relação ao suporte político de PAULO ROBERTO COSTA, aponta que por volta do ano de 2005/2006 PAULO ROBERTO ficou doente e houve um movimento político,bem como por parte de alguns funcionários da própria PETROBRAS a fim de destitui-lo do cargo; QUE, para que isso não ocorresse, entrou em cena a bancada do senado do PMDB, podendo citar os senadores VALDIR RAUPP, RENAN CALHEIROS, ROMERO JUCA, bem como o Ministro EDSON LOBAO, sendo que a partir de então o PMDB passou a receber uma parcela das comissões relativas aos contratos da PETROBRAS, cabendo a FERNANDO SOARES fazer as transferências financeiras implementadas pelo declarante no que tange aos valores devidos ao PMDB, limitando-se o declarante aos recursos do PP;"
57052 ROMERO JUCA PAULO ROBERTO COSTA Political - Providing political favors to "QUE, com relação ao suporte político de PAULO ROBERTO COSTA, aponta que por volta do ano de 2005/2006 PAULO ROBERTO ficou doente e houve um movimento político,bem como por parte de alguns funcionários da própria PETROBRAS a fim de destitui-lo do cargo; QUE, para que isso não ocorresse, entrou em cena a bancada do senado do PMDB, podendo citar os senadores VALDIR RAUPP, RENAN CALHEIROS, ROMERO JUCA, bem como o Ministro EDSON LOBAO, sendo que a partir de então o PMDB passou a receber uma parcela das comissões relativas aos contratos da PETROBRAS, cabendo a FERNANDO SOARES fazer as transferências financeiras implementadas pelo declarante no que tange aos valores devidos ao PMDB, limitando-se o declarante aos recursos do PP;"
57050 RENAN CALHEIROS PAULO ROBERTO COSTA Political - Providing political favors to "QUE, com relação ao suporte político de PAULO ROBERTO COSTA, aponta que por volta do ano de 2005/2006 PAULO ROBERTO ficou doente e houve um movimento político,bem como por parte de alguns funcionários da própria PETROBRAS a fim de destitui-lo do cargo; QUE, para que isso não ocorresse, entrou em cena a bancada do senado do PMDB, podendo citar os senadores VALDIR RAUPP, RENAN CALHEIROS, ROMERO JUCA, bem como o Ministro EDSON LOBAO, sendo que a partir de então o PMDB passou a receber uma parcela das comissões relativas aos contratos da PETROBRAS, cabendo a FERNANDO SOARES fazer as transferências financeiras implementadas pelo declarante no que tange aos valores devidos ao PMDB, limitando-se o declarante aos recursos do PP;"
57048 VALDIR RAUPP PAULO ROBERTO COSTA Political - Providing political favors to "QUE, com relação ao suporte político de PAULO ROBERTO COSTA, aponta que por volta do ano de 2005/2006 PAULO ROBERTO ficou doente e houve um movimento político,bem como por parte de alguns funcionários da própria PETROBRAS a fim de destitui-lo do cargo; QUE, para que isso não ocorresse, entrou em cena a bancada do senado do PMDB, podendo citar os senadores VALDIR RAUPP, RENAN CALHEIROS, ROMERO JUCA, bem como o Ministro EDSON LOBAO, sendo que a partir de então o PMDB passou a receber uma parcela das comissões relativas aos contratos da PETROBRAS, cabendo a FERNANDO SOARES fazer as transferências financeiras implementadas pelo declarante no que tange aos valores devidos ao PMDB, limitando-se o declarante aos recursos do PP;"
56987 JOSE JANENE PAULO ROBERTO COSTA Logistic- Planning financial distribution with "QUE, Youssef diz ter se reunido por diversas vezes com empreiteiras, PAULO ROBERTO e JANENE em hotéis no Rio de Janeiro e São Paulo, bem assim na residência de JANENE no bairro Itaim, em São Paulo; QUE, nessas reuniões recorda-se de ter presenciado alguns diretores de empreiteiras fazendo comentários acerca de listas de empresas que deveriam ser contratadas havendo algumas reclamações dirigidas a PAULO ROBERTO de que por vezes a ordem de contratação não estava sendo respeitada; QUE, essas reunioes eram periódicas de duas a três vezes ao mês; QUE, segundo teve conhecimento, as grandes empreiteiras reuniam-se para definir os ganhadores das licitações junto a PETROBRAS, deliberando também o que seria reservado as empresas menores; QUE, questionado acerca do envolvimento de dos dirigentes das empresas nesse esquema, diz acreditar que não apenas os diretores mas os donos tinham ciência do esquema, o mesmo se aplicando aos acionistas majoritários; QUE, dentre as grandes empreiteiras que participavam do esquema anteriormente mencionado, cita: OAS, GALVAO ENGENHARIA, ENGEVIX, lESA, CAMARGO CORREA, UTC, ODEBRECHT, MENDES JUNIOR, SETAL, MITSUI TOYO, SKANKAS, QUEIROZ GALVAO, ANDRADE GUTIERREZ, TOME ENGENHARIA; QUE, dentre as empresas de médio porte, destaca: JARAGUA EQUIPAMENTOS, CONSTRUCAP, ENGESA, DELTA, TOSHIBA, dentre outras que não recorda no momento; QUE, a pauta das reunioes das quais participou era relativa a contratos e comissões a serem pagas; QUE, deseja esclarecer que as comissoes eram obrigatórias, ou seja, as empresas que não pagassem sofriam retaliações, podendo citar o caso da empresa DELTA."
56986 ALBERTO YOUSEFF PAULO ROBERTO COSTA Logistic - Serving as intermediary of "QUE, Youssef diz ter se reunido por diversas vezes com empreiteiras, PAULO ROBERTO e JANENE em hotéis no Rio de Janeiro e São Paulo, bem assim na residência de JANENE no bairro Itaim, em São Paulo; QUE, nessas reuniões recorda-se de ter presenciado alguns diretores de empreiteiras fazendo comentários acerca de listas de empresas que deveriam ser contratadas havendo algumas reclamações dirigidas a PAULO ROBERTO de que por vezes a ordem de contratação não estava sendo respeitada; QUE, essas reunioes eram periódicas de duas a três vezes ao mês; QUE, segundo teve conhecimento, as grandes empreiteiras reuniam-se para definir os ganhadores das licitações junto a PETROBRAS, deliberando também o que seria reservado as empresas menores; QUE, questionado acerca do envolvimento de dos dirigentes das empresas nesse esquema, diz acreditar que não apenas os diretores mas os donos tinham ciência do esquema, o mesmo se aplicando aos acionistas majoritários; QUE, dentre as grandes empreiteiras que participavam do esquema anteriormente mencionado, cita: OAS, GALVAO ENGENHARIA, ENGEVIX, lESA, CAMARGO CORREA, UTC, ODEBRECHT, MENDES JUNIOR, SETAL, MITSUI TOYO, SKANKAS, QUEIROZ GALVAO, ANDRADE GUTIERREZ, TOME ENGENHARIA; QUE, dentre as empresas de médio porte, destaca: JARAGUA EQUIPAMENTOS, CONSTRUCAP, ENGESA, DELTA, TOSHIBA, dentre outras que não recorda no momento; QUE, a pauta das reunioes das quais participou era relativa a contratos e comissões a serem pagas; QUE, deseja esclarecer que as comissoes eram obrigatórias, ou seja, as empresas que não pagassem sofriam retaliações, podendo citar o caso da empresa DELTA. "
56982 PEDRO HENRY PAULO ROBERTO COSTA Political - Providing political favors to QUE, questionado como se deu o ingresso de PAULO ROBERTO COSTA na Diretoria de Abastecimento da PETROBRAS, afirma que soube por JANENE que esta seria uma manobra política engendrada por JOSE JANENE em parceria com os deputados PEDRO CORREA e PEDRO HENRY do PP, sendo que a fim de pressionar o governo o PP inclusive promoveu o trancamento da pauta juntamente com outros partidos aliados. QUE, pelo que sabe a nomeação de PAULO ROBERTO COSTA teve ligação com a competência técnica co mesmo, juntamente com a disposição deste em promover o esquema de contratação de empreiteiras dispostas a contribuir para o partido
56980 PEDRO DA SILVA CORREA PAULO ROBERTO COSTA Political - Providing political favors to QUE, questionado como se deu o ingresso de PAULO ROBERTO COSTA na Diretoria de Abastecimento da PETROBRAS, afirma que soube por JANENE que esta seria uma manobra política engendrada por JOSE JANENE em parceria com os deputados PEDRO CORREA e PEDRO HENRY do PP, sendo que a fim de pressionar o governo o PP inclusive promoveu o trancamento da pauta juntamente com outros partidos aliados. QUE, pelo que sabe a nomeação de PAULO ROBERTO COSTA teve ligação com a competência técnica co mesmo, juntamente com a disposição deste em promover o esquema de contratação de empreiteiras dispostas a contribuir para o partido
56978 JOSE JANENE PAULO ROBERTO COSTA Political - Providing political favors to QUE, questionado como se deu o ingresso de PAULO ROBERTO COSTA na Diretoria de Abastecimento da PETROBRAS, afirma que soube por JANENE que esta seria uma manobra política engendrada por JOSE JANENE em parceria com os deputados PEDRO CORREA e PEDRO HENRY do PP, sendo que a fim de pressionar o governo o PP inclusive promoveu o trancamento da pauta juntamente com outros partidos aliados. QUE, pelo que sabe a nomeação de PAULO ROBERTO COSTA teve ligação com a competência técnica co mesmo, juntamente com a disposição deste em promover o esquema de contratação de empreiteiras dispostas a contribuir para o partido
56976 ALBERTO YOUSEFF PAULO ROBERTO COSTA Logistic - Serving as intermediary of "QUE, no ano de 2005, PAULO ROBERTO já atuava junto a Diretoria da PETROBRAS, cabendo ao declarante realizar coleta de valores e pagamentos a mando de JANENE em troca de comissões, inclusive a fim de reaver os recursos que havia emprestado a JANENE; QUE, PAULO ROBERTO foi nomeado como diretor no ano de 2004, acreditando o declarante que no período em que esteve preso algum outro operador financeiro realizou o trabalho que posteriormente foi atribuído ao declarante; QUE, esses valores com os quais o declarante lidava se tratavam de pagamentos feitos por empreiteiras contratadas pela PETROBRAS. "
56958 JOSE JANENE PAULO ROBERTO COSTA Economic - Financial transactions to Alberto Youssef recorda-se de ter feito no ano de 2003 um pagamento a PAULO ROBERTO COSTA em um shopping no valor aproximado de trezentos mil dolares por conta de um contrato entre a TBG e a MITSUI/CAMARGO CORREA, a mando de JOSE JANENE;
56957 ALBERTO YOUSEFF PAULO ROBERTO COSTA Economic - Financial transactions to Alberto Youssef recorda-se de ter feito no ano de 2003 um pagamento a PAULO ROBERTO COSTA em um shopping no valor aproximado de trezentos mil dolares por conta de um contrato entre a TBG e a MITSUI/CAMARGO CORREA, a mando de JOSE JANENE;
56956 JOSE JANENE PAULO ROBERTO COSTA Networking Que, antes de ser preso, Alberto Yossef, apresentou a JOSE JANENE os dirigentes da empresa BONUS BANVAL, com a qual ele passou a operar.
50775 LUIZ INACIO LULA DA SILVA PAULO ROBERTO COSTA Political - Nominate for public office i) LULA atuou diretamente na nomeação e na manutenção de PAULO ROBERTO COSTA, RENATO DUQUE, NESTOR CERVERÓ, e JORGE ZELADA nas Diretorias de Abastecimento, Serviços e Internacional da Petrobras, com ciência acerca do uso dos cargos para a arrecadação, junto a empresários com contratos públicos, de propinas para distribuição a agentes e partidos políticos;
47747 SERGIO CUNHA MENDES PAULO ROBERTO COSTA Economic - Being business partners with SÉRGIO CUNHA MENDES: As Executive Vice-President of Mendes Júnior Trading and Engenharia S.A., he is subordinate only to President Jesus Murilo Vale Mendes, exercising institutional representation with PETROBRAS, being one of the few shareholders that operates within the company. It was the direct contact of PAULO ROBERTO COSTA and, in the first instance, of ALBERTO YOUSSEF, placing himself as one of the persons responsible for offering and promising undue advantages to PAULO ROBERTO COSTA himself and to other employees of PETROBRAS for the execution of contracts with The State, including subscribing to the formalization of some of them, and also responsible for the operationalization of the laundering of the respective values. Source: http://d1ao0r2iuz522v.cloudfront.net/eee2a75c72302ec6f0e9c9de989cc6e2.pdf
47673 JOAO CLAUDIO GENU PAULO ROBERTO COSTA Logistic - Serving as third party to  Ressalvou Alberto Youssef que João Cláudio de Carvalho Genu teria recebido dinheiro tanto como beneficiário direto, como também para entregar ao então Diretor de Abastecimento da Petrobrás, Paulo Roberto Costa:
47656 JOSE ADELMARIO PINHEIRO FILHO PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to On August 05, 2015, a sentence of 508337605.2014.4.04.7000 was issued, proving the payment of bribes to the Director of Petrobrás Paulo Roberto Costa as a result of contracts entered into between Construtora OAS, in consortium with other contractors, and Petrobras for works in the Presidente Getúlio Vargas REPAR Refinery and in the Refinery of the Nordeste Abreu and Lima RNEST. José Adelmário Pinheiro Filho was convicted of crimes of corruption, money laundering and pertinence to the criminal organization to sixteen years and four months of imprisonment.
47350 ROGÉRIO SANTOS DE ARAÚJO PAULO ROBERTO COSTA Economic - Financial transactions to Paulo Roberto Costa, Supply Director of Petrobrás and beneficiary of the bribes paid by Odebrecht, stated that he dealt with both Márcio Faria da Silva and Rogério Santos de Araújo regarding receiving bribes;
47349 MARCIO FARIA PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to Paulo Roberto Costa, Supply Director of Petrobrás and beneficiary of the bribes paid by Odebrecht, stated that he dealt with both Márcio Faria da Silva and Rogério Santos de Araújo regarding receiving bribes;
47338 CONSTRUCTORA INTERNATIONAL DEL SUR PAULO ROBERTO COSTA Economic - Financial transactions to Of the Constructora Internacional Del Sur account, total USD 1,118,023.00 transferred to Paulo Roberto Costa (Quinus Services), total USD 1,020,672.00 transferred to Pedro José Barusco Filho (Pexo Corporation) and a total of USD 875,432.00 Transferred to Renato de Souza Duque (Milzart Overseas);
47163 BRASKEM PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to The denunciation would also cover the payment of bribes to the then Petrobrás Supply Director Paulo Roberto Costa in Petrobras 'supply contract for Petrobras' Nafta to Braskem, a company controlled by Odebrecht, including a charge lower than the international sales price, Of the bribe, of five million dollars per year of contract duration.
47151 CONSORCIO PIPE RACK PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to In the Petrobras contract with the Pipe Rack Consortium (Odebrecht, Utc Engeharia and Mendes Júnior) for the execution of the EPC of PIPE Rack in the Rio de Janeiro Petrochemical Complex COMPERJ, in the amount of 3% of the total contract value for Petrobras' Directorate of Supply and in the Services Directorate;
46908 CONSORCIO INTERPAR PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to The contracting and execution of the service involved the offer of an undue advantage of 2% over the contract value and of the additives to Petrobras' Services and Engineering Directorate, specifically Renato Duque and Pedro Barusco, in the amount of R $ 56,437. 448.75. Also offered an undue advantage of 1% on the value of the contract and additives to the Supply Directorate, specifically to Paulo Roberto Costa, in the amount of R $ 28,218,774.37. The contract still suffered at least ten additives that imply price increase by R $ 569,166,904.05
46857 FERNANDO SOARES AKA FERNANDO BAIANO PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to Fernando Baiano sobornó a Paulo Roberto Costa con dinero que provenía de la compra de Refinaria de Passadena. También hubo soborno con algunos contratos de Andrade Gutierrez. El dinero de esos sobornos era depositado en cuantas en el exterior. No se especifíca país.
46813 ALBERTO YOUSEFF PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to "Alberto:Na verdade eu transformei isso em reais, o Leonardo Meirelles comprou esses dólares de mim, eu peguei os reais, mandei a parte do doutor Paulo Roberto e o restante foi para o partido."
46809 RICARDO RIBEIRO PESSOA PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to "Juiz Federal:O Paulo Roberto Costa recebia? Ricardo:Eu tinha informação que sim, embora nunca tenha dado pessoalmente a ele, mas participei de reuniões com ele e o deputado José Janene onde ele estava presente e onde eu estava sendo cobrado pelo Deputado. Juiz Federal:Na diretoria de serviços, o senhor Renato de Souza Duque recebia? Ricardo:Mandava que o Barusco me procurasse e o próprio Renato Duque me enviava para o senhor João Vaccari."
46791 RICARDO RIBEIRO PESSOA PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to "decorrência do esquema criminoso, os dirigentes do Consórcio e das empresas componentes, entre eles Ricardo Ribeiro Pessoa, Presidente da UTC Engenharia, teriam destinado pelo menos cerca de 1% sobre o valor do contrato e dos aditivos à Diretoria de Abastecimento da Petrobrás, destes valores sendo destinada parte exclusivamente a Paulo Roberto Costa."
46782 EDUARDO HERMELINO LEITE PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to "Dalton dos Santos Avancini, Diretor Presidente da Camargo Correa Construções e Participações S/A, a João Ricardo Auler, Presidente do Conselho de Administração da Camargo Correa Construções e Participações S/A, e a Eduardo Hermelino Leite, vulgo Leitoso, Diretor VicePresidente da Camargo Correa Construções e Participações S/A, são imputados os crimes de corrupção ativa de Paulo Roberto Costa, de lavagem de dinheiro e de uso de documento falso. Pág. 5"
46783 EDUARDO HERMELINO LEITE PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to "Dalton dos Santos Avancini, Diretor Presidente da Camargo Correa Construções e Participações S/A, a João Ricardo Auler, Presidente do Conselho de Administração da Camargo Correa Construções e Participações S/A, e a Eduardo Hermelino Leite, vulgo Leitoso, Diretor VicePresidente da Camargo Correa Construções e Participações S/A, são imputados os crimes de corrupção ativa de Paulo Roberto Costa, de lavagem de dinheiro e de uso de documento falso. Pág. 5"
46778 JOAO RICARDO AULER PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to "Dalton dos Santos Avancini, Diretor Presidente da Camargo Correa Construções e Participações S/A, a João Ricardo Auler, Presidente do Conselho de Administração da Camargo Correa Construções e Participações S/A, e a Eduardo Hermelino Leite, vulgo Leitoso, Diretor VicePresidente da Camargo Correa Construções e Participações S/A, são imputados os crimes de corrupção ativa de Paulo Roberto Costa, de lavagem de dinheiro e de uso de documento falso. Pág. 5"
46776 DALTON DOS SANTOS AVANCINI PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to "Dalton dos Santos Avancini, Diretor Presidente da Camargo Correa Construções e Participações S/A, a João Ricardo Auler, Presidente do Conselho de Administração da Camargo Correa Construções e Participações S/A, e a Eduardo Hermelino Leite, vulgo Leitoso, Diretor VicePresidente da Camargo Correa Construções e Participações S/A, são imputados os crimes de corrupção ativa de Paulo Roberto Costa, de lavagem de dinheiro e de uso de documento falso. Pág. 5"
46774 MARCIO BONILHO PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to A Márcio Bonilho, dirigente das empresas Sanko, e a Alberto Youssef, operador dos pagamentos, o crime de corrupção ativa de Paulo Roberto Costa. Pág. 6
46740 CONSORCIO CMMS PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to """Augusto:­Acredito que não. Diferente da REPAR, aonde os pagamentos todos saíram da SETEC, na REPLAN acredito que a maioria dos pagamentos devem ter saído do próprio consórcio, eu digo a maioria porque, certamente a maioria sim, e foram orientados por mim."""" P. 53"
46739 SETEC TECNOLOGIA S/A PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to """Augusto:­ No caso da REPAR nós éramos, a Setal era a líder, e a SETEC ficou encarregada de fazer esses pagamentos"" P. 51"
46697 CONSTRUTORA NORBERTO ODEBRECHT PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to EL dinero de los sobornos de Odebrecht hacia Paulo Roberto Costa eran transferidos a este último a cuentas en Suiza. Source: Distribuição por dependência aos autos no 5006617-29.2016.4.04.7000/PR Ref. Inquérito Policial no 5006597-38.2016.4.04.7000 https://drive.google.com/drive/u/0/folders/0B5W5S1255DE6d3dZYlI2MmpOSG8
46691 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to El Director de ingeniería, el Director de abastecimiento, y el director del área internacional, recibían sobornos hechos a través de las empresas off shore MO consultoría, GFD y Empreiteira Rigidez. El encargado de realizar varios de estos pagos a través de las empresas era Julio Gerin de Almeida Camargo. 
46689 LUIZ ROBERTO PEREIRA PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to Gerson de Mello Almada, Vicepresidente de Engevix, Carlos Eduardo Strauch Albero, Newton Prado Júnior y Luiz Roberto Pereira, los últimos tres Directores de Engevix, tienen imputados los crímenes de soborno de Paulo Roberto Costa y lavado de dinero. 
46686 NEWTON PRADO JUNIOR PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to Gerson de Mello Almada, Vicepresidente de Engevix, Carlos Eduardo Strauch Albero, Newton Prado Júnior y Luiz Roberto Pereira, los últimos tres Directores de Engevix, tienen imputados los crímenes de soborno de Paulo Roberto Costa y lavado de dinero. 
46683 CARLOS EDUARDO STRAUCH ALBERO PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to Gerson de Mello Almada, Vicepresidente de Engevix, Carlos Eduardo Strauch Albero, Newton Prado Júnior y Luiz Roberto Pereira, los últimos tres Directores de Engevix, tienen imputados los crímenes de soborno de Paulo Roberto Costa y lavado de dinero. 
46680 GERSON DE MELLO ALMADA PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to Gerson de Mello Almada, Vicepresidente de Engevix, Carlos Eduardo Strauch Albero, Newton Prado Júnior y Luiz Roberto Pereira, los últimos tres Directores de Engevix, tienen imputados los crímenes de soborno de Paulo Roberto Costa y lavado de dinero. A Gerson de Mello Almada se le ha registrado el delito de uso de documentos falsos.
46677 ENGEVIX ENGENHARIA SA PAULO ROBERTO COSTA Economic - Money laundering through Existían contratos de servicios ficticios entre Engevix y Costa  Global  Consultoria  Ltda, propiedad de Paulo Roberto Costa, para la recepción de los valores impropios directamente, sin la intermediación de Alberto Youssef.
46656 SETAL OLEO E GAS S/A PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to No seguinte trecho, Augusto Mendonça informa como a Setal Oleo e Gas S/A (SOG) pagou as vantagens indevidas para Paulo Roberto Costa, especificamente com a intermediação de Alberto Youssef e a utilização das empresas de fachada como a MO Consultoria e Empreiteira Rigidez. http://lavajato.mpf.mp.br/atuacao-na-1a-instancia/denuncias-do-mpf/documentos/Sentena508336051.2014.404.7000.pdf   Pág. 30
46625 THE CLUBE PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to Para permitir o funcionamento do cartel, as empreiteiras corromperam diversos empregados do alto escalão da Petrobras, entre eles o exDiretor Paulo Roberto Costa, pagando percentual sobre o contrato. http://lavajato.mpf.mp.br/atuacao-na-1a-instancia/denuncias-do-mpf/documentos/Sentena508336051.2014.404.7000.pdf Pág 3
46602 OAS LTDA PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to "Temse, portanto, uma extensa prova material e independente decorrente principalmente de quebras de sigilo bancário e fiscal e de apreensões de documentos, que corroboram as declarações dos criminosos colaboradores quanto ao pagamento por empresas do Grupo OAS de propinas à Diretoria de Abastecimento da Petrobrás nos contratos obtidos pela empreiteira na Refinaria Presidente Getúlio Vargas (REPAR) e na Refinaria do Nordeste Abreu e Lima (RNEST). Mais uma vez de se salientar que a prova material preexistia às colaborações, sendo delas causa e não o contrário"
46570 JOSE JANENE PAULO ROBERTO COSTA Violence - Threats and pressure to commit financial crimes "Paulo:O que eles me colocaram, inicialmente, é que eu deveria ajudar o partido. Isso foi colocado na primeira reunião, “ó, vamos indicálo, mas, obviamente que o senhor vai ter que ajudar o partido em algumas coisas”. Eu falei “tá bom”, mas eu não tinha esse percentual, não tinha noção detalhada do que seria essa ajuda, mas me foi dito na primeira reunião que eu teria que ajudálos."
46541 CONSTRUTORA NORBERTO ODEBRECHT PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to "as empresas me procuraram mostrando interesse de fazer essas obras, como eu falei anteriormente, eu não tinha obra dentro da minha área, então não tinha nenhuma procura das empresas, a partir de, do início dessas obras, elas mostraram interesse em participar, vamos dizer, as grandes empresas que estavam no cartel, participarem com exclusividade desse processo. Então praticamente foi isso, exclusividade de participação das grandes empresas do cartel dentro dessas obras que começaram a acontecer dentro da diretoria de abastecimento a partir aí de final de 2006, início de 2007. Juiz Federal:Que empresas que procuraram o senhor especificamente? Paulo:Eu tive mais contato com a UTC e com a ODEBRECHT."
46540 UTC ENGENHARIA S/A PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to "Como verseá adiante, está confirmado pelo rastreamento de valores e fluxo financeiro entre empresas do Grupo OAS, responsáveis, como visto, pelas obras na Refinaria do Nordeste Abreu e Lima e na Refinaria Presidente Getúlio Vargas, com contas controladas por Alberto Youssef."
46510 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to Júlio Gerin de Almeida Camargo que teria trabalhado como operador do pagamento de propinas em certas obras ("A regra do jogo era essa regra onde você tinha que pagar um por cento do valor do contrato", "um por cento pra área de engenharia e um por centro pra área de abastecimento", e "se isso não ocorresse o contrato não seria obtido", evento 248).Receberiam propinas dirigentes da Diretoria de Abastecimento, da Diretoria de Engenharia ou Serviços e da Diretoria Internacional, especialmente Paulo Roberto Costa, Renato de Souza Duque e Nestor Cuñat Cerveró. Página 31
46309 ALBERTO YOUSEFF PAULO ROBERTO COSTA Economic - Money laundering through Imputa la denuncia, sólo para Alberto Youssef y la conducta de lavado de dinero constante de Paulo Roberto Costa, en el uso de una parte de las cantidades desviadas para la compra, el 15.05.2013 y R $ 250.000,00, un vehículo Land Rover Evoque , que habría sido hecho por los depósitos a través de terceros a causa de la venta del vehículo, con el fin de Alberto Youssef y la colocación de la propiedad en el nombre de Paulo Roberto Costa.
46308 ALBERTO YOUSEFF PAULO ROBERTO COSTA Economic - Bribe payment to Imputa la denuncia, sólo para Alberto Youssef y la conducta de lavado de dinero constante de Paulo Roberto Costa, en el uso de una parte de las cantidades desviadas para la compra, el 15.05.2013 y R $ 250.000,00, un vehículo Land Rover Evoque , que habría sido hecho por los depósitos a través de terceros a causa de la venta del vehículo, con el fin de Alberto Youssef y la colocación de la propiedad en el nombre de Paulo Roberto Costa.