Relationship Type: Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

Workspaces: 

Relaciones de este tipo

ID Actor 1 Actor 2 Tipo Evidencia
61627 German Efromovitch Maritima Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"DELCIDIO DO AMARAl tem conhecimento de ilicitos perpetrados entre a MARITIMA, de GERMAN ERFROMOVITCH, e a PETROBRAS, quando era presidida por JOEl RENNO (1992-1999), envolvendo o fornecimento de sondas e plataformas de petraleo. No inicio dos anos 1990, a MARITIMA era apenas uma pequena empresa que certificava a funcionalidade de equipamentos submersos fornecidos il PETROBRAS para a producao de petraleo na Bacia de Campos. Em um curta espacao de tempo, a empresa MARITIMA te ve um crescimento vertiginoso e passou a fornecer sondas e plataformas para a PETROBRAS."

61605 ANTONIO PALOCCI FILHO Consórcio Belo Monte Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"A propina de Belo Monte serviu como contribuicao decisiva para as campanhas eleitorais de 2010 e 2014. O principal agente negociador do Consórcio de Belo
Monte foi o empreiteiro FLAVIO BARRA da ANDRADE GUTIERREZ.Os numeros da propina giravam na casa dos R$ 30 milhoes, destinados as campanhas eleitorais. DELCIDIO DO AMARAL acredita que os numeros finais de propina sejam superiores, pois, durante a campanha, houve acordo com relacao a ""claims"" de cerca de R$1.5 bilhoes, apresentadas pela Consórcio. O acorda com relacao a ""cIaims"" era uma das condicoes exigidas para aumentar a contribuicao eleitoral das empresas. E preciso dizer que a atuacao do ""triunvirata"", formado por SILAS RONDEAU, ERENICE GUERA e ANTONIO PALOCCI foi fundamental para se chegar ao desen ha corporativo e empresarial definitiva do Projeto Belo Monte. DELCIDIO estima que o valor destinado para as contribuicoes das campanhas (2010 e 2014) do PMDB e PT atingiram cerca de R$ 45 milhoes. DELCIDIO tem conhecimento de ilicitudes envolvendo o fornecimento de equipamentos nas obras da usina Belo Monte. DELCIDIO DO AMARAL sabe que existiu uma forte disputa em relacao ao fornecimento dos equipamentos de Belo Monte, envolvendo: de um lado, os chineses (patrocinados por BUMLAI); de outro lado, os fabricantes ""nacionais"" (ALSTOM, SIEMENS, IMPSA e IESA). O ""triunvirato"" agiu rapidamente, definindo que o fornecimento dos equipamentos seria realizado pelos fabricantes ""nacionais"", tudo na busca da contrapartida, revelada nas contribuicoes de campanha. ANTONIO PALOCCI e ERENICE GUERRA, especialmente, foram fundamentais nessa definicao. Enquanto o pa cote de obras civis girou em torno de R$ 19 bilhoes, o de equipamentos alcan,ou a cifra de aproximadamente R$ 4,5 bilhoes. DELCIDIO recorda-se da influencia direta do ex-governador EDUARDD CAMPOS a favor, especificamente, da IMPSA. De todos os concorrentes, a IMPSA era unica com cadeira cativa. "

61604 Erenice Guerra Consórcio Belo Monte Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"A propina de Belo Monte serviu como contribuicao decisiva para as campanhas eleitorais de 2010 e 2014. O principal agente negociador do Consórcio de Belo
Monte foi o empreiteiro FLAVIO BARRA da ANDRADE GUTIERREZ.Os numeros da propina giravam na casa dos R$ 30 milhoes, destinados as campanhas eleitorais. DELCIDIO DO AMARAL acredita que os numeros finais de propina sejam superiores, pois, durante a campanha, houve acordo com relacao a ""claims"" de cerca de R$1.5 bilhoes, apresentadas pela Consórcio. O acorda com relacao a ""cIaims"" era uma das condicoes exigidas para aumentar a contribuicao eleitoral das empresas. E preciso dizer que a atuacao do ""triunvirata"", formado por SILAS RONDEAU, ERENICE GUERA e ANTONIO PALOCCI foi fundamental para se chegar ao desen ha corporativo e empresarial definitiva do Projeto Belo Monte. DELCIDIO estima que o valor destinado para as contribuicoes das campanhas (2010 e 2014) do PMDB e PT atingiram cerca de R$ 45 milhoes. DELCIDIO tem conhecimento de ilicitudes envolvendo o fornecimento de equipamentos nas obras da usina Belo Monte. DELCIDIO DO AMARAL sabe que existiu uma forte disputa em relacao ao fornecimento dos equipamentos de Belo Monte, envolvendo: de um lado, os chineses (patrocinados por BUMLAI); de outro lado, os fabricantes ""nacionais"" (ALSTOM, SIEMENS, IMPSA e IESA). O ""triunvirato"" agiu rapidamente, definindo que o fornecimento dos equipamentos seria realizado pelos fabricantes ""nacionais"", tudo na busca da contrapartida, revelada nas contribuicoes de campanha. ANTONIO PALOCCI e ERENICE GUERRA, especialmente, foram fundamentais nessa definicao. Enquanto o pa cote de obras civis girou em torno de R$ 19 bilhoes, o de equipamentos alcan,ou a cifra de aproximadamente R$ 4,5 bilhoes. DELCIDIO recorda-se da influencia direta do ex-governador EDUARDD CAMPOS a favor, especificamente, da IMPSA. De todos os concorrentes, a IMPSA era unica com cadeira cativa. "

61603 Silas Rondeau Consórcio Belo Monte Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"A propina de Belo Monte serviu como contribuicao decisiva para as campanhas eleitorais de 2010 e 2014. O principal agente negociador do Consórcio de Belo
Monte foi o empreiteiro FLAVIO BARRA da ANDRADE GUTIERREZ.Os numeros da propina giravam na casa dos R$ 30 milhoes, destinados as campanhas eleitorais. DELCIDIO DO AMARAL acredita que os numeros finais de propina sejam superiores, pois, durante a campanha, houve acordo com relacao a ""claims"" de cerca de R$1.5 bilhoes, apresentadas pela Consórcio. O acorda com relacao a ""cIaims"" era uma das condicoes exigidas para aumentar a contribuicao eleitoral das empresas. E preciso dizer que a atuacao do ""triunvirata"", formado por SILAS RONDEAU, ERENICE GUERA e ANTONIO PALOCCI foi fundamental para se chegar ao desen ha corporativo e empresarial definitiva do Projeto Belo Monte. DELCIDIO estima que o valor destinado para as contribuicoes das campanhas (2010 e 2014) do PMDB e PT atingiram cerca de R$ 45 milhoes. DELCIDIO tem conhecimento de ilicitudes envolvendo o fornecimento de equipamentos nas obras da usina Belo Monte. DELCIDIO DO AMARAL sabe que existiu uma forte disputa em relacao ao fornecimento dos equipamentos de Belo Monte, envolvendo: de um lado, os chineses (patrocinados por BUMLAI); de outro lado, os fabricantes ""nacionais"" (ALSTOM, SIEMENS, IMPSA e IESA). O ""triunvirato"" agiu rapidamente, definindo que o fornecimento dos equipamentos seria realizado pelos fabricantes ""nacionais"", tudo na busca da contrapartida, revelada nas contribuicoes de campanha. ANTONIO PALOCCI e ERENICE GUERRA, especialmente, foram fundamentais nessa definicao. Enquanto o pa cote de obras civis girou em torno de R$ 19 bilhoes, o de equipamentos alcan,ou a cifra de aproximadamente R$ 4,5 bilhoes. DELCIDIO recorda-se da influencia direta do ex-governador EDUARDD CAMPOS a favor, especificamente, da IMPSA. De todos os concorrentes, a IMPSA era unica com cadeira cativa. "

61602 FLAVIO BARRA Consórcio Belo Monte Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"DElCIDIO tem conhecimento que em 2010 seria feito o ""Ieilao"" de Belo Monte. Contudo, tres dias antes do certame, o consarcio constituido pelas maiores empresas de engenharia do pais, desistiu de participar. Em algumas horas, foi constituido novo grupo de empresas junto com a CHESF e a ELETRONORTE. Entre elas, participa ram QUEIROZ GALVĂO, GAlVĂO ENGENHARIA, CONTERN (pela influencia de JOSE CARLOS BUMLAI). JMALUCELLI, GAIA ENERGIA, CETENCO, MENDES JR TRADING ENGENHARIA e SERVENG-CIVILSAN. Apesar de muito menos robusto, o Consarcio em questao venceu o ""Ieilao"", ten do sido a unica proposta apresentada. Alguns meses depois da realiza~ao do certame, varias empresas que nao ""bidaram"" Belo Monte tornaram-se sacias do empreendimento e contrataram como prestadoras de servico as companhias do Consarcio vencedor. Em pouco tempo, o controle da principal usina do mundo, em constru~ao, mudou de maos, sendo que as empresas que compunham o consarcio vencedor passaram a desempenhar um papel secundario. A propina de Belo Monte serviu como contribui~ao decisiva para as campanhas eleitorais de 2010 e 2014. O principal agente negociador do Cons6rcio de Belo Monte foi o empreiteiro FLAVIO BARRA da ANDRADE GUTIERREZ."

61601 FLAVIO BARRA ANDRADE GUTIERREZ Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"DElCIDIO tem conhecimento que em 2010 seria feito o ""Ieilao"" de Belo Monte. Contudo, tres dias antes do certame, o consarcio constituido pelas maiores empresas de engenharia do pais, desistiu de participar. Em algumas horas, foi constituido novo grupo de empresas junto com a CHESF e a ELETRONORTE. Entre elas, participa ram QUEIROZ GALVĂO, GAlVĂO ENGENHARIA, CONTERN (pela influencia de JOSE CARLOS BUMLAI). JMALUCELLI, GAIA ENERGIA, CETENCO, MENDES JR TRADING ENGENHARIA e SERVENG-CIVILSAN. Apesar de muito menos robusto, o Consarcio em questao venceu o ""Ieilao"", ten do sido a unica proposta apresentada. Alguns meses depois da realiza~ao do certame, varias empresas que nao ""bidaram"" Belo Monte tornaram-se sacias do empreendimento e contrataram como prestadoras de servico as companhias do Consarcio vencedor. Em pouco tempo, o controle da principal usina do mundo, em constru~ao, mudou de maos, sendo que as empresas que compunham o consarcio vencedor passaram a desempenhar um papel secundario. A propina de Belo Monte serviu como contribui~ao decisiva para as campanhas
eleitorais de 2010 e 2014. O principal agente negociador do Cons6rcio de Belo Monte foi o empreiteiro FLAVIO BARRA da ANDRADE GUTIERREZ."

61581 Leo Pinherio OAS LTDA Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

JOSE CARLOs BUMLAI foi o principal responsavel pela implementacao do INSTITUTO LULA, disponibilizando de todo o aparato logistico e financeiro para a cria~ao do referido instituto. BUMLAI tambem foi a pessoa que ficou responsavel, em um primeiro momento, pelas obras no sitio de Atibaia do ex-presidente Lula. DELCIDIO tem conhecimento de que BUMLAI ja tinha, inclusive, contratado arquiteto e engenheiro para a realizacao das obras. Esse engenheiro seria alguem de Dourados/MS que trabalhava com BUMLAI. Contudo, a realizacao das obras por BUMLAI foi abortada por LEO PINHEIRO, outro grande amigo do presidente, que pessoalmente, se dispâs, a fazer o "servico" por conta propria, atraves da empreiteira OAS, em um curto espaco de tempo.

57835 SERGIO GABRIELLI PUBRREPBSP Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"QUE se recorda de uma situação em que havia uma determinada situação em que houve determinado processo relacionado à contratação de serviços de marketing para a Petrobras e que teria sido interrompido em razão de irregularidades; QUE numa dessas "atas paralelas" o declarante recebeu a incumbência de pagar essas despesas das participantes em razão de determinação direta de ****SERGIO GABRIELI, então presidente (diretor financeiro e de Relações com Investidores da Petrobras)****, que teria repassado a determinação ao então Diretor PAULO ROBERTO COSTA; QUE como o contrato foi interrompido, o declarante pagou o restante dos valores devidos, se recordando do pagamento ter sido feito a partir de algumas TED a partir da conta da empresa MO CONSULTORIA E LAUDOS ESTATlsTICOS;"

57834 PAULO ROBERTO COSTA PUBRREPBSP Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"QUE se recorda de uma situação em que havia uma determinada situação em que houve determinado processo relacionado à contratação de serviços de marketing para a Petrobras e que teria sido interrompido em razão de irregularidades; QUE numa dessas "atas paralelas" o declarante recebeu a incumbência de pagar essas despesas das participantes em razão de determinação direta de SERGIO GABRIELI, então presidente, que teria repassado a determinação ****ao então Diretor PAULO ROBERTO COSTA (Diretor PETROBRAS)****; QUE como o contrato foi interrompido, o declarante pagou o restante dos valores devidos, se recordando do pagamento ter sido feito a partir de algumas TED a partir da conta da empresa MO CONSULTORIA E LAUDOS ESTATlsTICOS;"

57822 ARTHUR DE LIRA PARTIDO PROGRESSISTA BRASILEIRO (PPB) Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"QUE isso decorreu do fato de que após o falecimento de JOSE JANENE, as pessoas de NELSON MEUER, JOAO PIZZOLATI, MARIO NEGROMONTE e PEDRO CORREA passaram a se autofavorecer mediante a apropriação em seu próprio favor, a maior, dos valores recebidos do declarante, advindos da PETROBRAS, em detrimento de repasses aos demais membros da bancada do PP; QUE em face disso o grupo interno do PP formado por CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, BENEDITO DE LIRA, DUDU DA FONTE e AGNALDO RIBEIRO rebelou-se e assumiu a liderança do Partido Progressista; QUE neste momento ocorreu inclusive a troca da cadeira do Ministério das Cidades, saindo o Deputado MARIO NEGROMONTE e assumindo AGNALDO RIBEIRO; QUE nesta época foi solicitada por CIRO NOGUEIRA, que passou a liderar de fato (informalmente) o PP, uma reunião com PAULO ROBERTO COSTA, da qual participaram CIRO NOGUEIRA, ARTHUR DE LIRA, DUDU DA. FONTE, AGNALDO RIBEIRO e PAULO ROBERTO COSTA; QUE soube desta reunião por intermédio de PAULO ROBERTO COSTA, a qual, segundo este, foi realizada no Rio de Janeiro/RJ, mas não sabe onde; QUE nesta reunião, a nova liderança informou a PAULO ROBERTO COSTA que os repasses da PETROBRAS deveriam a partir de então ser feitos diretamente á ARTHUR DE LIRA, líder formal do PP; QUE nessa oportunidade também foi solicitado a retirada do declarante da posição de operador do PP nos contratos da PETROBRAS; QUE tal pedido se deu em virtude da ligação muito grande que o declarante possuía com JANENE e com o grupo anterior; QUE PAULO ROBERTO COSTA solicitou à nova liderança do PP que ele próprio indicasse o novo operador; QUE então PAULO ROBERTO COSTA indicou HENRY HOYER DE CARVALHO;"

57761 RENATOO ABREU MPE MONTAGENS E PROJETOS ESPECIAIS Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

com relação a empresa MPE ENGENHARIAMONTAGENSE PROJETOS ESPECIAIS S/A diz ter sido procurado por volta doano de 2011 pelo presidente desta empresa denome RENATO ABREU, o qual pretendia participar de outrasobras ligadas aoCOMPERJ, sendo que essas tratativaS foram realizadas .junto aoescrit6riodo declarante na PETROBRAS; QUE, a MPE já estava cadastrada como apta 'á firmar contratos com a PETROBRAS, .sendo que o declarante apenas solicitou a comissão delicitaçãoque a incluísse. no rol de empresas convidada

57757 CARLOS ALBERTO MURARI TOME ENGENHARIA Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"QUE,faziam "" parte desse consorcio' as empreiteiras ALUSA e a GALVAO
ENGENHARIA, sendo que a ultima participava do cartel;QUE, os seus contatos com a empresa TOME eram feitos ,na pessoa do Presidente CARLOS ALBERTO OLIVEIRA E SILVA; QUE, no ano de 2011 a TOME venceu outra licitação para fazer uma obra na Refinaria deCubatao, por meio de um consorcio em que participava a empresa francesa
TECHINIP; QUE, foi solicitado por MARIO NEGROMONTE do PP que o declarante fizesse uma reunião com O dirigente da TOME.a fim de que fosse solicitado b repasse usual de cunho'politico"

57539 PEDRO BARUSCO  ALBERTO YOUSEFF Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"QUE em relação ao dinheiro entregue pelo declarante no Rio de Janeiro eram
pagamentos devidos ao RENATO DUQUE e provavelmente a outros empregados da
Diretoria de Serviços e Engenharia da PETROBRÁS, referentes a comissionamentos das
obras realizadas pela CAMARGO CORREA e a MITSUE TOYO; QUE um desses
executivos era PEDRO BARUSCO; QUE sabe que PEDRO BARUSCO auxiliava RENATO
DUQUE no esquema criminoso de cartelização; QUE não se recorda de outros nomes;
QUE a sistemática de pagamento de dinheiro nos escritórios de JULIO CAMARGO pelo
declarante perdurou entre final de 2005 até 2012; QUE indagado sobre o motivo pelo qual
JULIO CAMARGO não sacava diretamente os valores já disponíveis no Brasil das contas
da TREVISO, AUGURI e PIEMONTE, afirma que o objetivo era ludibriar e despistar a
eventual ação das autoridades públicas, ocultado a origem dos valores que posteriormente
seriam usados para o pagamento de propinas e formação de caixa dois dos partidos
políticos; QUE dos escritórios de JULIO CAMARGO, como já dito, os valores entregues em
espécie pelo declarante acredita e tem convicção de que eram destinados ao Partido dos
Trabalhadores e à Diretoria de Serviços da PETROBRÁS, na pessoa de RENATO DUQUE
e outros gerentes da referida Diretoria; QUE o valor total operado por este modus operandi
foi em torno de R$ 27 milhões de reais; QUE esse modus operandi foi desenvolvido do final
do ano de 2005 até meados do ano de 2012; QUE o declarante cobrava pelo seu trabalho
o valor de 3,5% sobre cada operação de dólar-cabo, sem prejuízo do recebimento dos 5%
que decorriam do 1% pago ao Partido Progressista, referente aos contratos firmados com a
PETROBRÁS;"

57500 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO PIRELLI Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"QUE JULIO CAMARGO era representante da
MITSUE TOYO e da PIRELLI; QUE a MITSUE TOYO atuava em algumas obras de
engenharia; QUE a PIRELLI era fornecedora de equipamentos para a PETROBRÁS; QUE
JULIO CAMARGO também era relacionado à CAMARGO CORREIA; QUE ao que sabe ele
era amigo de JOAO HEULER; QUE JULIO CAMARGO, ao que sabe, também prestava
alguns serviços de consultoria e gerenciamento em obras da CAMARGO CORREIA, como
por exemplo o Gasoduto Brasil Bolívia ou ainda em obras realizadas em parceria entre a
CAMARGO CORREIA e a MITSUE TOYO"

57498 JULIO GERIN DE ALMEIDA CAMARGO MITSUI TOYO Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"QUE JULIO CAMARGO era representante da
MITSUE TOYO e da PIRELLI; QUE a MITSUE TOYO atuava em algumas obras de
engenharia; QUE a PIRELLI era fornecedora de equipamentos para a PETROBRÁS; QUE
JULIO CAMARGO também era relacionado à CAMARGO CORREIA; QUE ao que sabe ele
era amigo de JOAO HEULER; QUE JULIO CAMARGO, ao que sabe, também prestava
alguns serviços de consultoria e gerenciamento em obras da CAMARGO CORREIA, como
por exemplo o Gasoduto Brasil Bolívia ou ainda em obras realizadas em parceria entre a
CAMARGO CORREIA e a MITSUE TOYO"

57316 WILSON QUINTELA ESTRE AMBIENTAL S.A Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

QUE, em. relação a empresa ESTREA1IiIBIENTAL tema declarar que a mesma realiza a coleta de lixo e tratamento de resíduos, atuando em algumas,cidadE'ls dopais, inclusive Curritiba, sendo dona da empresa CAVO desde 2011 e também sócia do Estaleiro RIO MAGUARI paraa construção de baicaçase empurradores para o transpbrtede etariol; QUE, o proprietário da empresa se chama WILSON QUINTELA FILHO

57246 HUMBERTO AMARAL EQUADOR LOG SA Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"Que em relação à EQUADOR LOG SA, trata-se do mesmo proprietário, HUMBERTO AMARAL
CARRILHO, pelo mesmo fato, só que dividido em três contratos simulados com a COSTA
GLOBAL (ou seja, com a DISTRIBUIDORA EQUADOR, EQUADOR LOG SA e DISLUB
EQUADORNENBRAS MARITIMA L TOA);"

57245 HUMBERTO AMARAL DISLUB EQUADOR/VENDRAS MARITIMA LTDA. Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"Que em relação à EQUADOR LOG SA, trata-se do mesmo proprietário, HUMBERTO AMARAL
CARRILHO, pelo mesmo fato, só que dividido em três contratos simulados com a COSTA
GLOBAL (ou seja, com a DISTRIBUIDORA EQUADOR, EQUADOR LOG SA e DISLUB
EQUADORNENBRAS MARITIMA L TOA);"

57243 HUMBERTO AMARAL DISTRIBUIDORA EQUADOR DE PRODUTOS DE PETROLEO L TDA Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"QUE com a DISTRIBUIDORA EQUADOR, o contato com foi HUMBERTO AMARAL
CARRILHO, que é o dono da empresa;"

57241 WALDIR LIMA CARREIRO IESA Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"Que com relação ao contrato da lESA, foi firmado com WALDIR CARREIRO,
Presidente da empresa"

57240 IDELFONSO COLARES GRUPO QUEIROZ GALVAO Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"contratos simulados, o declarante afirmou que, com a QUEIROZ GALVÃO, o contrato foi
entabulado com IDELFONSO COLARIS, Presidente da empresa;"

57231 WALDIR LIMA CARREIRO IESA Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"QUE com a TECHINT tinha contato com RICARDO OURIQUE; QUE com GALVAO ENGENHARIA, tinha contato com ERTON FONSECA, Diretor Presidente de
Engenharia Industrial; QUE com a ANDRADE GUTIERREZ tinha contato com PAULO
DALMAZO; QUE com lESA tinha contato com WALDIR LIMA CARREIRO; QUE com
ENGEVIX tinha contato com GERSON ALMADA"

57191 VLADIMIR CARREIRO IESA Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"QUE o contato junto a empresa lESA:
para. tais finalidades era VALDIR LIMA CARREIRO, presiderite da empresa; "

57186 PAULO ROBERTO SANTOS PRS Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"QUE em 2010 ou 2011 HENRIQUE EDUARDO ALVES foi por duas vezes até a sede da Petrobrás no Rio de Janeiro (Av Chile, 65), acompanhado de um empresário chamado PAULO ROBERTO SANTOS, dono da empresa PRS, a qual por sua vez era sócia da TERMORIO, termoelétrica que tinha a PETROBRÁS como uma das sócias; QUE nestas duas oportunidades o declarante foi
procurado para que viabilizasse a construção de uma unidade de calcificação de coque verde
de petróleo no município de São Bernardo do Campo-SP, cujo prefeito, LUIS MARINHO, havia sido Ministro do Trabalho do PT; QUE o papel da PETROBRÁS seria fornecer a matéria-prima, isto é, o coque verde de petróleo, que é usado para fabricação do coque
calcinado, o qual, por sua vez, é matéria prima para a produção de anodos para a fabricação
de alumínio"

57148 ERTON MEDEIROS FONSECA GALVAO ENGENHARIA SA Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

"QUE, recorda-se que a primeira operação de comissionamento operacionalizada pela sua pessoa foi com a perante a empresa GALVAO ENGENHARIA, por volta do ano de 2005, sendo emitida uma nota da empresa MO CONSULTORIA; QUE, recorda-se que esse pagamento foi objeto de uma reunião onde o declarante foi apresentado ao Diretor da GALVAO ENHENHARIA, de nome DARIO ou EDUARDO, sendo que as tratativas posteriores, tanto em relação a obras quanto ao comissionamento e emissão de notas fiscais, foram feitas diretamente com um diretor de nome ERTON; QUE, a vista da foto de
ERTON MEDEIROS FONSECA, CPF 065579318-65, Diretor da Divisa0 de Oleo e Gás da empresa GALVAO ENGENHARIA, reconhece como sendo a pessoa a quem se referiu anteriormente; QUE, perguntado se ERTON tinha autonomia para tratar de todas as questões que lhe eram submetidas, afirma que a maioria das decisões eram adotadas por ele, todavia em outras oportunidades o mesmo disse que iria responder depois, não sabendo se ERTON consultou algum outro dirigente da GALVAO;"

57044 JOAO VACCARI PARTIDO DOS TRABALHADORES Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

QUE JOAO VACARI, mesmo antes de assumir como tesoureiro do PT atuava perante a Diretoria de Servicos dando ordens ao diretor RENATO DUQUE, sendo que alguns pagamentos de comissoes devidas pelas empreiteiras, pelo que sabe, teriam sido feitos por meio de doações oficiais ao Partido dos Trabalhadores.

56983 ALBERTO YOUSEFF JOSE JANENE Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

QUE, em por volta de 2007, JOSE JANENE começou a ficar doente e o declarante passou a ter uma participação mais ativa no esquema financeiro, inclusive tomando algumas decisões quanto a pagamentos e transferência de valores, passando a lidar diretamente com algumas empreiteiras, mormente por conta do temperamento difícil de JOSE JANENE.

56856 JOSUE AUGUSTO NOBRE JNOBRE ENGENHARIA Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

Josué Nobre presidente do Jnobre Engenharia http://lavajato.mpf.mp.br/desmembramentos/rio-de-janeiro/documentos/sent...

56853 ANA LUIZA BOLOGNANI ARATEC ENGENHARIA CONSULTORIA & REPRESENTAÇÕES LTDA Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

De acordo com os autos, a empresa ARATEC era formada por Othon Luiz, conjuntamente com suas filhas, Ana Cristina e Ana Luiza Bolognani, e esposa, Maria Célia da Silva. http://lavajato.mpf.mp.br/desmembramentos/rio-de-janeiro/documentos/sent...

56844 MARIA CELIA DA SILVA ARATEC ENGENHARIA CONSULTORIA & REPRESENTAÇÕES LTDA Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

De acordo com os autos, a empresa ARATEC era formada por Othon Luiz, conjuntamente com suas filhas, Ana Cristina e Ana Luiza Bolognani, e esposa, Maria Célia da Silva. Sendo que à época dos fatos, a administração da ARATEC estava a cargo de Ana Cristina. http://lavajato.mpf.mp.br/desmembramentos/rio-de-janeiro/documentos/sent...

56842 ANA CRISTINA DA SILVA TONIOLO ARATEC ENGENHARIA CONSULTORIA & REPRESENTAÇÕES LTDA Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

De acordo com os autos, a empresa ARATEC era formada por Othon Luiz, conjuntamente com suas filhas, Ana Cristina e Ana Luiza Bolognani, e esposa, Maria Célia da Silva. Sendo que à época dos fatos, a administração da ARATEC estava a cargo de Ana Cristina. http://lavajato.mpf.mp.br/desmembramentos/rio-de-janeiro/documentos/sent...

56828 MARCOS TEIXERA ANDRADE GUTIERREZ Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

Marcos José M. Teixeira (Diretor Regional da empreiteira em 2006) http://lavajato.mpf.mp.br/desmembramentos/rio-de-janeiro/documentos/sent...

56827 ROGERIO NORA ANDRADE GUTIERREZ Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

Rogério Nora, ex-presidente da Andrade Gutierrez http://lavajato.mpf.mp.br/desmembramentos/rio-de-janeiro/documentos/sent...

56809 VICTOR SERGIO COLAVITTI ENGEVIX ENGENHARIA SA Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

O colaborador Víctor Sérgio Colavitti admitiu o repasse de dinheiro de sua empresa ENGEVIX para a ARATEC. http://lavajato.mpf.mp.br/desmembramentos/rio-de-janeiro/documentos/sent...

56808 VICTOR SERGIO COLAVITTI LINK PROJETOS E PATICIPACOES S/A Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

Segundo a denúncia, no âmbito da operação LAVAJATO, apurou-se a existência de vínculos entre os acusados Carlos Alberto Montenegro Gallo, administrador da empresa CG IMPEX, Víctor Sérgio Colavitti, administrador da empresa LINK PROJETOS E PARTICIPAÇÕES S/A, http://lavajato.mpf.mp.br/desmembramentos/rio-de-janeiro/documentos/sent...

56803 FLAVIO BARRA ANDRADE GUTIERREZ Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

Narra o órgão ministerial que os acusados Otávio Marques e Flávio David, este na condição de Presidente da ANDRADE GUTIERREZ ENERGIA http://lavajato.mpf.mp.br/desmembramentos/rio-de-janeiro/documentos/sent...

56801 OTAVIO MARQUES DE AZEVEDO ANDRADE GUTIERREZ Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

Narra o órgão ministerial que os acusados Otávio Marques e Flávio David, este na condição de Presidente da ANDRADE GUTIERREZ ENERGIA http://lavajato.mpf.mp.br/desmembramentos/rio-de-janeiro/documentos/sent...

56797 BRUNO GONCALVES LUZ DEMA PARTICIPACOES E EMPREENDIMENTOS LTDA. Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

Na lavagem do dinheiro recebido por Othon Luiz atuaram os operadores financeiros Bruno Gonçalves Luz e Jorge Luz, valendo-se da empresa DEMA PARTICIPAÇÕES E EMPREENDIMENTOS LTDA. http://lavajato.mpf.mp.br/desmembramentos/rio-de-janeiro/documentos/sent...

56793 OTHON LUIZ PINHEIRO ELECTROBRAS TERMONUCLEAR S/A - ELECTRONUCLEAR Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

A partir da quebra do sigilo fiscal das empresas ANDRADE GUTIERREZ e ENGEVIX identificou-se que as empreiteiras envolvidas teriam pago propina ao acusado Othon Luiz, então Presidente da ELETRONUCLEAR, para que as favorecesse na contratação para as obras de ANGRA 3. http://lavajato.mpf.mp.br/desmembramentos/rio-de-janeiro/documentos/sent...

56791 GERALDO TOLEDO ARRUDA JUNIOR DEUTSCHEBRAS Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

a empresa DEUTSCHEBRAS, administrada por Geraldo Arruda. http://lavajato.mpf.mp.br/desmembramentos/rio-de-janeiro/documentos/sent...

56789 CARLOS ALBERTO MONTENEGRO GALLO CG IMPEX Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

Segundo a denúncia, no âmbito da operação LAVAJATO, apurou-se a existência de vínculos entre os acusados Carlos Alberto Montenegro Gallo, administrador da empresa CG IMPEX, Víctor Sérgio Colavitti, administrador da empresa LINK PROJETOS E PARTICIPAÇÕES S/A, http://lavajato.mpf.mp.br/desmembramentos/rio-de-janeiro/documentos/sent...

56720 CARLOS VALENTE GRUPO QUEIROZ GALVAO Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

Representante da Queiroz Galvão Fuente: Denuncia IPL 0017513-21.2014.4.02.5101 Distribuição por dependência: Autos Nº 0057817-33.2012.4.02.5101 (operaçao Saqueador) e 0509503-57.2016.4.02.5101 (operaçao Calicute)

56715 JOSE CAMILO TEIXERA CARVALHO CARIOCA ENGENHARIA Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

Representante de Carioca Engenharia Fuente: Denuncia IPL 0017513-21.2014.4.02.5101 Distribuição por dependência: Autos Nº 0057817-33.2012.4.02.5101 (operaçao Saqueador) e 0509503-57.2016.4.02.5101 (operaçao Calicute)

56708 ROGERIO NORA ANDRADE GUTIERREZ Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

Representante da empresa Andrade Gutierrez Fuente: Denuncia IPL 0017513-21.2014.4.02.5101 Distribuição por dependência: Autos Nº 0057817-33.2012.4.02.5101 (operaçao Saqueador) e 0509503-57.2016.4.02.5101 (operaçao Calicute)

56700 RICARDO PERNAMBUCO CARIOCA ENGENHARIA Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

Clovis Primo, diretor de operações, acertou então com a Odebrecht a participação da Andrade Gutierrez no consorcio, na cota de 21%, enquanto Odebrehct e DELTA ficaram com, respetivamente, 49% e 30% Fuente: Denuncia IPL 0017513-21.2014.4.02.5101 Distribuiç

56698 PAULO CESAR ALMEIDA CABRAL EIT Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

Representante da empresa EIT Fuente: Denuncia IPL 0017513-21.2014.4.02.5101 Distribuição por dependência: Autos Nº 0057817-33.2012.4.02.5101 (operaçao Saqueador) e 0509503-57.2016.4.02.5101 (operaçao Calicute)

56696 PAULO MERIADE DUARTE DELTA CONSTRUCTIONS Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

Representante da empresa DELTA Fuente: Denuncia IPL 0017513-21.2014.4.02.5101 Distribuição por dependência: Autos Nº 0057817-33.2012.4.02.5101 (operaçao Saqueador) e 0509503-57.2016.4.02.5101 (operaçao Calicute)

56694 GUSTAVO SOUZA GRUPO QUEIROZ GALVAO Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

representantes da empresa Queiroz Galvao Fuente: Denuncia IPL 0017513-21.2014.4.02.5101 Distribuição por dependência: Autos Nº 0057817-33.2012.4.02.5101 (operaçao Saqueador) e 0509503-57.2016.4.02.5101 (operaçao Calicute)

56692 MAURICIO RIZZO GRUPO QUEIROZ GALVAO Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

representantes da empresa Queiroz Galvao Fuente: Denuncia IPL 0017513-21.2014.4.02.5101 Distribuição por dependência: Autos Nº 0057817-33.2012.4.02.5101 (operaçao Saqueador) e 0509503-57.2016.4.02.5101 (operaçao Calicute)

56690 JUAREZ MIRANDA JUNIOR CAMTER Logistic - Being the (administrative, finances, chair, among other positions) manager of

representante da empresa CAMTER Fuente: Denuncia IPL 0017513-21.2014.4.02.5101 Distribuição por dependência: Autos Nº 0057817-33.2012.4.02.5101 (operaçao Saqueador) e 0509503-57.2016.4.02.5101 (operaçao Calicute)

Pages